07
maio

Ministério Público apresenta ação contra Aline Vieira por falsa denúncia de atentado

Irmã de Edson Vieira denunciou um suposto atentado no dia 31 de outubro de 2020

 

Na madrugada do dia 31 de outubro do ano passado, no município de Santa Maria do Cambucá, no Agreste, a candidata a então vereadora pelo Aline Vieira (irmã do ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira), e o então candidato a prefeito Mário Filho denunciaram uma tentativa de homicídio após um suposto atentado a tiros que teria danificado o carro de Aline.

Na ocasião, houve o registro de um boletim de ocorrência, dando conta de que dois disparos teriam atingido o para-brisa do veículo.

Após perícia realizada pela Polícia Civil, foi concluído que os tiros que atingiram o veículo de Aline teriam sido efetuados de dentro do veículo, um modelo Etios, contradizendo a versão dada por ela em denúncia, de que os disparos tinham objetivo de ceifar a vida da então candidata a vereadora.

Diante do resultado da perícia, o Ministério Público de Pernambuco ofereceu denúncia contra Aline Vieira, Mário Filho e ainda os seguranças da residência, Jairo Nascimento da Silva e Diego Leandro de Lima Cavalcanti.

Aline foi acusada por falsa comunicação de crime, Mário e Jairo foram acusados por porte ilegal de arma de fogo e Diego Leandro, por falso testemunho. Os seguranças confirmaram a versão do atentado, desmentida pela perícia.

“Constata-se, portanto, que houve, uma simulação de tentativa de homicídio por motivos eleitoreiros. através da utilização da Administração Pública”, diz trecho da denúncia oferecida pelo MPPE.

 

Fonte: Blog da Polo (blogdapolo.com.br)

07
maio

Museu da Sulanca é inserido em projeto que capacita alunos para a Olimpíada de Língua Portuguesa

Foto: Assessoria de comunicação do Moda Center Santa Cruz

 

Na última terça-feira (4), o Museu da Sulanca foi destaque de um projeto que está sendo executado pela Secretaria Municipal de Educação, em Santa Cruz do Capibaribe. A iniciativa, que consiste na produção de videoaulas, tem como objetivo preparar alunos do 5º ao 9º anos da rede municipal de ensino para a Olimpíada de Língua Portuguesa, concurso de produção de textos que tem a participação de escolas públicas de todo o país.

Para esta edição da olimpíada, o tema escolhido para pautar as produções textuais é “O lugar onde vivo”. De acordo com a coordenadora de língua portuguesa no município, professora Ericka Geyse, o assunto ganhou um sentido ainda maior com as mudanças no ensino impostas pela pandemia.

 

“Estamos vivenciando um momento diferenciado: que é trabalhar as oficinas da Olimpíada de forma remota. A falta do ensino presencial tem sido preenchida através das aulas remotas e há um canal no YouTube exclusivo para a exibição das videoaulas gravadas que são ministradas por professores da rede municipal de ensino, contribuindo no processo de aprendizagem dos alunos. Além disso, a Secretaria de Educação e o Ministério Público de Pernambuco têm se empenhado para amenizar o problema da Evasão Escolar com intervenções e acompanhamentos. Com a produção desses conteúdos digitais para a Olimpíada de Língua Portuguesa, poderemos preparar nossos alunos para a olimpíada e também proporcioná-los o conhecimento sobre o lugar/meio em que estão inseridos, contribuindo com novos saberes e um maior aprendizado”, disse.

No museu, foram gravadas duas partes do trabalho: a apresentação do local, seu acervo e curiosidades pelo historiador e recepcionista Gabriel Souza, e a história e evolução da sulanca, pelo graduado em biblioteconomia, Adelmo Teotônio. O vídeo será veiculado na próxima segunda-feira (10) no canal “Educação Conectada” no YouTube, que traz videoaulas de várias disciplinas.

Assista os conteúdos clicando AQUI

.

Conteúdo assessoria de comunicação do Moda Center Santa Cruz

06
maio

Poeta Flávio Leandro lança “selo musical”

A Nata da Poesia vai aos ouvidos do mundo.

A tão histórica quanto atualíssima poesia nordestina tem data marcada para ganhar uma nova marca e um novo palco. A data é 13 de maio, a marca é a Nata da Poesia e o palco são as universais plataformas digitais, como Spotify, Deezer e Youtube. A idealização é do selo Nata Music Digital, que tem a coordenação do poeta cantador Flávio Leandro e do produtor Ivan Silva.

A apresentação ao público será através de live no Instagram da Nata Music Digital, às 19h do dia 13 de maio, “Dia de liberdade e de conquistas”. No elenco, nomes como Dedé Monteiro, Zé Adalberto, Isabelly Moreira, Antonio Marinho, Thyelle Dias, Monique D’Angelo, Verônica Sobral e Marquinhos da Serrinha, só pra resumir e deixar uma ponta de curiosidade no ar.

“A ideia é organizar o nosso rico mundo poético e colocá-lo à disposição do mundo inteiro. É uma necessidade das pessoas, dos artistas e das artes e a tecnologia acessível tá aí como uma grande aliada”, explica Flávio Leandro. “Nossa poesia vai ser um canal para o diálogo entre outras linguagens e outras línguas. É uma fusão cultural ilimitada”.

Na live de estreia serão sorteados brindes, como os trabalhados chapéus de couro de Flávio Leandro, um quadro de couro do Mestre Espedito Seleiro e cestas com obras dos poetas e poetisas integrantes da Nata da Poesia. Para ficar por dentro de tudo é só acompanhar o perfil da Nata Music Digital nas redes sociais.

06
maio

Condenados a prestação de serviço comunitário ajudam a arborizar espaços em Santa Cruz do Capibaribe

22 pessoas condenadas a prestar serviços comunitários como pena por cometer pequenos delitos, têm contribuindo para que a cidade de Santa Cruz do Capibaribe se torne mais verde com trabalhos de arborização.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), em dois anos seis mil árvores foram plantadas pelos cumpridores de penas alternativas nas ruas e em calçadas de instituições, em um processo lento que se inicia com o cultivo de pequenas mudas de sibipiruna, ipê, felicio, urucum, pau ferro, paineiras e aroeira.

Segundo a SJDH, quando estão mais crescidas e prontas para o plantio no local definitivo, todos os cumpridores de pena envolvidos no trabalho de arborização são acompanhados pela Central de Apoio às Medidas e Penas Alternativas (Ceapa), órgão vinculado à pasta da Justiça e Direitos Humanos, responsável por encaminhar cada pessoa ao cumprimento da pena que lhe foi designada.

Segundo Raquel Brandão, da Gerência de Penas Alternativas e Integração Social (Gepais), é essencial integrar o cumpridor de pena à instituição beneficiada com o serviço. “É com o envolvimento de toda a sociedade que a ressocialização desse indivíduo pode ser possível”, disse ela.

Os apenados de Santa Cruz do Capibaribe também podem ser direcionados a outras instituições para a prestação de serviços comunitários, como ao batalhão de polícia, escolas e comércio.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?