19
maio

A escolha pela sobrevivência política


Dimas Dantas confirma candidatura a estadual e legenda já vislumbra metas para as eleições municipais de 2016

Com a confirmação de Dimas Dantas, Terceira Via é implantada, mais uma vez, em Santa Cruz do Capibaribe. Fotos: Thonny Hill.

Uma coletiva que confirmou aquilo que já se esperava dela: o anúncio da pré-candidatura de Dimas Dantas (PP) com as bênçãos do maior líder do Partido Progressista em Pernambuco, porém novos ingredientes que foram adicionados prometem esquentar as discussões políticas nas próximas semanas.

 

Colocado por Eduardo da Fonte (PP) como uma das maiores prioridades em todo o estado, Dimas Dantas (PP) terá que enfrentar as dificuldades para provar que o voto de convencimento, sem um palanque eleitoral que o apoie abertamente, é suficiente para garantir êxito em sua nova empreitada que, de acordo com Da Fonte, é plenamente viável.

 

Confira os principais pontos da coletiva:

Sempre atento, Eduardo da Fonte evitava que qualquer conversa mais sigilosa com Dimas pudesse ser compreendida pela imprensa.

A fórmula para vitória de Dimas Dantas nas eleições

 

Eduardo da Fonte confirmou Dimas Dantas como pré-candidato e que o projeto de eleição, segundo ele, é plenamente viável.

 

Para isso, Da Fonte ressaltou que seu partido irá disputar as próximas eleições em uma “chapinha”, seja sozinho ou com outra legenda, cujos candidatos a deputado estadual não tenham quantidade superiores a 25 mil votos.

 

“Temos no nosso partido o candidato mais votado em 2006 e 2010, que é o pastor Cleiton Collins (PP), que é o grande “puxador de votos” da nossa legenda. Temos 48 pré-candidatos a estadual e a expectativa é eleger cinco ou seis deputados estaduais. A eleição de Dimas é viável e tem todas as chances de ser vitoriosa”.

 

De acordo com Da Fonte, dependendo do cenário político em relação à Cleiton Collins, uma votação de 20 mil votos obtida por Dimas seria suficiente para colocá-lo com grandes chances de ser eleito, graças à cauda eleitoral deixada por Cleiton, que obteve mais de 137 mil votos em 2010.

 

A nova responsabilidade de Vânio Viera e as adesões de Natálio Arruda e Zé Cueca

.

A novaTerceira Via” em Santa Cruz do Capibaribe terá três representantes de apoio: o vereador Vânio Vieira (PP), o ex-vereador Natálio Arruda e o ex-secretário de Mobilidade Urbana, Zé Cueca.

 

Vânio, principal personagem desses apoios, recebeu de Eduardo da Fonte a responsabilidade de fiscalizar e coordenar para onde vão os recursos das emendas vindas pelo deputado ao município, que anunciou R$ 1 milhão alocados para Calçamentos no Bairro da Palestina e se comprometeu a destinar a mesma quantia nos próximos anos.

 

“Tive a felicidade em que o deputado me disse que “Pode ficar tranquilo que vamos enviar uma emenda de R$ 1 milhão por ano para que você possa escolher quais as ruas que serão pavimentadas em nossa cidade”. Com certeza, isso será de grande importância para a população de Santa Cruz”, frisou Vânio.

 

Os objetivos do PP para as eleições de 2016

 

O deputado Eduardo Da Fonte frisou a importância para o município em não depender apenas dos dois grupos políticos atuais e que a população deveria considerar as propostas dessa nova ala.

 

O político citou as metas a serem alcançadas pela legenda, inclusive deixando explícito o interesse em colocar um nome a prefeito na disputa dessas eleições, até então certas com os nomes de Edson Vieira (PSDB) e Fernando Aragão (PROS).

“O primeiro objetivo, do nosso grupo, é eleger Dimas como deputado estadual e, consequentemente, apresentar, em 2016, uma alternativa que não seja nem “boca-preta” e nem “taboquinha”, mas alguém que esteja comprometido como povo de Santa Cruz. Não podemos colocar a população só duas alternativas, que tem uma rixa histórica e que prejudica a população. Não está mais na hora de nos preocuparmos com essa rixa, mas em algo que dê alternativas concretas”.

 

Busca de apoios para Dimas Dantas no estado

 

Indagado sobre em quais cidades o deputado buscaria apoios para viabilizar a candidatura de Dimas, Eduardo da Fonte foi taxativo.

 

De acordo com ele, a ideia é colocar o nome de Dimas também nas cidades ao entorno de Santa Cruz do Capibaribe e que integram o Polo de Confecções, além de outras da região metropolitana onde o deputado obteve as suas maiores votações.

 

Entre essas cidades estão Jaboatão dos Guararapes, Recife, Paulista e Cabo de Santo Agostinho.

