11
janeiro

Vereadora Nêga da ONG e duas assessoras parlamentares usaram diárias da câmara para participarem de evento partidário no Recife


Uma assessora do vereador Emanuel Ramos (PSD), uma assessora da vereadora Nêga da ONG e a própria vereadora fizeram uso de diárias pagas pela Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe para participarem de um evento do Partido Social Democrático, no mês de agosto, em Recife.

A vereadora Nêga (PSD) recebeu R$ 350,00 e cada assessora recebeu R$ 170,00, segundo dados publicados no Portal da Transparência. O pagamento foi considerado ilegal por dois advogados, das bancadas de oposição e de situação, que emitiram parecer a partir de solicitações do vereador Carlinhos da Cohab (PP).

Ministério Público aponta para ato de improbidade administrativa e crime eleitoral, caso comprovado o dolo

O Blog do Ney Lima entrou em contato com o Promotor de Justiça, Ariano Tércio, e questionou se haveria ilegalidade no uso das diárias para essa finalidade. Através de sua assessoria, Ariano afirmou que caso seja comprovado o “dolo (consciência + vontade)”, o ato pode caracterizar improbidade administrativa e crime eleitoral.

O promotor frisou que a autoridade responsável pela liberação da verba pública, no caso em questão, o presidente da Câmara, Capilé da Palestina (PSD), poderá ser responsabilizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


Meses Anteriores

error: Copiando nosso texto?