12
julho

Editorial – Divisão Taboquinha poderá potencializar uma candidatura de Diogo Moraes a prefeito


 

 

 

“O nome de consenso do grupo”. Esse pode ser o mote principal para justificar uma candidatura a prefeito de Diogo Moraes (PSB) em Santa Cruz do Capibaribe na próxima eleição, algo que até então só tem sido especulado nos bastidores políticos.

O deputado estadual Diogo Moraes tem sustentado que não tem pretensão para a disputa. No entanto, seu discurso tem se tornado mais ameno com o passar dos meses, vez por outra sinalizando estar à disposição do grupo.

Jovem, mas com ampla experiência em campanhas políticas, Diogo detém a maior musculatura para o pleito de 2020. Reúne uma bagagem de conquistas, alçadas pelo Governo do Estado, mas terá que responder igualmente pelos déficits nos serviços estaduais, que não são poucos.

Fernando Aragão

A oposição em Santa Cruz do Capibaribe saiu forte e unificada das urnas de 2016. O nome de Fernando Aragão (PTB), derrotado naquela eleição por uma margem estreita, foi prontamente alçado para 2020, mas perdeu força e apoios importantes dentro do grupo. Sua defesa entre os políticos de mandato foi resumida a um ou dois vereadores, apesar de ainda obter um importante apego popular.

Helinho Aragão

Fragilizado desde que foi surrupiado pelos próprios pares no processo de escolha da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, Helinho Aragão (PTB) chegou a ensaiar uma saída do grupo Taboquinha, mas decidiu ficar, mantendo-se no páreo para a composição majoritária, mas o cenário que ficou torna inimaginável uma aglutinação política entono do nome de Helinho.

José Augusto Maia

O ex-prefeito e ex-deputado federal José Augusto Maia (AVANTE) é o “mandante de campo” no grupo Taboquinha. A história mostra que uma campanha eleitoral municipal, no âmbito do seu grupo, sem o seu envolvimento é fadada ao fracasso. Essa realidade parece ainda não ter mudado.

Zé está lançando seu nome para uma candidatura a prefeito, mas a hipótese é vista com dúvidas e inúmeras ressalvas até pelos seus próprios apoiadores, como aconteceu nos momentos que anteviram os processos recentes processos eleitorais. E falando em processos, sua situação legal é contestável.

O cenário

Fernando Aragão agrega um conceito de credibilidade importante para o atual momento.

Helinho Aragão detém o aspecto novo.

José Augusto Maia aglutina votos de forma incontestável.

Mas, em meio ao litígio, o recado que foi dado em afirmações ainda em 2018 poderá prevalecer em 2020, sendo Diogo Moraes o nome de consenso.

Esse é o jogo que está sendo jogado!

 

Por Ney Lima

5 Comentários

  1. Paulo disse:

    Só voto no candidato taboquinha se for Fernando Aragao e digo mais , qualquer outro nome para disputa da majoritária sairá derrotado

  2. Ingridy disse:

    O único candidato taboquinha que me representa chama-se Fernando Aragão

  3. Eraldo Souza disse:

    Em 2020 eu só saio de casa para dar um voto se for Fernando Aragão candidato a prefeito

  4. Fabiana disse:

    Fernando Aragao é o que o POVO quer!

  5. Valterney bezerra silva disse:

    Eu apoio Fernando Aragão se não for ele vamos perde novamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores