07
fevereiro

Bancada governista garante que entrará na justiça, após divisão em comissões na Câmara de Santa Cruz


Fotos: Janielson Santos  

Vereadores que dão sustentação ao prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, seguem na reclamação sobre as divisões em comissões no legislativo local. Estrategicamente, a oposição ficou com a presidência e relatoria de todas as comissões, instaladas até o momento.

Insatisfeito, o líder da bancada de situação, Klemerson Pipoca (PSDB), afirmou durante sessão ordinária dessa quinta-feira (07), que entrará na justiça afim de equilibrar e garantir espaços proporcionais para os dois lados.

Ele nega que tenha perdido prazo para indicações e fala que o presidente Augusto Maia age como um ‘rolo compressor’ de forma ditatorial, no comando dos trabalhos.

O tucano lembrou que em outras legislaturas, mesmo tendo maioria à época, a situação concedeu espaços de relativo destaque à oposição, como presidência das comissões de Educação e Obras.

Falta de respeito

Outro que não escondeu sua insatisfação, foi o vereador Zé Minhoca (PSDB). Em certo momento do seu discurso, chegou a bater na tribuna e levantar o tom de voz, pedindo respeito.

Segundo o ex-presidente da Casa, os vereadores de oposição colocaram Jéssyca e ele apenas em suplências de comissões.

“O confronto não é recomendável. Reúna todas as bancadas”, falou em tom de conselho para o atual presidente, Augusto Maia.

Em protesto, os vereadores governistas devem oficializar saídas de todas as comissões.

Trabalho legislativo

Composta por quatro vereadores (presidente, relator, secretário e suplente), as comissões são órgãos técnicos e são criadas de acordo com o regimento interno da Câmara. Elas têm o objetivo, entre outras coisas, de analisar, discutir e avaliar propostas de leis que são apresentadas na Câmara.

As comissões devem emitir opinião técnica sobre assuntos da sua área, por meio de pareceres, antes de ser levado ao plenário, para votações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores