31
dezembro

Reportagem especial: Caminhos da Seca – Parte 4


 Situação das Barragens é crítica

 

Poço Fundo seca e demais barragens têm níveis abaixo de 25%

 

 

Barragem de Poço Fundo

 

Na última matéria sobre a seca que atinge o Agreste de Pernambuco, o Blog do Ney Lima revela a condição crítica das principais barragens da região.

 

A situação é mais grave na Barragem de Poço Fundo, que secou quase que totalmente. A imagem é de desolação.

 

 

 

A barragem de Poço Fundo chegou a verter várias vezes nos últimos anos, quando atingia sua capacidade máxima de armazenamento. Hoje, percebe-se uma imensa área seca. Até uma estrada de terra é notada no meio a barragem.

 

A pouca água que resta está acumulada no lado direto do açude, próximo ao local onde é feita e medição de nível, e está sendo bombeada para abastecer a Vila de Poço Fundo e a cidade de Jataúba, mas a operação deve ser suspensa ainda esta semana, segundo informações extraoficiais levantadas pelo Blog.

 

 

"A situação está muito triste", afirmar Sr. Totoca

Nossa equipe conversou com um morador das proximidades da barragem.

 

Antônio Barbosa da Silva, conhecido por “Totoca”, reside em Poço Fundo há mais de 40 anos e disse que este ano a situação está muito triste.

 

Totoca disse também que não vê perspectiva de futuro na criação de animais, já que a pouca água que ainda resta na barragem é salobra e não serve nem para os bichos.

 

Clique e ouça a entrevista completa: srtotoca

 

Barragem de Poço Fundo está praticamente seca

Barragem de Tabocas tem apenas 17% da capacidade. Machados tem volume de 25%.

 

O Blog do Ney Lima levantou dados sobre a condição atual das barragens de Tabocas e Machados, principais mananciais que abastecem Santa Cruz do Capibaribe. Percebe-se que o momento é de alerta.

 

Barragem de Tabocas

 

A  barragem de Tabocas, que tem capacidade para acumular 14 milhões de metros cúbicos de água, está com o nível em apenas 17% e pode secar totalmente nos próximos cinco meses.

 

Já a Barragem de Machados, com capacidade para 5,8 milhões de litros, opera com nível de 25%.

 

A situação nas cidades do Agreste de Pernambuco pode ser agravada já que a previsão é de que a estiagem em toda a região Nordeste do Brasil dure por mais três meses.

 

Esperamos que os relatos e as imagens mostradas neste Blog possam despertar o interesse das autoridades em prol de ações e políticas públicas para o combate à seca.

 

 

"Caminhos da Seca"
Fotos: Ney Lima, Thonny Hill e Pablo Ricardo
Colaboração: Luiz Carlos (Condema)
 Produção: Avant Comunicação e Mídia

3 Comentários

  1. João do Nscimento disse:

    Infelizmente, essa é uma realidade que temos que enfrentar. outra realidade, é que,as autoridades governantes, parecem que não estão vendo nada, e ainda mais,deveriam aproveitar para limpar as barragens e açudes, mas parece que nem é preciso. Lastimavél as atitudes dos nossos governantes.

  2. Ivonaldo Quixabeira disse:

    Que pena que os governantes não querem ver isso, que nossa cidade esta passando,temos que nos unir pra que eles possam toma uma atitude,vamos compra deles.

  3. mariana disse:

    oxe cade o zé da agua??????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores