28
novembro

PM assassinado


Policial Militar lotado em Santa Cruz do Capibaribe é assassinado durante confusão dentro de ônibus coletivo, em Igarassu

Um passageiro que não tinha nada haver com a confusão também foi morto

 

Fotos: Alexandre Gondim

 

O Policial Militar lotado na 3ª CIPM, em Santa Cruz do Capibaribe, Elias Gonçalves Miranda, de 46 anos, foi assassinado com a própria arma durante uma confusão dentro de um ônibus coletivo.

 

O fato aconteceu na BR-101 Norte, em Cruz de Rebouças, distrito de Igarassu (PE).

 

Um passageiro que não tinha nada haver com a briga também foi morto.

 

 

O suspeito de ter cometido o duplo homicídio já foi identificado pelas câmeras de segurança do circuito interno do coletivo, mas fugiu depois do crime levando a arma da vítima. A Polícia Militar adiantou que abrirá sindicância para investigar o caso.

 

 

 

Entenda o caso

 

Na parte dianteira do coletivo estava o policial militar Elias Gonçalves Miranda, que se encontrava fardado, e teria iniciado uma conversa e troca de olhares com a mulher, gerando ciúmes no homem que a acompanhava. Uma grande discussão foi iniciada, deixando o clima bastante tenso.

 

A troca de ofensas foi intensificada e, aproveitando um discuido do soldado, o homem conseguiu tomar o revolver do policial, disparando vários tiros contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. Um outro passageiro, identificado como Celio Bueno de Melo, de 35 anos, também foi atingido e morreu dentro do ônibus.

 

A confusão foi instaurada no corredor do veículo e os passageiros ficaram em completo estado de pânico, em meio a muita gritaria, tentando abandonar o ônibus em movimento. O casal, até então não identificado, conseguiu fugir levando a arma utilizada no crime.

 

De acordo com amigos de Elias Gonçalves, o soldado não costumava andar fardado fora do serviço, sendo uma situação atípica. Ainda segundo relatos, ele era lotado no município de Santa Cruz do Capibaribe e estava fazendo um curso de formação de Cabos, em Paulista. Técnicos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local, onde realizaram o trabalho pericial, identificando que o PM foi atingido na cabeça e no tórax e a outra vítima levou um tiro na cabeça.

 

O militar – lotado em Santa Cruz do Capibaribe – teria pego o ônibus ao sair do Curso de Formação de Cabos, no Paulista. Segundo informações repassadas por amigos da vítima, normalmente ele voltava para casa de carona e sem o fardamento, mas nesta noite estava apressado e resolveu não esperar. Seguiu de ônibus e com a farda.

 

 

A empresa Itamaracá, responsável pelos ônibus que fazem a linha Igarassu/Cidade Tabajara, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para contribuir com as investigações. As gravações não foram divulgadas para a imprensa por decisão da Polícia Militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores