01
outubro

União dos Confeccionistas faz campanha para a eleição do Moda Center

 

 

 

 

A única chapa inscrita para concorrer à diretoria do Moda Center Santa Cruz para o biênio 2012-2014 está em campanha.

 

Formada pela maioria dos membros da atual diretoria, a “União dos Confeccionistas” está visitando os setores do parque e conversando com os condôminos.

 

“Estamos mostrando as ações que a diretoria desempenhou ao longo desses dois anos e apresentando as nossas propostas para a nova gestão”, disse o síndico Valmir Ribeiro, que concorre à reeleição no próximo dia 10 de outubro.

 

A eleição do Moda Center acontecerá no horário das 7h30 às 17h, no estacionamento frontal do Setor Azul. Os condôminos que não estiverem na cidade no dia do pleito poderão emitir procuração para outras pessoas.

 

Embora a eleição seja com chapa única, o voto é muito importante para o condomínio.

 

 

Confira abaixo a lista completa com os componentes da chapa:

 

Postulante

Cargo

Valmir Gomes Ribeiro Síndico
José Dalvino da Silva 1º Subsíndico
Janilton Allan Maia Carneiro 2º Subsíndico
Maria de Fátima do Nascimento 1ª Tesoureira
José Gomes Filho 2º Tesoureiro
Áurea Maria Xavier da Rocha Félix 1ª Secretária
José Robélio da Silva 2º Secretário
Zenivaldo Inácio de Andrade Conselho Fiscal
Ivonaldo Justino Quixabeira Conselho Fiscal
José Ronaldo da Silva Conselho Fiscal
José Deoclécio do Nascimento Suplente do Conselho Fiscal
Edson Ramalho Diniz Suplente do Conselho Fiscal
Paulo Estêvão da Silva Suplente do Conselho Fiscal
Manoel Nunes Paulino Conselho Consultivo
Isac Teodoro Aragão Conselho Consultivo
Carlos Alberto Gomes Ribeiro Conselho Consultivo
José Arruda de Lima Conselho Consultivo
João França da Costa Conselho Consultivo
José Nilton da Costa Conselho Consultivo
George Félix de Castro Suplente do Conselho Consultivo
Edjane Nunes de Araújo Suplente do Conselho Consultivo
Luiz de França Silva Suplente do Conselho Consultivo
José de Anchieta Cumarú Suplente do Conselho Consultivo
Severino Bezerra da Costa Suplente do Conselho Consultivo
João Ramos de Moura Suplente do Conselho Consultivo

01
outubro

Mendonça Filho fala da ingratidão expressada por Edson Vieira

 

Mendonça Filho fala da ingratidão, segundo ele, dada por Edson Vieira. Fotos: Thonny Hill e Assessoria

 

Na noite de ontem (30), subiu no palanque do candidato José Augusto Maia (PTB), um dos convidados mais aguardados pelo seu eleitorado: o lider dos Democratas (DEM) em Pernambuco, Mendonça Filho.

 

Em seu discurso, que foi ouvido atentamente por milhares de pessoas, o deputado federal e candidato a prefeito pelo Recife falou de seu apoio a campanha de José Augusto Maia, onde citou que a vereadora Zilda Moraes (DEM), teve um papel muito importante para sua vida a cidade.

 

 

O deputado também citou, segundo ele, que muitas pessoas teriam dito que ele não viria e que ele não subiria no palanque taboquinha: “Muita gente espalhou que eu fugiria da luta, do combate e que não subria no palanque de José Augusto, mas estavam errados”, destacou.

 

O momento mais aguardado do discurso do parlamentar, suas palavras contra seu ex-aliado Edson Vieira (PSDB), chegou quando Mendonça Filho falou de sua relação com o seu agora opositor, destacando que Edson “Não soube ser grato”, com quem lhe teria aberto oportunidades na política.

.

 

 

“Eu tinha o dever de vir aqui, de dizer a vocês e de dar um alerta ao povo. Quem não soube ser grato com quem deu a mão a ele, com quem abriu a primeira oportunidade, com quem abriu as primeiras portas fazendo ele sair da condição de vereador para deputado estadual, o que é que esse cidadão fará por Santa Cruz do Capibaribe? Não se pode esperar grande coisa”, enfatizou Mendonça Filho.

.

 

.

 

Ao final de seu discurso, o deputado falou sobre as emendas conseguidas por José Augusto, em Brasília. Citou também o apoio a campanha taboquinha, dado pelo senador Armando Monteiro (PTB) e também de sua pretenção em voltar a cidade para comemorar, segundo ele, a vitória de José Augusto Maia, no dia 07 de outubro.

 

José Augusto volta a duvidar das promessas de Edson Vieira

 

No seu discurso, José Augusto Maia (PTB) enfatizou a vinda do deputado Mendonça Filho ao seu palanque. O candidato também fez duras críticas a Edson Vieira, afirmando que as propostas são “enganosas” e que “faziam as pessoas rirem”, referindo-se ao Bolsa Renda Municipal.

