07
fevereiro

Com ‘pontapé’ inicial para CPI do Calçadão, vereadores retornam às reuniões em Santa Cruz


Quem apostava numa reunião de discursos quentes e fortes embates na tribuna e fora dela, no retorno das sessões ordinárias em Santa Cruz do Capibaribe, acertou.

Na tarde desta quinta-feira (07), a maioria dos vereadores voltou aos trabalhos afiados, em ataques, denúncias e trocas de farpas.

Houve também a apreciação e votação de projetos, a exemplo do que determina que ‘5% das moradias populares, construídas pela prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, seja destinado às mulheres vítima de violência conjugal’. O PL (113/2018) ainda deve retornar ao plenário para segunda votação.

Ao todo, foram cinco Projetos de Lei aprovados (em primeira votação) e outros 33 apresentados e direcionados para análises em comissões. Também houve apresentação de quatro Projetos de Resolução e diversos requerimentos.

Dos 17 vereadores, apenas dois não usaram a tribuna: Zezin Buxin e Nailson Ramos. Os dois saíram antes do término da sessão, para acompanhar o sepultamento de um amigo.

Investigação

Como dito durante a semana, o presidente da Casa, Augusto Maia, deu o pontapé inicial para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calçadão Miguel Arraes de Alencar.

Augusto leu na íntegra a solicitação e fez o pedido para que as bancadas indiquem os nomes. O prazo é de dois dias para que os vereadores da CPI sejam apresentados.

Os parlamentares devem investigar como foi usada a verba destinada pelo governo do estado na construção do empreendimento. Em 2018, parte do teto do Setor Azul cedeu em duas oportunidades, aumentando a desconfiança de irregularidade dos oposicionistas no município e do governo estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores