28
maio

“Casava muito bem um ser prefeito e o outro vice”, afirma Toinho do Pará sobre uma candidatura única do grupo Taboquinha


O vereador e ex-prefeito de Santa Cruz, Toinho do Pará (PSB) participou do Programa Independente na noite desta quarta-feira (27) e afirmou acreditar na unificação do grupo de oposição Taboquinha. Toinho afirmou que está trabalhando para conseguir unir o grupo e que caso isso não ocorra, há a possibilidade de que o mesmo não se coloque como candidato à vereador nas eleições municipais de 2020.

“Se Deus quiser essa pandemia vai passar e vamos começar as reuniões, mas eu já estou me articulando com o nosso grupo e acredito muito, que se Deus quiser, vamos fazer uma unificação do partido”, declarou.

Sobre Helinho Aragão (PSB) e Fernando Aragão (PP), Toinho afirmou que não importa qual dos dois seja o candidato a prefeito do grupo, pois segundo Toinho todos dois teriam a capacidade de fazer uma boa gestão e que o outro deveria se colocar como vice na chapa única. Destacou também que acredita “que Zé Augusto cada vez mais vai amadurecer e vai ajudar a unificar esse partido”.

“Casava muito bem hoje, pela altura do campeonato, um ser prefeito e o outro vice, eu tenho dito isso às pessoas. Eu acho que a união faz a força. No meu ponto de vista, essa desunião ela desune até famílias, porque tem muita gente que é Helinho e dentro de casa tem outra pessoa que é Fernando, ou vice-versa, e isso é muito ruim pra Santa Cruz do Capibaribe e muito ruim politicamente falando”, destacou.

Durante a entrevista, Toinho destacou que foi para o grupo Boca Preta em 2015 após Diogo Moraes, na época, convidá-lo, afirmando que no momento ele devia um favor a Diogo. O vereador afirmou que errou da forma que mudou de grupo, afirmando “ter vacilado” e que se desculpou com o eleitorado de Santa Cruz.

“Pelo meu ego magoado pela minha não eleição de deputado estadual, que eu podia até perder mas que o grupo estivesse comigo, e o grupo só estava uma parte. Então tudo isso vai fazendo com que a gente vá se magoando um pouco e naquele momento foi Diogo quem me deu a mão e eu me senti numa missão com Diogo, até hoje eu tenho Diogo com o maior respeito”, afirmou.

A entrevista completa com o vereador Toinho do Pará pode ser acessado através do Spotify, no Podcast Programa Independente clicando AQUI ou no vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?