 

.

 

 

 

“O outro lado tem um candidato que suas propostas são enganosas. São propostas que fazem até as pessoas rirem. Sabe o que foi que ele prometeu aqui? Bolsa Renda Municipal… Isso é um absurdo! Santa Cruz começou a observar o lado da verdade, do trabalho, dos aguerridos e de quem tem história”, destacou.

 

.

 

.

.

 

Zé também citou que seu Plano de Governo, afirmando que suas propostas mostram de onde vem os recursos, ao contrário, segundo ele, das propostas de seu principal adversário. O candidato também falou de suas realizações e rebateu palavras de Edson Vieira, sobre os 12 anos de poder de seu grupo ser “de atraso”: “Ele devia respeitar os 8 anos de José Augusto Maia e os 4 de continuidade de Toinho”, enfatizou.

 

O candidato també citou os projetos que fará caso eleito, como o Rodoshopping, o Viaduto e também do Hospital Microrregional. Segundo ele, essa obra realizará exames de ressonância magnetica e UTI e realização de Hemodiálises.

 

Outro ponto falado pelo candidato foi a criação da “Estação Saúde”, que funcionará no local da antiga cadeia pública (ao lado do cemitério velho) para a realização de exames gratuítos e da alocação de 750 mil reais, fruto de emendas, para construção de uma Policlínica, além de suas pretensões para o Distrito Industrial.

 

Ao final de seu discurso, José Augusto pediu para que seus eleitores saiam na busca pelo voto, dos eleitores indecisos e desafiou Edson Vieira a comparecer no debate, que será realizado nessa próxima terça-feira, na Câmara de Vereadores.

 

 

01
outubro

“Isso nada mais é do que o reflexo de que o povo de Santa Cruz entendeu a nossa mensagem”, afirma Edson Vieira sobre os números da Pesquisa Exatta/Folha

 

Fotos: Ney Lima

 

O comício do candidato a prefeito Edson Vieira (PSDB), realizado no Largo do Rio Verde, neste domingo (30), contou com a presença da secretária do Governo do Estado, Raquel Lira (PSB) e do presidente do LAFEPE, Luciano Vasquez.

 

Nas falas, o destaque para o presidente do LAFEPE, que disse que o Governo Estadual sempre teve o desejo de ajudar Santa Cruz do Capibaribe, mas não fez por incompetência do atual prefeito da cidade (Toinho do Pará).

 

O candidato a prefeito Edson Vieira (PSDB) iniciou o discurso comemorando o resultado da pesquisa divulgada na sexta-feira (28) polo Jornal Folha de Pernambuco.

 

“Isso nada mais é do que o reflexo de que o povo de Santa Cruz entendeu a nossa mensagem”, afirmou Edson.

 

 

O candidato seguiu dizendo que nos últimos 60 dias, a mensagem da sua campanha política não agrediu ninguém e pregando que tem um planejamento para Santa Cruz do Capibaribe.

 

Disse que ele e o candidato a vice-prefeito Dimas Dantes, não se preocuparam em maltratar ninguém. E que o povo de Santa Cruz já tinha em sua mente que não queria mais político que fala mal e que subestima a inteligência do povo.

 

Referindo-se a presença da secretária de governo Laura Gomes, afirmou que isso seria uma prova de que o governador Eduardo Campos tem palanque em Santa Cruz.

.

 

 

Falando sobre a união na formação do seu palanque, o candidato afirmou: “Quem imaginava está no mesmo palanque Oséas Moraes e Augustinho Rufino? Ninguém imaginava isso. Mas eles demostraram o seu amor por Santa Cruz e disseram: Se é para o bem coletivo a gente se une e vota em Edson Vieira para ser o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe”.

.

 

 

 

 

 

Voltando a falar sobre as pesquisas Edson lembrou que desde a pesquisa encomendada por Magno Martins os números indicam que ele está na frente.

 

Dimas afirma ter oferecido sigilo bancário ao Ministério Público

 

 

O candidato a vice-prefeito, Dimas Dantas (PP), lembrou sobre os ataques que sofreu do grupo de situação, dizendo que é muito fácil abrir a boca e falar, dizer e acusar, mas que difícil seria ter coragem de fazer o que ele fez.

 

Dimas referiu-se ao fato de ter, segundo ele, ido ao Ministério Público defender sua honra.

.

 

“Estou entregando aqui ao senhor todas as informações que aqueles canalhas colocaram num papel. Estou dando ao senhor o direito de quebrar meu sigilo telefônico e bancário. Meu, da minha esposa e dos meus filhos. Porque acho que um homem de bem, de conduta reta não tem o que temer”, afirmou Dimas narrando o encontro que teve com o Promotor de Justiça.

 

.

 

O candidato concluiu afirmando que ainda espera que seja cumprido o desafio fez para que fosse aberto o sigilo bancário da família Maia.

Notícias Anteriores