29
novembro

Articulações de bastidores e embates quentes em torno da eleição da Mesa Diretora marcam sessão na Câmara


Na tarde desta quinta-feira (29) foi realizada mais uma sessão ordinária na Câmara de Vereadores, em Santa Cruz do Capibaribe.

A sessão é a última que antecede o dia das eleições para escolha da nova Mesa Diretora, que desta vez será composta não por três, mas por quatro cargos.

As composições em vista e as articulações nos bastidores em torno da eleição dominaram a pauta de discursos.

Dos 17 vereadores, 15 deles compareceram e fizeram uso da tribuna. As ausências registradas foram as de Junior Gomes (que alegou compromissos agendados anteriormente) e de Toinho do Pará (que alegou ida a Recife para visitar secretarias do Governo do Estado e a sede da Compesa).

.

Os projetos de Lei

Ao todo, foram discutidos 12 Projetos de Lei e o que gerou maiores foi o 111/2018, que dispõe sobre a obrigatoriedade de publicação, no site da prefeitura, informações sobre como estão sendo aplicados recursos derivados das multas de trânsito no município.

Oposicionistas alegavam que, com a aprovação do dispositivo, se geraria mais transparência na gestão. Já o presidente Zé Minhoca alegou que o projeto seria inconstitucional. O projeto também contou com três pareceres de inconstitucionalidade, tanto por parte da advogada da Câmara, como dos advogados das bancadas.

Mesmo assim, ele acabou sendo aprovado com nove votos a favor (Deomedes, Helinho, Carlinhos, Joab, Ernesto, Capilé, Augusto, Marlos e Ronaldo Pacas), quatro abstenções (Zezin, Irmão Val, Nailson e Pipoca) e um voto contra (de Jessyca).

.

Os principais discursos

Como citado antes, as articulações e possibilidades de composições em torno da eleição da nova Mesa Diretora dominaram a pauta.

Dentre os nomes que já se assumiram como candidatos à presidência estão: Ronaldo Pacas (PR), Ernesto Maia (PT) e Helinho Aragão (PTB). Com possibilidade de entrar na disputa está Pipoca (PSDB), que confirmou interesse durante seu discurso. Confira os principais:

 

Ernesto Maia afirma que antecipação das eleições foi motivada por suposta volta de Nanau a Câmara

Durante seu discurso, o vereador fez duras críticas ao presidente Zé Minhoca (PSDB), acusando-o de terminar seu mandato de forma melancólica e realizar suposta manobra para antecipar as eleições (que inicialmente estavam previstas para 13 de dezembro).

Ernesto citou que essa antecipação seria motivada por um suposto afastamento de Dr. Nanau da pasta da Saúde, para que ele volte ao legislativo.

“Porque tanto medo de se ter uma independência da câmara e da prefeitura? Foi-me revelado por uma figura chave da prefeitura, que está insatisfeito com o prefeito, onde disse que ele (Edson) perdeu o controle. Esse adiantamento era para que a eleição acontecesse antes da volta de Dr. Nanau a Câmara, algo que é prego batido e ponta virada. Ele será afastado da secretaria e tem que fazer essa eleição antes, pois isso acontecendo, ele será mais um vereador de oposição. O medo é esse” – disse.

Ernesto também fez críticas a bancada de vereadores que apoia José Augusto Maia, excluindo os três (Helinho, Capilé e Augusto Maia) como integrantes da Oposição.

.

Helinho rebate críticas de Ernesto e diz que aceita votos da situação para ter sua chapa eleita

No seu discurso, Helinho aproveitou para rebater críticas feitas por Ernesto Maia, que os excluiu como integrantes de Oposição ao governo do prefeito Edson Vieira.

“Se os senhores fecharam as portas para gente, que agora são ‘chapa única’, ‘chapa fechada’, que não há conversa e que não há diálogo, estamos sim abertos para a Situação em quiser compor com um nome. Vamos para uma eleição sem os senhores, com Tallys Maia. Tivemos 7 mil votos sem suas ajudas, mas com o povo. Não teremos liga com o prefeito Edson Vieira, mas mesmo que não temos unidade hoje, vamos buscá-la para 2020”.

Ainda segundo Helinho, mesmo que haja composição com vereadores do prefeito Edson Vieira, pedidos de CPI e outros seriam destravados.

.

Jessyca afirma que Ernesto lhe pediu o voto na disputa a presidência e não poupa críticas

“Ernesto pediu votos a mim porque ela é uma eleição dos pares, dos 17 e só tenho uma coisa a dizer: O senhor não! Essas questões também têm que ficar claras ao povo e nenhuma dessas bancadas que têm aqui sozinhas fazem a presidência e é o momento que cada um tem que se colocar para ser apreciado pelos pares. Estamos aptos sim a votar em que se tenham o mínimo de canal de dialogo, pois com Ernesto e Junior, que fazem tudo por desaforo e se colocam como irresponsáveis, fica difícil esse dialogo. Se Ernesto diz que tudo está resolvido, é porque ele não tem segurança daquilo que ele fala” – pontuou.

.

Irmão Val coloca Pipoca como indicação da bancada de Edson Vieira a presidência

“Acredito que nossa bancada pode ter um candidato a presidência. Estamos tratando de um assunto sério, pois nenhuma bancada faz a presidência, então tem que se ter articulação e estamos articulando. Se vocês (da bancada de Diogo) não querem o meu voto, então muito obrigado. Temos pipoca para ser nosso candidato e vamos conversar. Quem sabe não poderemos ter uma grande surpresa?” – disse.

.

Pipoca critica Ernesto e fala sobre possibilidade de ser indicado como candidato a presidência

“Não podemos chegar aqui com ironias e peruas, e o vereador Ernesto é especialista nisso. Disse que Edson não comeria a pamonha ou que Marília Arraes seria eleita e deu no que deu. Chegou aqui dizendo uma perua de que Nanau sairia da Secretaria de Saúde, que vem fazendo um grande trabalho e colocando isso em xeque. A oposição já descartou o vereador Helinho, fica maltratando Capilé e criticando para não fazermos composição. Ernesto fica dizendo que houve manobra, mas não. Estamos à disposição para votar e ser votado. Não se tem ‘coloio’ ou algo por baixo dos panos. Vamos votar em um presidente nosso ou de outra bancada, mas que tenha responsabilidade” – disse.

.

Capilé fala sobre possibilidade de composição com bancada de Edson Vieira

“Não adianta Ernesto vir dizer que são oito vereadores de Oposição, mas sim que existem três que mantém oposição ao Governo do Estado. Ernesto, você disse que a KMC tinha nascido no gabinete de Diogo e agora está abraçado com ele. Quem é oposição, inicia e vai até o final. Helinho, Augusto e eu vamos lançar uma chapa. Tentamos diálogo com colegas vereadores e infelizmente alguns bateram o martelo, dizendo que não vai ter conversa. Estamos lançando essa chapa e vamos precisar do voto deles (da bancada de Edson), que é a campanha a presidência. Espero que se lembre que foram eleitos pelo grupo Taboquinha e vai ter um como candidato a presidência” – pontuou.

.

“Não faço ‘coloio’ com vereador boca-preta” – diz Carlinhos da Cohab”

“Se Helinho, Augusto e Capilé quiserem fazer chapa com os Taboquinhas, eu voto, agora fazer ‘coloio’ com vereador boca-preta, isso não. Isso é um ‘coloio’ que querem fazer. Vamos colocar um exemplo: Capilé é candidato apoiado por Edson e ele vai dizer: Jessyca, vote nele. Acha que ele vai dizer isso porque acha Capilé bonito? Claro que não. Porque esse medo de Ernesto? Agora se tiver um boca-preta nessa chapa, vai se continuar paradas essas CPIs e outras coisas. Se eu fosse o candidato, não queria nenhum voto desses vereadores bocas-pretas. Eu tenho vergonha de compor com vereador boca-preta, pois quem se compor com eles, vai comer da mesma farinha da corrupção.

.

Zé Minhoca rebate e chama críticos de ‘ingratos’

“Ouvi Marlos fazendo comentários contra mim ontem, ouvi Carlinhos… São pessoas falhas como eu, mas como possuem tanta ingratidão. Ouvi eles reclamando da minha presidência. Marlos disse que eu era um papangú com a caneta, mas digo que ele é um papangú sem a caneta. Carlinhos, compreendo o senhor, a ingratidão é algo nosso” e completou: “Ernesto é uma cascavel… Jogou essa que Nanau vai sair do Governo” – disse.

Um Comentário

  1. Anonimo disse:

    Carlinhos deveria ter vergonha de se unir a Diogo e Paulo em quem ele tanto bateu.Quanta hipocrisia, acha que o povo esqueceu de suas matérias indo ao Recife na frente de algumas entidades, mostrando que tava fiscalizando?
    E agora vem falar de coloco?
    Sinceramente você não tem moral nem argumentos para isso e lembre-se vereador Carlinhos que a época que ganhar o povo com discursinhos medíocres e com palavrinhas baixas está passando.
    Vá estudar, melhore seu léxico, suas palavrinhas repetitivas e sua postura de tentar ludibriar uma margem de eleitores não está dando certo, sua estratégia está falida.
    Vocês receberam a resposta de vocês nas urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores