10
setembro

“A ideia não é vender pra quem já vai, é levar mais gente para comprar”, afirma Ratinho sobre o Outlet Altas Horas-PE

Em entrevista ao jornalista Magno Martins, o comunicador Ratinho afirmou que o empreendimento Altas Horas-PE irá atrair mais clientes de todo o país para a região do Polo de Confecções do Agreste pernambucano. A entrevista foi transmitida por 43 emissoras de rádio nos estados de Pernambuco, Alagoas e Bahia, além do canal no YouTube do Blog do Magno.

“Será uma coisa fabulosa porque a ideia deles é levar o Brasil para comprar lá em Santa Cruz. Não é vender pra quem já vai não, é levar mais gente para comprar, essa é a ideia do grupo que eu participo”, destacou o apresentador ao se referir à futura instalação do Outlet Altas Horas PE, em Santa Cruz do Capibaribe.

O empreendimento terá um investimento em torno de R$ 100 milhões e deverá gerar cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos para a região de Santa Cruz do Capibaribe. O comunicador afirmou que recebeu o convite para investir na região e aceitou.

“O empresário Marcelo Torquato, proprietário da famosa marca Pit Bull Jeans, que também investe na área de hotelaria, shopping populares e incorporadora, fez uma pesquisa na região de Santa Cruz do Capibaribe e logo viu grande oportunidade para investimentos. Ele perguntou se eu toparia entrar como sócio e eu falei que ia com ele. E fui. Eu não imaginava a força do Nordeste e hoje vejo a região com outros olhos”, afirmou.

O Altas Horas-PE contará com mais de 5 mil pontos de comercialização, sendo primeira e segunda etapa de construção, 2.500 vagas de estacionamento para carros, motos e vans, 150 vagas cobertas para ônibus, dormitórios para motoristas dos ônibus, além de serviço de apoio para lojistas e clientes. O outlet deverá entrar em operação entregando a primeira etapa em Novembro 2021. As vendas de lojas e boxs devem iniciar em outubro deste ano.

02
setembro

Boletos da taxa de condomínio do Moda Center estão disponíveis

Já estão disponíveis os boletos para pagamento da taxa de condomínio do Moda Center Santa Cruz com vencimento em 15 de setembro. Sobre o valor da taxa ainda incidirá o abatimento provisório Covid-19, de forma proporcional aos dias em não houve feira, somado ao desconto de pontualidade.

A redução do valor no abatimento provisório em comparação aos meses anteriores se deve à retomada das atividades do parque e, por consequência, ao aumento de despesas correntes, como a efetivação de colaboradores que estavam com seus contratos suspensos, o maior consumo de material de limpeza, água, energia e outros insumos; além da realização de quatro das cinco feiras possíveis para o mês de agosto (10 e 11 | 17 e 18 | 24 e 25 | 31).

A administração do Moda Center Santa Cruz ressalta que não haverá nova prorrogação da data do vencimento e que, com a continuidade das feiras, no mês de outubro os valores da taxa retornarão aos patamares cobrados antes da suspensão das atividades.

BOLETOS

Para baixar o boleto, acesse: AQUI

Informe o Código de Patrimônio e o CPF, escolha a opção BOLETOS e depois clique em Imprimir.

O condômino também pode solicitar que o boleto seja enviado por e-mail ou WhatsApp.

Canais de atendimento

Telefones: (81) 3759-1007 | 3759-1015

E-mails:

financeiro@modacentersantacruz.com.br

sac@modacentersantacruz.com.br

cobranca@modacentersantacruz.com.br

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Nessa mesma página, o condômino também tem acesso às últimas Prestações de Contas do condomínio, bastando clicar no item PRESTAÇÃO DE CONTAS e em seguida escolher o mês desejado para visualizar as contas ou imprimir.

/

Conteúdo da assessoria.

12
agosto

Gerente do Moda Center fala sobre primeira feira após reabertura do Polo de Confecções

10
agosto

Movimento tranquilo no primeiro dia de reabertura do Moda Center

;

O primeiro dia de reabertura do Moda Center Santa Cruz registrou movimento dentro da expectativa. A Administração estima que cerca de 8 mil pessoas compareceram ao empreendimento para reabastecer seus estoques de produtos. Aproximadamente 30% dos comerciantes abriram lojas e boxes. Os protocolos de segurança estabelecidos pelo Governo de Pernambuco foram cumpridos, assim como a fiscalização interna do uso de máscaras e do distanciamento social.

;

;

“Nossa expectativa é que, com a retomada, as empresas voltem a produzir e a fazer cada vez mais negócios. Muitas pessoas não abriram seus pontos de venda porque a produção que tinham já estava comprometida com as entregas às transportadoras. Continuaremos cumprindo os protocolos para não precisarmos retroceder e fechar as nossas portas novamente. Se cada um fizer a sua parte, todos saem ganhando”, comentou José Gomes Filho, síndico do Moda Center.
;
;
O centro atacadista registrou um grande movimento na entrega de encomendas à transportadoras. Para esses dois dias de feira, mais de 90 agendaram a vinda ao empreendimento, a maioria para hoje (10), fato que manteve a média comparada aos últimos 30 dias. Com a reabertura do Moda Center, o serviço de agendamento de entregas oferecido pelo centro atacadista chega ao fim esta semana. As compras à distância e entregas poderão continuar sendo feitas e organizadas diretamente com cada marca.
;
;
As feiras no Moda Center Santa Cruz continuam acontecendo às segundas e terças-feiras, das 6h às 18h, seguindo o protocolo geral e o específico de segurança baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19.
;
As medidas adotadas pelo Moda Center estão disponíveis para conhecimento de comerciantes, clientes e público em geral no link https://bit.ly/protocoloreaberturamodacenter. Na baixa temporada, o centro atacadista recebe cerca de 40 mil pessoas por feira. Na alta temporada, entre os meses de maio e junho e novembro em dezembro, já chegou a receber mais de 150 mil clientes.
.
Conteúdo da assessoria.

07
agosto

Moda Center Santa Cruz volta a realizar feiras a partir de segunda (10) e divulga protocolos

Centro atacadista reabrirá para o público seguindo protocolo de segurança e higiene determinado pelas autoridades sanitárias.

O Moda Center Santa Cruz, maior centro atacadista de confecções do país, vai voltar a realizar feiras a partir de segunda-feira (10). A autorização para reabertura foi anunciada na tarde de hoje (6) em coletiva concedida pelo Governo de Pernambuco e faz parte da flexibilização e retomada das atividades econômicas diante do cenário de convivência com a Covid-19.

A retomada da realização das feiras, às segundas e terças-feiras, das 6h às 18h, segue o protocolo geral e o específico de segurança baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. As medidas adotadas pelo Moda Center estão disponíveis para conhecimento de comerciantes, clientes e público em geral no www.blogdomodacenter.com.br.

Entre as principais ações do protocolo estão: a redução do número de acesso à área dos boxes e lojas, que passou de 48 para 10 pontos, sendo três na frente, dois em cada lateral e três na parte de trás; disponibilização de álcool em gel e aferição de temperatura corporal dos clientes em todas as entradas; uso de máscara obrigatória por todos que frequentarem as instalações do empreendimento; instalação, em locais estratégicos, de 20 pias com sabão e de toalhas de papel para procedimentos de higienização das mãos nas praças de alimentação e áreas externas; onde não for possível a lavagem das mãos, serão instalados totens com álcool 70% para frequente higienização das mãos; limitação de um vendedor por box, três vendedores e três clientes por loja; instalação de marcações no piso em frente aos caixas eletrônicos com o distanciamento exigido pelos órgãos de saúde (1,5 metro entre uma pessoa e outra) para distanciamento adequado nas filas; orientação e fiscalização, pela equipe de segurança, do uso de máscaras e não aglomeração de pessoas e mercadorias nos corredores entre os blocos.

Haverá, ainda, reforço da limpeza de pontos de grande contato como corrimões, banheiros, maçanetas, mesas, cadeiras etc., desinfecção de corredores e áreas comuns com solução de água e hipoclorito e disponibilização de sabonete líquido e toalhas de papel nos banheiros para higienização das mãos.

“Durante o período de paralisação das atividades, iniciamos a avaliação do que precisava ser adequando em nosso espaço para a retomada do atendimento ao público, por entendermos a necessidade de equilibrar as ações de reabertura do Moda Center e os cuidados com a saúde de nossos colaboradores, condôminos e clientes. Mantivemos o contato permanente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Governo de Pernambuco buscando orientações e atender todas as exigências para voltar a receber o público com todo o cuidado e responsabilidade possível, de forma segura, coordenada e organizada, com base nas orientações das autoridades de saúde e particularidades das atividades que realizamos”, afirma José Gomes Filho, síndico do Moda Center Santa Cruz.

Fechado desde março e transformado em ponto de entrega de mercadorias às transportadoras vindas de várias partes do país desde o fim de abril, o Moda Center Santa Cruz já tinha divulgado para os seus condôminos um guia com as medidas de higiene, limpeza, proteção, organização e novas práticas operacionais que seriam adotadas. O documento foi atualizado e está dividido em quatro partes: medidas adotadas pela administração; protocolos para os serviços de alimentação; medidas a serem adoradas pelos comerciantes e ações de comunicação.

Confira outras ações adotadas pela administração:

Retirada de cadeiras da frente dos boxes, de forma que amplie o espaço de circulação e reduza os pontos de contatos com os clientes;

Manutenção das portas dos WC’s abertas para beneficiar a ventilação;

O acesso ao Setor de Atendimento ao Condômino (SAC) será controlado, com um número máximo de pessoas a serem atendidas simultaneamente. Serão instaladas sinalizações informando sobre o limite e o controle no acesso;

Medição diária de temperatura da equipe de colaboradores e prestadores de serviço;

Suspensão de ações promocionais e campanhas que promovam a aglomeração de pessoas nos corredores do Moda Center;

Uso dos meios de comunicação interna para informar sobre as medidas de higiene e precauções adotadas, seguindo as recomendações das autoridades sanitárias. A rádio interna divulgará boletins com informações e reforço das orientações e medidas preventivas que estão sendo tomadas.

Também foram implantadas medidas específicas nas praças de alimentação do Moda Center, seguindo o protocolo determinado pelo Governo de Pernambuco. As principais são as seguintes:

Redução de 50% da quantidade de assentos nas mesas das praças de alimentação. Cada mesa permanecerá com apenas dois assentos, garantindo o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre clientes de mesas diferentes;

Recomendação de instalação de anteparos de vidro ou acrílico nos guichês de atendimento ao público para proteção das pessoas;

Uso obrigatório de máscaras pelos funcionários das lojas de alimentação, com cuidado especial na higiene dos alimentos e utensílios;

Fornecimento de álcool em gel para funcionários e clientes;

Manter distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, com demarcação no piso, nos locais de espera e filas de caixas;

Reforço da limpeza e desinfecção das superfícies mais tocadas e banheiros a cada duas horas e também antes do início do expediente;

Organizar os cardápios de forma a serem plastificados ou impressos em material que possibilite a higienização após cada atendimento;

Priorizar sachês individuais quando do oferecimento de temperos, palitos de dente e adoçantes;

Na modalidade autosserviço (self-service), os estabelecimentos devem disponibilizar luvas de plástico descartáveis no começo da fila, antes de pegar as bandejas e/ou pratos para que os clientes possam se servir. Os talheres devem ser disponibilizados em embalagens individuais;

Limpar e higienizar mesas, cadeiras, superfícies de comer (bandejas) após o uso de cada cliente. Desinfetar com produtos à base de cloro, álcool, fenóis, quaternário de amônia ou álcool a 70% líquido ou gel.

