12
janeiro

Primeiras impressões


Começo de feira no novo Calçadão transcorre em clima de tranquilidade mesmo com problemas pontuais

Com boa movimentação entre boa parte das ruas, comerciantes realizam suas primeiras vendas no novo espaço comercial. Fotos: Thonny Hill e Elivaldo Araújo.

Começou nesta segunda-feira (12) o primeiro dia de feiras no Calçadão Miguel Arraes de Alencar.

 

As primeiras impressões após as polêmicas registradas no último sábado (10) é que o local começa a respirar ares de normalidade e começa, de fato, a funcionar.

Área destinada ao comércio de calçados.

.

Local destinado a comercialização de produtos importados.

Nesse momento, o novo espaço comercial recebe uma boa movimentação de clientes que compram mercadorias dos comerciantes que lá estão, mas ainda há problemas técnicos que precisam ser sanados pela Prefeitura Municipal, representada pelo Departamento de Feiras e Mercados.

 

Problemas pontuais mais evidentes

 

Muitos feirantes, que tiveram suas bancas saqueadas no último sábado, comercializavam suas mercadorias no chão do local até que a promessa da chegada das novas bancas seja cumprida.

Os problemas que estão mais evidentes até então são: 1) Pontos comerciais com mais de um alvará de funcionamento; 2) Comerciantes que tiveram suas bancas de ferro saqueadas por outros e que comercializam seus produtos no chão e 3) Presença mais efetiva de fiscais de bancas e lojas.

 

Nesse último ponto, durante quase duas horas que estivemos no novo Calçadão, apenas dois fiscais foram avistados circulando entre os corredores, vestidos com coletes de identificação.

 

Banheiros

 

Outro problema que está acontecendo é relacionado à bateria de banheiros. Uma delas estava interditada por problemas hidráulicos, já outra sofria pausas que duravam de 10 a 20 minutos em virtude da escala de limpeza que está sendo desempenhada, provocando pequenas filas.

 

Baterias de banheiros sofriam pausas para limpeza que poderiam demorar de 10 a 20 minutos.

Segurança

 

O local está com um esquema reforçado de segurança, onde Guardas Municipais e Agentes de Trânsito estão presentes, sendo apoiados por equipes da Polícia Militar.

 

Os guardas municipais circulam dentro do local, que também está com um trailer na área do estacionamento lateral.

 

Já a entrada secundária do local, que fica na área provisória que foi delimitada para feirantes que não possuíam bancas no calçadão e vendiam suas mercadorias nas mãos, está guarnecida pelos Agentes de Trânsito.

 

Expectativas dos comerciantes

 

Consultamos dezenas de comerciantes do local, seja aqueles que possuem lojas, bancas de ferro ou lanchonetes. Todos disseram que estão otimistas com a nova feira e elogiam a estrutura que está sendo oferecida a feirantes e compradores.

 

Prazo para resolução dos problemas, de acordo com a Prefeitura

 

Em entrevista concedida ao blog no último domingo (11), Sérgio Colino, diretor de Feiras e Mercados, alegou que os problemas de duplicidade de alvarás e das bancas e outros materiais que foram saqueados no último sábado deverão ser solucionados nas próximas semanas, até o período de Carnaval.

.

.

..

Espaços vazios pela falta das bancas de ferro, sejam elas devido aos saques ou que ainda não foram finalizadas, fez com que vários feirantes não comparecessem ao local.

.

Feirante, mesmo com suas bancas, teve que comercializar suas mercadorias no chão em virtude da falta da base de madeira nas bancas para apoiar as mercadorias, bases estas que foram saqueadas no último sábado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Notícias Anteriores