04
outubro

Resumório! A coluna do professor Tenório


​RESUMÓRIO

 

FRONT STAGE VAZIO – A festa da “Padroeira” de Santa Cruz como disse o senador Fernando Bezerra Coelho, numa entrevista em recente visita à cidade, trouxe uma peculiaridade. O front stage estava vazio, não se sabe a razão. Será que foi pela repercussão negativa do são João da Moda ou porque não gostaram das atrações?

PRATO QUENTE – A Mininolândia estava lotada em mais uma edição do tradicional almoço no 29 de setembro. Lá o prato nunca esfria, pela temperatura debaixo do brasilit e pelo clima quente dos bastidores da política.

RECORDAR É VIVER OUTRA VEZ – Dia 2 de outubro foi o aniversário de um ano da lapadinha. Muitas postagens comemorativas nas redes sociais relembrando a vitória. A alegria dos eleitos e de alguns apostadores não sairão da memória nem tão cedo.

CONSULTORIA – Mais um pedido de cassação de prefeito na região. O contemplado da vez foi o de São Caetano. O prefeito de Santa Cruz já poderia prestar consultoria aos colegas eleitos no agreste de como vencer uma eleição sem risco de perder o mandato.

PÓS ESCURIDÃO – A polêmica escuridão pela falta de energia dos parques de diversões da festa de setembro foi substituída pelo brilho do sorriso das crianças das escolas públicas que mais um ano puderam brincar de forma gratuita. Uma iniciativa simples de grande valor para quem não pode pagar para brincar nos parques. Governo deu PRESENTE para crianças e PAIS.

TEM HISTÓRIA – Mais uma vez foi denunciado os maus tratos aos animais no curral da prefeitura. Parece que mais um jumento morreu. Independentemente de onde estiver, jumento aqui sempre vira pauta. Não importa se é o nome escrito num caderninho ou morrendo de fome no curral. 

GOVERNO ANIMAL – Coincidentemente depois que o Governo perdeu dois Bezerras as dificuldades só aumentaram. Ficou um Coelho com a desconfiança de muitos aliados. O Carneiro deixou de ser uma possibilidade e passou a ser uma preocupação.

MISSA EM LATIM – Outra grande repercussão no mundo animal local foi o assassinato do gato maracajá. Foi absurdo, o responsável foi punido, trouxe uma boa discussão, mas repercutiu tanto que eu vi a hora celebrarem uma missa em latim no funeral do felino.

SOMOS TODOS AÉCIO – Em Santa Cruz do Capibaribe também não podemos sair de casa à noite. Somos todos Aécio!

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


Meses Anteriores

error: Copiando nosso texto?