A administração do Moda Center Santa Cruz também orientou os comerciantes a adotarem as seguintes ações:

Limitar um vendedor por box e três vendedores e três clientes por loja. É necessário sinalizar, em local visível, o número máximo de clientes permitido dentro de cada loja, respeitando o número de três clientes por unidade;

Limpar e desinfetar as superfícies de balcões para a venda de produtos várias vezes ao dia;

Disponibilizar álcool em gel para uso dos funcionários e clientes;

Fornecer máscaras aos funcionários, que devem ser usadas inclusive no deslocamento do trabalhador (casa-Moda Center-casa);

Se possível, implantar a medição de temperatura de funcionários;

Evitar o uso de dinheiro. Dar preferência a maquinetas para uso de cartão (débito ou crédito). Os aparelhos devem ser higienizados periodicamente;

Suspender de ações promocionais e campanhas que promovam a aglomeração de pessoas ou distribuição de material que possa ser vetor de contaminação da Covid-19;

Se algum trabalhador apresentar sintomas de gripe, febre, tosse, coriza ou dor no corpo, é recomendar que fiquem em casa e procurem atendimento;

Sugerir que os clientes evitem fazer compras acompanhado por idosos, crianças, mulheres grávidas e pessoas com doenças crônicas;

Utilizar de canais on-line para continuar atendendo clientes que ainda tenham a movimentação restringida.

“Todos nós devemos contribuir e continuar tendo consciência do nosso papel para a contenção um novo avanço da Covid-19. É preciso que cada um assuma o compromisso com as ações recomendadas. Juntos, envidaremos esforços para a proteção da saúde das pessoas e recuperação da nossa economia”, completa José Gomes Filho.

As medidas previstas podem ser complementadas e/ou alteradas, a qualquer momento se houverem novas orientações dos órgãos competentes. As medidas completas podem ser acessadas no www.blogdomodacenter.com.br.

LINKS DOS PROTOCOLOS PARA DOWNLOAD:

Protocolo Geral – Reabertura do Moda Center

Protocolo Específico – Serviços de Alimentação

Protocolo Governo de Pernambuco – Polo de Confecções

06
agosto

Edson Vieira e Edilson Tavares lamentam ausência de comunicação entre Governo do Estado e prefeitos do Polo de Confecções

O Programa Independente desta quinta-feira (06), recebeu a presença do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, além de via Skype o prefeito de Toritama, Edilson Tavares, que falaram sobre a retomada das feiras do Polo de Confecções.

O prefeito Edson Vieira revelou que só tomou conhecimento da reabertura das feiras através da imprensa, e lamentou a ausência das informações, e pontuou que o governo do estado teria repassadas as responsabilidade de fiscalização exclusivamente para as prefeituras.

“Se o estado disser que vai ter a retomada das feiras, mas que iria tá junto ajudando com uma equipe médica, Polícia Militar, Defesa Civil, Secretaria da Fazenda, mas não, é como dissesse: ‘agora abra e tome conta’, mas se daqui a dez dias, que Deus nos livre, os números aumentam, ai vão dizer: ‘olha o estado fez, mas agora é com os municípios’, mas infelizmente o estado não está sendo parceira dos municípios de Santa Cruz, Toritama e Caruaru” – falou.

O prefeito de Toritama também citou a questão da falta de diálogo com o governo do estado, e citou que o anúncio deveria ter sido antes para que tudo pudesse ter sido organizado.

“O diálogo carece sim de uma melhora, até porque teríamos que ter tempo para fazer uma divulgação, precisávamos de um prazo maior para avisar as nossos compradores, pois nossa feira não é local, mas sim nacional, e precisamos melhorar muito nessa comunicação” – completou.

04
agosto

Moda Center Santa Cruz continua recebendo transportadoras enquanto se prepara para reabertura

A pandemia do novo coronavírus promoveu um grande impacto na indústria confeccionista pernambucana e em vários setores da economia local, nacional e mundial sem precedentes na história recente. O Moda Center Santa Cruz, maior centro atacadista de confecções do país, suspendeu, desde o dia 18 de março, suas atividades, conforme indicado no Decreto Estadual nº 48.830 de 18/3/2020. Neste período, diversas ações foram realizadas, como a adequação do local para entrega de mercadorias às transportadoras vindas de várias partes do país, o que acontece desde o mês de abril. O empreendimento também já está se preparando para voltar a receber clientes.

