Na manhã desta segunda-feira (04), a equipe de 21ª Delegacia de Polícia de Homicídio (DPH) divulgou os números da criminalidade no ano de 2020. Segundo a polícia, a região que abrange a 21ª DPH, teve redução de 12% na questão de homicídios no ano de 2020, em comparação a 2019.

Em 2020, a área contabilizou 36 homicídios, sendo que cinco foram registrados em São Domingos e os demais (31) na cidade de Santa Cruz. Já em 2019, foram 41 crimes de morte, porém 10 foram praticados em São Domingos. Fazendo um comparativo entre 2019 e 2020, os homicídios registraram uma queda de 12%.

“12% nesse caso seria uma média de cinco vidas que seriam salvas e realmente é um número muito positivo. Apesar de estar abaixo do que a gente imaginaria, mas com certeza 12% é uma redução bastante relevante” – disse um dos policiais.

Ainda de acordo com os números, dos 36 homicídios ocorridos em 2020, cerca de 61% teve a resolução dos casos. Vale destacar que a 21° DPH cobre todo o município de Santa Cruz do Capibaribe e o distrito de São Domingos, que pertence a cidade de Brejo da Madre de Deus.

 

 

O QUE ESPERAR DE 2021?

 

O enfrentamento à covid-19 é o principal desafio do ano vindouro. A fraqueza no enfrentamento afeta a economia. Por consequência, possível aumento da impopularidade de Bolsonaro. E uma possibilidade/cenário: crise política. Não será surpresa se atores políticos e mídia voltarem a falar em impeachment do mandatário da República.

A eleição para a presidência da Câmara dos Deputados evidenciará a força do presidente Bolsonaro. Se Artur Lira (PP) vencer, Bolsonaro poderá impor as suas pautas à Câmara. Além de evitar pautas bombas. O fracasso no enfrentamento a covid-19 mais crise econômica condicionam a volta do debate sobre o impeachment do presidente da República. Caso Artur Lira seja eleito presidente da Câmara, ele tem o poder de não dar respaldo ao afastamento de Bolsonaro.

A fidelidade dos partidos do centrão ao presidente Bolsonaro será posto à prova durante 2021. Inicialmente, na disputa da Câmara dos Deputados. Artur Lira pode até perder. Mas precisa ser bem votado. Esta é uma premissa básica para que os parlamentares do centrão mostrem confiança e compromisso com o governo Bolsonaro. Reformas Administrativa e Tributária são outros desafios da Câmara e do presidente da República. Além da criação de programa social robusto.

O presidente Bolsonaro se divide entre a ideologização do mandato e da eleição de 2022 versus a recuperação da economia. Ambos podem ocorrer em 2021. Eles não são excludentes. É possível que aconteçam simultaneamente. De um lado, um presidente que defende pautas conservadoras, as quais reforçam a admiração dos seus eleitores convictos. De outro, a recuperação da economia. Porém, se a ideologização predominar, e a ressureição econômica não acontecer, Bolsonaro será candidato competitivo em 2022?

Lula continua a ser forte ator estratégico na vindoura eleição presidencial. Em 2021, ficará claro se o ex-presidente será candidato à presidência da República. Se sim, cenário ótimo para Bolsonaro e para o PT. E o pior cenário para os candidatos do centro. Se não, no centro estão, neste instante, João Doria e Ciro Gomes. O primeiro tem a vacina contra a covid-19 como cabo eleitoral. O candidato do PDT depende de razoável aliança e do enfraquecimento do PT para ser competitivo. Em 2021, é possível que Alexandre Kalil, Camilo Santana, Jacques Wagner, Rui Costa e Flávio Dino apareçam como fortes opções à presidência da República. 2021será intenso. Talvez mais do que 2020. Feliz 2021!

/

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

 

 

 

Pais, mães ou responsáveis e estudantes que se cadastraram no site Matrícula Rápida devem realizar processo de efetivação até 15 de janeiro

Começou nesta segunda-feira (04) e segue até o dia 15 de janeiro, o prazo para a efetivação de matrícula das escolas da Rede Estadual. Para a confirmação, os estudantes devem apresentar as documentações solicitadas diretamente nas escolas. As vagas não confirmadas retornarão para o sistema de cadastro (www.matricularapida.pe.gov.br) e poderão ser preenchidas entre os dias 18 e 22 de janeiro. As aulas têm início no dia 4 de fevereiro.

Estudantes menores de 18 anos devem apresentar a documentação acompanhados dos seus respectivos responsáveis. Para a efetivação é necessário apresentar o número da inscrição do Cadastro de Matrícula 2021; cópia da certidão de nascimento; histórico escolar original ou declaração original da última escola em que estudou; comprovante de residência com CEP; cópia de vacinação, comprovante de tipo sanguíneo e fator RH; e foto 3×4 recente, sempre das 8h às 17h na unidade de ensino selecionada.

As escolas dos municípios jurisdicionados à Gerência Regional de Educação Agreste Centro Norte, em Caruaru, contarão com um processo de cadastro diferente dos demais municípios do Estado, pois foram selecionadas para integrar um projeto piloto de matrícula totalmente informatizado através do site www.minhamatricula.pe.gov.br.

 

 

“Se teu olho te faz tropeçar, arranca-o e joga-o fora, pois é melhor…” (Mt.5.29)

Claudionor Bezerra é Bacharel em Teologia e Especialista em Teologia e o Pensamento Religioso; pastor evangélico congregacional; Contador Especialista em Controladoria atuando como Analista Fiscal na COMPESA e Professor no curso de Ciências Contábeis na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO). Consultor e sócio na BEZERRA & ASSOCIADOS ASSESSORIA CONTÁBIL.  Casado com Mônica Vilazaro e pai de Miguel Vilazaro Bezerra.

Senhor! Confesso a malignidade do meu olhar. Sim. Não há como resistir. Tu sabes. Sei que quando olho para mim mesmo mergulho em justificativas e auto-exaltação. Me sinto o melhor. Me vejo o mais competente. Me enxergo como sendo o mais útil servo Teu. Também confesso que só me vejo assim porque tenho a mórbida necessidade de me comparar aos outros. Escolho aqueles que, segundo meus critérios carnais, são piores do que eu. Reconheço. Meu olhar está me afastando das pessoas que amo. Elas percebem e não suportam a minha irritável presença.

Ah Senhor! Converte o meu olhar!

Sei que sou capaz de fazer os mais apaixonantes discursos sobre os dilemas mundiais mas, ao mesmo tempo, incapaz de ver a dor daquele que está mais próximo. Meu olhar me seduziu e produziu em mim um desejo messiânico quando, na verdade, o Senhor ensinou apenas a ser “bom samaritano” para o próximo na estrada do alcance dos meus olhos.

Ah Senhor! Cura minha visão!

Meus olhos se vestem com a toga dos juízos e ninguém escapa da capacidade cirúrgica do meu olhar judicioso. Foi vendo assim que me tornei habilidoso em discernir os “ciscos”, mas não notei a “trave” que me cegava todo dia.

Ah Senhor! Me dá olhos de compaixão!

Notei que muitos são cegos. E notei ainda que havia muitos cegos que guiavam outros cegos. Mas apenas enxerguei os lobos e não percebi as ovelhas. Por isso meu olhar se tornou amargo, visto que me revoltei por ter sido também guiado por estes cegos. Odiei os guias cegos. E sem perceber, minha visão me fez rude, me fez mergulhar no criticismo! Comecei a contabilizar os inimigos “guias cegos” com uma soberba que se orgulhava da visão “clara” que eu jugava ter. Depois me dei conta que a minha visão por mais mais límpida que eu achava que estivesse ainda andava eivada de prepotências. Lembrei do Teu olhar. Conquanto Tu não fingia que não vias, ainda assim vias além do que religiosidade. Aprendi contigo que o mais perverso religioso ainda é um ser humano que deve ser olhado com compaixão e a multidão guiada por eles são por Ti chamadas de “ovelhas” desgarradas. Perdoa o meu olhar arrogante!

Ah Senhor! Me dá a graça de enxerga o transcendente!

Não são poucas as vezes que meu olhar se tornou mortalmente perigoso. Percebi que não era capaz de suportar nenhuma afronta e logo meu olhar se tornara assassino. Reagi animalescamente aos que tentavam me contrariar e percebi que ainda não fui capaz de ser como Tu. Visto que quando encobriram o teu olhar e te bateram perguntando em zombaria “quem te bateu?” teu silêncio me diz onde estava o teu olhar. Como Estêvão que não via as pedras, mas via o Trono e Aquele que nele estava sentado!

Ah Senhor! Me ensinar a amputar o que está em mim, mas não sou eu!

