04
abril

Resumo da sessão dos vereadores


Confira os principais momentos de cada vereador em mais uma reunião na Câmara Municipal, realizada no dia 03 de abril. 

 

Abrindo os Trabalhos, Fernando Aragão destacou o projeto acerca da doação de geladeiras, que visa a troca de aparelhos velhos por novos, de forma a promover a economia de energia para as camadas de baixa renda. Fernando apresentou também documentos que comprovariam o pagamento dos terrenos localizados no Oscarzão, como forma a desmentir as acusações do vereador Dimas Dantas de que ele (Fernando) tinha sido beneficiado com terrenos irregulares.

 

Galego de Mourinha deu destaque aos boatos de que ele seria o possível traidor do grupo político no qual está inserido, passando para a oposição. Galego manteve o segredo sobre quem seriam os candidatos à majoritária na próxima eleição. Ele disse que os nomes serão divulgados após a Páscoa.

 

Dimas Dantas deu destaque aos documentos apresentados por Fernando Aragão, afirmando que os mesmos não encerrariam as possíveis dúvidas sobre a aquisição dos terrenos. O mesmo ainda provocou a bancada taboquinha, falando sobre a preocupação do grupo com a possível indicação dele para vice-prefeito, ao lado de Edson Vieira.

 

Afrânio Marques iniciou fazendo um resumo dos trabalhos realizados pela oposição nas últimas gestões e também disparou seu discurso contra o Deputado Federal José Augusto Maia, afirmando que o tio do vereador Ernesto Maia é o maior ladrão do dinheiro público de Santa Cruz do Capibaribe”.

 

 

Zezin Buxin iniciou seu discurso na tribuna, falando acerca de um desabafo pessoal sobre o atendimento realizado na policlínica no último domingo (01/04) a um jovem da Palestina que havia levado um tiro, onde a família do jovem escutou palavras desagradáveis, inclusive de um policial, citando a “falta de humanidade” de alguns profissionais do serviço público. Zezin também citou a importância do professor Jorge Luiz Mendes, falecido no último dia 25 de março. Segundo o vereador, o professor “era um grande homem”. Ele disse que Jorge vai ficar na história da cidade. Zezin relembrou a última participação de Jorge durante apresentação da Sociedade Musical Novo Século, ocorrida no dia 31/03, no Teatro Municipal.

 

Dr. Nanau começou o ataque frente a Dimas Dantas, afirmando que não era de interesse dele quem Edson Vieira iria colocar como vice na sua chapa, dizendo “a mim pouco me interessa”. Nanau deu destaque sua defesa ao Deputado Federal José Augusto Maia afirmando que iriam sair esse ano as suas emendas. Nanau aproveitou para falar também acerca do caos no trânsito e na quantidade mínima de agentes de transito (três ao todo) que fazem a fiscalização do mesmo em nossa cidade e da falta de sinalização na Avenida 29 de Dezembro. Nanau falou da implantação da nova agência do INSS, que terá seu novo posto construído ao lado do novo Fórum, em frente ao Moda Center.

 

Francisco Ricardo deu destaque ao texto veiculado neste blog, e escrito por Ney Lima, acerca das “possíveis trapalhadas” realizadas pelo deputado ao logo de sua trajetória política e, segundo Francisco, a “falta de Credibilidade do deputado” perante a população. Francisco falou também acerca de uma possível preferência do deputado para que seu filho, Tallys Maia (atualmente na CIRETRAN), fizesse uma possível chapa com Dr. Nanau para concorrer à majoritária nas eleições municipais de outubro e que a mesma indicação de Tallys se confirmaria, caso o mesmo se afastasse do trabalho, de forma a cumprir as exigências para poder concorrer ao pleito.

 

Ernesto Maia deu destaque à defesa do deputado José Augusto Maia, falando da trajetória política de seu tio e das vitórias conquistadas pelo mesmo desde que entrou na política, em 1988. Ernesto atacou Edson Vieira, afirmando que o deputado possuía uma trajetória de muitas derrotas acumuladas ao longo de sua vida pública. Dimas Dantas pediu-lhe um aparte, no qual falou que as derrotas obtidas por Edson Vieira eram relativas e citou o exemplo do ex-presidente Lula. Ernesto, por sua vez, continuou o ataque dizendo a Dimas Dantas: “O senhor vem hoje ao microfone comparar Edson Vieira com Luiz Inácio da Silva. Aí pode dizer que é o fim da picada”. Na ocasião, Ernesto pediu a 3ª CIPM um reforço policial para o bairro da Cohab.

 

Deomedes Brito começou seu discurso falando da importância do Professor Jorge Luiz e que o mesmo iria fazer uma grande falta. Deomedes falou também das constantes mudanças de aliados ao longo das últimas gestões e também da mudança de lado na política. Citou também Dimas Dantas, de forma que o mesmo tivesse cuidado com seus aliados. Deomedes destacou os problemas do trânsito e a falta de sinalização na cidade.

 

Junior Gomes, inicialmente, agradeceu aos moradores da Vila do Pará pela acolhida que teve quando lá esteve, no último fim de semana, junto com outras lideranças políticas. Junior Gomes também aproveitou para falar de algumas denúncias feitas, há um mês, como a doação de tubos de saneamento por uma imobiliária no Bairro Dona Lica e que esse saneamento não foi feito, inclusive, que os tubos já não mais estavam lá. Falou também sobre a audiência da ocupação irregular dos terrenos da prefeitura próximos à feira de gado e da distribuição de medicamentos vencidos na farmácia da Policlínica. Junior Gomes aproveitou para atacar Dr. Nanau por não ter se posicionado sobre o assunto dos medicamentos vencidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?