Junto com os órgãos locais, o Moda Center Santa Cruz desenvolveu e implantou um conjunto de regras de organização, restrição de acesso, higiene e segurança para passar a ser ponto de entrega de mercadorias a transportadoras para comerciantes (não apenas dos seus condôminos). A ação foi definida em conjunto com a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, o Ministério Público, a Polícia Militar e entidades como ASCAP (Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe) e a CDL Santa Cruz. A ação foi implantada no dia 27 de abril e vem colaborando para escoar os produtos confeccionados na região.

Desde essa data, o Moda Center recebeu uma média de 63 transportadoras por semana (dia 3/8, começa a 15ª semana), entre ônibus cargueiros, carretas, bi trens e caminhões. “O volume de agendamentos foi aumentando semanalmente. A primeira tivemos apenas 10. Esta semana serão 96. Semana passada foram 100”, comentou José Gomes Filho, síndico do Moda Center. Ele explica que muitos dos ônibus que vinham repletos de clientes passaram a vir apenas apanhar as mercadorias adquiridas à distância. Os dados não contabilizam os veículos menores (vans e carros de passeio) que estão centralizados no Calçadão Miguel Arraes, espaço público gerenciado pela Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe situado atrás do Moda Center, onde também são comercializadas confecções.

Para receber mercadorias, as transportadoras precisam realizar o agendamento através do WhatsApp (81) 99652-0590. As entregas podem ser realizadas de segunda a sexta-feira, em horário comercial e com a atual estrutura presente, até 100 veículos por dia podem se cadastrar para receber as encomendas, sendo até 50 no Moda Center e até 50 no Calçadão Miguel Arraes. É proibida a comercialização de produtos no local. As regras para as transportadoras e fornecedores estão disponíveis no link: https://bit.ly/regrastransportadoras.

REABERTURA – A administração do Moda Center Santa Cruz está se preparando para retomada das feiras há alguns meses e aguardando o anúncio da data da reabertura que deve ser feita, nos próximos dias, pelo Governo de Pernambuco. Para isso, elaborou e divulgou junto aos comerciantes do centro atacadista um guia com medidas de higiene e segurança que serão adotadas a partir da retomada das atividades.

Entre as principais ações estão: instalação de barreiras de contenção e telas para redução do número de acessos a área dos boxes e lojas: serão três entradas na frente, duas em cada lado e três na parte de trás; instalação de 20 lavatórios com sabão e toalhas de papel para higienização das mãos nas praças de alimentação e áreas externas, além das que já têm nos banheiros; onde não for possível a lavagem das mãos, será disponibilizado álcool 70% para frequente higienização; uso obrigatório de máscara por todos que frequentarem o Moda Center; recomendação para a manutenção do distanciamento social de 1,5m; limitação de um vendedor por box e três vendedores e quatro clientes por loja; divisão dos carroceiros e ambulantes por dia de feira com rodízio por faixa de horário no dia principal.

Nas praças de alimentação, haverá a suspensão da comercialização de alimentos no formato self service. Será permitida a venda de marmitas e lanches. Houve a redução de 50% das mesas. Cada uma permanecerá com apenas dois assentos.

Haverá reforço da limpeza de pontos de grande contato como corrimões, banheiros, maçanetas, botoeiras, mesas, cadeiras etc., e disponibilização de sabonete líquido e toalhas de papel nos banheiros para higienização das mãos.

;

Conteúdo da assessoria.

30
julho

Feiras do Polo de Confecções tem expectativa de reabertura para 10 de agosto

Sinalização é do Governo do Estado e vai depender da manutenção do controle no avanço da pandemia

 

 

 

 

 

Os centros de compras e as feiras do Polo de Confecções de Pernambuco, que envolvem as cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru, tem expectativa para reabrir no próximo dia 10 de agosto. A data foi citada por representantes do Governo do Estado em reunião na manhã desta quinta-feira (30) com representantes das três cidades. A informação foi divulgada pela prefeita de Caruaru, Raquel Lira em entrevista ao telejornal AB1, da TV Asa Branca.

A confirmação da volta das feiras vai depender do controle no avanço do novo coronavírus. Neste momento a região do Agreste tem números favoráveis no combate à doença.

As regras para retomada gradual da economia no estado estão previstas no Plano de Convivência Com a Covid-19. Na próxima segunda-feira (03), bares, restaurantes e academias estarão autorizados a funcionar, seguindo as recomendações sanitárias.

28
julho

TAC celebrado entre Promotoria de Justiça e empresa de engenharia prevê financiamento privado de obras públicas em Toritama

Foto: Arquivo.

Por ter descumprido partes de um Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) anterior e causado prejuízo à Prefeitura de Toritama e a seus cidadãos, a empresa Enpal Engenharia e Pavimentação firmou um novo TAC com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e se comprometeu a obrigação de financiar e fazer obras públicas no valor de R$ 8.4 milhões. As obras a serem realizadas pela Enpal serão apontadas pelo Secretário de Obras do Município de Toritama, em 30 dias, e devem ser concluídas no prazo de dois anos, sendo posteriormente revertidas ao patrimônio público municipal.

“Como serão patrimônio público, as obras deverão, obrigatoriamente, dar-se em espaço e territórios públicos”, frisou o promotor de Justiça Vinícius Costa e Silva, autor do TAC. Segundo o documento, a empresa Enpal ainda ficou obrigada a construir e implantar 1.400 bancos privados, em área própria, para aumento do número de bancos na feira. No antigo TAC descumprido, a empresa assumiu o compromisso de fornecer 700 bancos públicos, pelo prazo de 50 anos, mas ofereceu apenas 350 bancos de feira, pelo prazo de 19 anos.

De acordo com o promotor, todos os bancos a serem construídos e custeados pela Enpal Engenharia e Pavimentação seguirão os moldes da feira pública, em especial, quanto aos modelos e formas de bancos para unicidade visual e urbanística da área de feira. “A Prefeitura de Toritama cumpriu, integralmente, as condições e obrigações do TAC passado, estando assim liberada das sanções legais”, revelou o promotor de Justiça.

Caso a empresa descumpra o novo TAC, ficará sujeita às sanções de multa diária de R$ 1 mil, a partir do dia imediatamente posterior ao termo da prorrogação do TAC e a conversão das obrigações de fazer, tanto compensação quanto a sanção, em obrigação de dar coisa certa, no montante de R$ 15 milhões.

20
julho

Plano de reabertura de serviços de academias e de comida é apresentado em Santa Cruz

Imagens: Assessoria

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB), esteve reunido na manhã da última sexta-feira (17), com representantes e proprietários de academias de ginástica, restaurantes, cafeterias, lanchonetes e similares para apresentar o plano de reaberturas desses serviços do município.

Para os serviços de academias, o plano pede que tenha limites de alunos, delimita o espaço físico, mantenham o distanciamento de dois metros entre aparelhos, mostrem a frequência diária por horário, disponibilizem álcool em gel, higienizem máquinas e objetos, realizem desinfecção do ambiente, posicionem kits de limpeza em locais estratégicos, uso obrigatório de máscaras, inclusive, durante atividades, incentivem a ventilação natural e peçam que cada aluno traga sua toalha.

Para restaurantes e lanchonetes, a recomendação é que não tenham eventos que possam gerar aglomerações, inclusive em filas, facilitem a entrada e saída de clientes, garantam o distanciamento mínimo em 1,5 metro entre clientes de mesas diferentes. As mesas devem respeitar o limite de 10 pessoas, os ambientes devem ser em locais arejados naturalmente, não pode haver consumo de bebidas e alimentos fora das mesas, avaliem a redução de trabalhadores e elaborem turnos de trabalho diferenciados, evitem reuniões presenciais, façam obrigatório o uso de máscaras, reforcem a limpeza e desinfecção de superfície após o uso de clientes, informem a todos sobre medidas adotadas de higiene e prevenção do contágio.

A retomada da economia está sendo gradativa, considerando os riscos de contágio pela Covid-19 e a relevância socioeconômica de cada atividade, a liberação está sujeita a revisão das medidas, caso aconteça aumento no número de infectados ou de óbitos, o que pode levar o fechamento de todas as atividades.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?