01
fevereiro

Venceu!


 A ascensão de Diogo Moraes

Mesmo enfrentando o próprio partido, deputado santa-cruzense é eleito primeiro secretário da ALEPE

 

 

Fotos: Rinaldo Marques e Roberto Soares

 

 

Chegou ao fim a eleição para mesa diretora na Assembleia Legislativa de Pernambuco, com atenções voltadas para a dissidência do deputado Diogo Moraes que manteve candidatura ao cargo de primeiro secretário, mesmo não tendo o apoio oficial do PSB que optou por lançar a candidatura de Lula Cabral.

 

Durante a tarde ainda houve espaço para articulações. O deputado Lula Cabral, tido como candidato oficial do PSB, demostrou tranquilidade diante de jornalistas, dizendo que não estava “constrangido nem constrangendo ninguém” com sua candidatura. “Apenas sou o candidato oficial do PSB”, afirmou. O deputado reconheceu que Moraes teria direito de disputar o cargo, assim como qualquer parlamentar do PSB. Nos bastidores havia um nítido aspecto de tensão entre os parlamentares.

 

 

 

Por volta das 17 horas o deputado Diogo Moraes também se mostrava confiante na vitória e não considerava sua candidatura como “dissidente”: “Vou vencer a eleição. Eu construí a candidatura na Casa. Paulo (Câmara) disse que não ia interferir, deixou isso claro, e colocou que os deputados ficariam à vontade para escolher. Essa expectativa nossa candidatura tem a legitimidade da maioria dos partidos e da Casa e é por isso que vamos vencer”, disse Diogo.

 

Ainda em conversas com a imprensa os deputados se alfinetaram: “Sou do PSB há 18 anos. Fui vereador e deputado pelo PSB. Ao contrário de outros parlamentares neo-socialistas que já surfaram pela direita, pelo centro, pela esquerda, e partido político nunca foi o forte”, afirmou Diogo Moraes se referindo a Lula Cabral.

 

O ex-prefeito do Cabo respondeu à provocação. “É uma boa desculpa que ele está encontrando. Eu era presidente regional do PSC. Abri mão, para vir para o PSB ajudar na campanha de Eduardo Campos. Eu acho que é um grande gesto meu”, disparou.

 

Às 20 horas e 10 minutos teve início a votação ao processo de votação da mesa diretora, com exceção do cargo de presidente, disputado pelos deputados Guilheme Uchoa (PDT), Edilson Silva (PSOL) e Rodrigo Novaes (PSD), o único cargo em que houve batida de chapa foi o de primeiro secretário, conformando o enfrentamento de Diogo Moraes e Lula Cabral.

 

A votação durou 45 minutos. Guilherme Uchoa foi confirmado presidente com 38 votos. Diogo Moraes foi eleito primeiro secretário com 32 votos, contra 15 votos de Lula Cabral.

 

 

 

A vitória de Diogo Moraes pode representar a primeira derrota política nos novos líderes do PSB no estado de Pernambuco. O deputado, que representa a região do Polo de Confecções, adquire forte estatura no cenário político estadual.

 

 

4 Comentários

  1. cintia valeria disse:

    Parabéns que seja muito bom para o polo de confecções em especial para santa cruz do capibaribe nosso maior orgulho

    1. Carlos disse:

      E será com certeza… O Cobrador de Impostos vai se vingar nos sulanqueiros, “só para dar bons” exemplos.

  2. Fabiana Souza disse:

    Pra esse meu deputado não tem pra ninguém. Parabéns Diogo!

  3. Luciano disse:

    Enfrentou as dificuldades, acreditou e obteve êxito. Parabéns.

    Agora é hora de “suar a camisa” em benefício dos batalhadores comerciantes do pólo de confecções, especialmente pela questão das rodovias do pólo que estão uma vergonha!

    Verba para duplicar as rodovias do estado não faltam, até porque o faturamento do licenciamento anual gera um montante astronômico para tal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?