28
agosto

Panorama – Com Ralph Lagos


Legado – Na sexta 28/08 às 10h, Fabio Aragão anunciou através de uma live, que é pré-candidato a prefeito de Santa Cruz pelo PP. Ocupando a vaga que pertencia a seu pai Fernando Aragão, falecido semana passada. Com um tom emocionado ao lado da família, Fábio anunciou uma pré-candidatura ainda sem muita certeza da conjuntura que irá enfrentar. Digo isso pelo fato de que a uma indefinição por grande parte dos integrantes da ala partidária ao qual ele faz parte.

PSB – Apesar de ter o apoio do PSB, alguns integrantes podem não ser candidatos a vereador, no palanque de Fabio. Como é o caso do Júnior Gomes que já anunciou anteriormente que não seria candidato. Do Helinho Aragão, que pode não concorrer à reeleição. Uma conjuntura de uma candidatura paralela do grupo, poderia deixar indefinido também o futuro de Marlos e Deomedes, que este último apesar de ser do PT, caminha muito próximo ao PSB.

Frente de esquerda – A conversas sobre a possibilidade de uma conjuntura entre PSOL, PC do B e PT, para uma candidatura a majoritária. Justamente por esse motivo é que coloco a indefinição entre os dois últimos vereadores citados. O PSOL através do presidente municipal Sérgio Lucas, já teria deixado claro que dispensa a presença da sigla na chapa. O PT tem os nomes de Deomedes e Marilia Melo que é filha do vereador Marlos. E o PC do B, tem entre seus destaques o vereador Ernesto Maia e Paulinho Coelho, presidente da legenda no município.

Pode sobrar pra Allan – Dentro da eterna novela taboquinha, o pré-candidato Allan Carneiro pode ser beneficiado com um apoio de um vereador que está insatisfeito com a falta de atenção do Deputado Diogo Moraes e pode nos próximos dias anunciar que não concorrerá neste pleito e que seu apoio vai para o Allan. Esse vereador chegou a ter uma grande aproximação com Allan e recuou depois de uma frase do pré-candidato a prefeito que lhe deixou em uma situação desconfortável.

Isolamento – Essa foi uma palavra muito usada nos últimos meses, por conta da pandemia em que ainda atravessamos. Mais nunca antes foi usada quando se tratou de Zé Augusto em um ambiente político. Pois bem, a iminência é justamente essa, já que o grande trunfo de Zé, era está em um partido sozinho com seu filho Tallis Maia e assim poder se lançar candidato caso a conjuntura não desse certo. Esse não parece ser um caminho seguro nesse momento. As informações que chegam da Capital é que Da Fonte pode sim conseguir o apoio dos Republicanos, fato que inviabilizaria uma candidatura a majoritária.

O vice – O pré-candidato a Prefeito Fabio Aragão poderá lançar nos próximos dias o nome do empresário Flavio Pontes como seu companheiro de chapa nas próximas eleições. Alguns ajustes estariam sendo feitos pra que isso acontecesse. Um deles seria conter a insatisfação do vereador Carlinhos da Cohab, que teria sido informado na tarde desta quinta-feira 27/08 da preferência por Flavio. Informações que recebi dão conta que o próprio Da Fonte vai tentar acalmar o vereador em uma reunião na tarde desta sexta 28.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?