Quando eu achava que os escândalos estavam fora de mim, que susto! Os meus olhos eram a fonte da minha escandalização. Teu diagnóstico é minha salvação. Tua cura se me tornou em dor. Pois o que exiges é para mim a escolha de “sabedoria”, mas não me evita o sofrimento. Assim sendo decidi que preciso amputar o olhar que me torna mal. É melhor perder aqui, para ganhar lá!

As opiniões aqui expressas, são de responsabilidade do seu idealizador

Suspeito de ter praticado o crime, é o ex-companheiro da vítima

 

Fotos: Paulo Viana.

Uma mulher de 23 anos foi baleada na noite deste domingo (03), no sítio Tabocas, zona rural de Brejo da Madre de Deus. O suspeito de ter praticado o crime, é o ex-companheiro da vítima. Ela reside em Cachoeira de Mandaçaia e estava em um bar no momento do ocorrido, segundo relatos de testemunhas.

Após ser atingida pelo disparo de arma de fogo, na altura do abdômen, Fabiana da Silva Lima, 23 anos foi socorrida para a Policlínica do distrito de São Domingos. Fabiana foi transferida em estado grave para o Hospital Regional do Agreste, onde deve passar por cirurgia para remoção do projétil.

Foto: Elivaldo Araújo.

Nesta sexta-feira (01) o vereador Carlinhos da Cohab (PP) se mostrou emocionado em vários momentos durante os atos de posse do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão (PP).

Carlinhos da Cohab (PP) afirmou que teria passado um filme em sua mente, e disse que relembrou momentos de perseverança e luta em prol da vitória do grupo Taboquinhas durante as últimas eleições.

“Quis o destino que a pessoa que tanto lutou por Fernando, mas depois de quatro anos a mesma pessoa que mais acreditou na vitória de Fábio, foi quem entregou as chaves da Prefeitura. E pelas ausências do ex-prefeito e do presidente da Câmara não terem ido, as chaves caíram nas mãos de quem mais lutou que foi Carlinhos da Cohab. Eu tinha um sonho de entregar a chave da Prefeitura à Fernando, mas ela foi cumprida quando repassei para Fábio” – pontuou o vereador.

 

 

O novo presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, Capilé da Palestina (PSD), realizou um breve comentário logo após sua posse como presidente da Câmara.

Capilé sinalizou ao prefeito Fábio Aragão que os compromissos do seu grupo político são destinados a cidade.

“Nosso compromisso, o compromisso do nosso grupo será com Santa Cruz do Capibaribe. Nosso compromisso será com a verdade, será com o povo pela melhoria da nossa cidade (…) Para que nas futuras gerações as pessoas possam dizer: eu me orgulho de morar em Santa Cruz do Capibaribe”, declarou Capilé.

Em tom emocionado, Capilé lembrou da sua origem: “Aquele “cabra” lá da serra da Palestina que chegou em Santa Cruz 1991 passando fome (…) hoje foi eleito presidente da Câmara de Vereadores”, completou.

 

 

O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), ironizou a articulação que envolveu as bancadas Verde (PSD/PDT) e Vermelha (PP/PSB) para eleger o vereador Capilé como presidente da Câmara de Vereadores em Santa Cruz do Capibaribe.

“Grupo melancia, verde por fora e vermelho por dentro”, disse Edson ao Blog do Ney Lima.

O ex-prefeito também comentou sobre o grito proclamado pela vereadora Nêga no ato do voto: “o azul acabou”.

“Isso só reforça que esses grupos, verde e vermelho, são um só”, disse Edson.

 

 

 

O vereador Capilé da Palestina é o novo presidente da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe. A articulação que envolveu os grupos verde (PSD/PDT) e vermelho (PP/PSB) e foi chamada de chapa mista.

Ao votar a vereadora Nêga que presidia a sessão gritou ao microfone: “O azul acabou”, caracterizando o voto político.

 

 

A chapa é composta também pelos vereadores Carlinhos da Cohab (vice), Irmão sorares (primeiro secretário) e Augusto Maia (segundo secretário).

A emblemática composição une os grupos verde e vermelho, mas componentes dos dois grupos sustentam que não há uma coalizão e que o grupo verde continua sendo oposição ao governo de Fábio Aragão.

 

Fotos: Elivaldo Araújo

 

 

 

 

Em uma cerimônia rápida e sem discurso, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão (PP) e o vice Helinho Aragão (PSB) foram empossados dos cargos pela Câmara de Vereadores de município. A sessão foi conduzida pela vereadora Nêga, por ter sido a mais bem votada no pleito.

Fábio Aragão foi eleito com 16.395 votos, que corresponde a 34,65% dos votos válidos. Ele inicia a gestão com a promessa de um governo técnico, sem distribuição de cargos.

Fábio é filho do ex-vereador Fernando Aragão, falecido em 2020 após complicações causada pela covid-19. Fábio assumiu a candidatura após a morte do pai.

 

Fotos: Elivaldo Araújo

 

 

Em tempo real

 

 

Os vereadores eleitos tomaram posse na manhã desta sexta-feira (01). A nova Câmara é composta por três bancadas, fato inédito na política santa-cruzense. A bancada do governo é a menor, com apenas quatro dos 17 vereadores.

 

A sessão de posse está sendo conduzida pela vereadora Nêga, por ter obtido a maior votação. Ela conduzirá os trabalhos até a eleição do novo presidente, que ocorre em instantes.

Confiram os nomes dos 17 vereadores que forma o novo Poder Legislativo da cidade:

 

 

BANCADA AZUL

 

 

Nailson Ramos (MDB)

Demir da Saude (PSDB)

Jessyca Cavalcanti (PSDB)

Zezin Buxin (MDB)

Ze Boi (DEM)

Gilson Julião (MDB)

Nego Ze (DEM)

Caetano Motos (PSDB)

 

 

BANCADA VERDE

 

Nêga (PSD)

Irmão Soares (PSD)

Capilé da Palestina (PSD)

Emanuel Ramos (PSD)

Zeba (PDT)

 

 

 

BANCADA VERMELHA

 

Carlinhos da Cohab (PP)

Augusto Maia (PSB)

Vando da Sertec (PP)

Flávio Pontes (PP)

 

Fotos: Elivaldo Araújo

 

Em tempo real

 

 

 

O prefeito diplomado de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão (PP) iniciou a manhã desta sexta-feira (01) com seu primeiro ato oficial, o hasteamento das bandeiras. O ato contou com a presença de vereadores eleitos e do deputado estadual Diogo Moraes (PSB).

 

Em seguida o prefeito seguiu para a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, onde será empossado pelos vereadores.

 

Fotos: Elivaldo Araújo

 

 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou em redes sociais, a assinatura de uma medida provisória (MP) que elevará o salário mínimo para R$ 1.100, com vigência a partir de 1º de janeiro. O valor atual é de R$ 1.045.

“O valor de R$ 1.100,00 se refere ao salário mínimo nacional. O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”, afirmou o presidente.

Para o reajuste, o governo usou uma previsão de alta de 5,22% para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que serve de base para a correção anual do salário mínimo. Isso significa que não haverá aumento real no salário mínimo em 2021 mas sim a correção pela inflação.

O prazo para solicitar o saque emergencial de até R$ 1.045 do FGTS acaba nesta quinta-feira (31). Cerca de R$ 7,9 bilhões creditados em poupança digital não foram movimentados e, em razão disso, retornaram para as contas vinculadas dos trabalhadores, devidamente corrigidos.

Esses trabalhadores, porém, ainda podem pedir o crédito até esta quinta-feira. O prazo também vale para quem informou à Caixa que não desejava retirar os recursos, mas mudou de ideia.

A solicitação deve ser feita pelo aplicativo FGTS. O saldo será transferido novamente para a conta digital aberta pela Caixa e ficará disponível para movimentação pelo aplicativo Caixa Tem.

Nas últimas semanas, houve alteração no comando do 24º Batalhão da Polícia Militar, que é sediado em Santa Cruz do Capibaribe. Com isso, o Tenente-Coronel Lúcio Flávio deixou a função de comandante e em seu lugar assumiu o Major PM Roque.

O novo comandante possui 27 anos de Polícia Militar, e já trabalhou no Batalhão de Choque, Rádio Patrulha, ROCAM, e esteve ocupando cargo na Diretoria Integrada do Interior (DINTER 1). Major Roque já foi subcomandante do Batalhão de Limoeiro e Palmares, e antes de se transferir para o 24º BPM, esteve como comandante do Batalhão de Goiânia.

Major Roque fala sobre a missão que terá em continuar os trabalhos realizados por outros comandantes que estiveram a frente da segurança pública da região.

“Vamos com a medida do tempo, implementar a nossa forma de trabalho junto a tropa, a sociedade e aos órgãos público, mas sempre buscando o melhor para a segurança pública. Já fizemos um diagnóstico na região, e observamos que os crimes acontecem mais aos domingos, e já estamos reforçando a segurança nesse dia” – disse.

 

 

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?