 

“Dos 330 mil votos que tive na última eleição, 210 foram na região metropolitana. (…) Iremos consolidar a candidatura e a eleição de Dimas no Polo, no agreste e na região metropolitana, fazendo dobradinha conosco”, frisou.

 

A desconstrução de um discurso

.

Indagado sobre como seria a estratégia para desconstruir o discurso pregado pelo próprio vice-prefeito de que acharia mais proveitoso continuar como secretário de Educação ao invés de se candidatar a deputado, fator que poderia ser usado como arma pelos adversários, Dimas afirmou:

 

“Lamentavelmente, eu fui obrigado a sair da secretaria de Educação. Então, aquele projeto que eu tinha como secretário, eu não pude dar continuidade. (…) O que nós buscamos é fazer algo diferente na política e temos uma visão diferenciada. O deputado mandou emendas tanto para o prefeito de um grupo como o outro, que é Edson, que pode executar as emendas dele. Eu como vereador, trabalhei com um grupo e trabalhei com outro. A cidade ganhou, mas a classe política não tem acompanhado esse desenvolvimento necessário para o engrandecimento da nossa terra e é necessário darmos um salto de qualidade”, frisou.

 

Dimas citou também que, para que foi dito anteriormente não seja usado contra si em outros municípios, irá apresentar iniciativas realizadas por ele e pelo deputado, com destaque para sua atuação na Câmara, a luta pela destinação recursos para a viabilidade de uma Cozinha Industrial e o calçamento de ruas em Santa Cruz do Capibaribe.

 

O desabafo de Zé Cueca

“Foi um tiro no pé”, disse Zé Cueca sobre projeto de Alessandra Vieira disputar de uma vaga para deputada federal.

Indagado sobre seu posicionamento quanto a apoiar a “dobradinha D & D”, Zé Cueca foi enfático.

 

O empresário, que já integrou a atual gestão e teve uma saída conturbada da pasta de Mobilidade Urbana, citou Eduardo da Fonte como uma das pessoas que possibilitaram a vitória do prefeito nas urnas e criticou a indicação de Alessandra Vieira à federal pelo grupo de situação.

 

“O deputado Eduardo da Fonte foi uma estrela da vitória de Edson Vieira e política, a gente faz somando, a gente não conversa com um ou com dois para ver quem vai ser candidato, tanto que, o nome da mulher dele, a população não aceitou. Foi um tiro no pé”, disse Zé.

 

O cumprimento do desafio feito por Da Fonte ao prefeito Edson Vieira

 

Ao ser indagado sobre o desafio feito por Eduardo da Fonte de que o prefeito Edson Viera estaria convertendo as suas emendas, que foram herdadas da gestão Toinho do Pará (PHS) em obras (fato que causou um grande mal-estar político entre ambos em 2013), o deputado respondeu:

Nós estamos acompanhando a execução e estamos vendo que, ai nas ruas, elas (obras com suas emendas) estão sendo executadas. Eu gosto de ratificar que isso é uma obrigação minha de colocar (os recursos), dele (do prefeito) de executar e de todos nós (população e imprensa), de fiscalizar. Se fizermos a nossa parte, quem vai ganhar é a população e irei continuar alocando essas emendas”, frisou.

 

Sem as criticadas torcidas partidárias de outras coletivas, imprensa do município, de São Domingos e Toritama tiveram suas perguntas respondidas pelos convidados.

10 Comentários

  1. wemerson disse:

    O uma nova opção? Se Dimas já participou das duas alas políticas da cidade e o nobre dep. Federal vem dizer que e uma nova opção, fala sério dep. Queremos novos nomes, sangue novo na política e não esses mesmo caras que entra eleição sai eleição e eles continuam no poder, brincando e abusando da população.

  2. Lidio Nunes disse:

    Como os Taboquinhas vão dividir votos pra 3 deputados?

  3. Arlinda freitas Sá disse:

    pense em um timaço KKKKK

    Vânio deixa de ser ingênuo, Zé Cueca eu não digo nada, que é praticamente da família, Natálio já não existe para a politica a séculos e Dimas é louco, vai sonhando!

    Aposto com quem quiser que isso não vai da certo, e 3 via aqui não rola pq a população mesmo não quer.

  4. IVEL disse:

    SÓ MUDOU AS COLEIRAS OS CÃES SÃO OS MESMOS

  5. josé Sebastião da silva disse:

    É uma aposta alta e até válida na minha opinião, mas infelizmente Santa Cruz pode até ficar sem nenhum representante na Assembléia Legislativa, 4 candidatos é uma palhaçada, sempre fui da opinião de se unir forças um grupo indicar um estadual o outro um federal e todos se unirem em torno de um mesmo projeto só assim estariam de fato pensando no povo, e nossa cidade não dependeria de ninguém de fora, mas sei que esse é um sonho impossível.

    1. Marcos José disse:

      Gostei de seu comentário!

  6. Thiago disse:

    Espero que ele perda , ops !
    Ele vai perder kkkk
    Quem quer ser santo demais sempre tem algo podre a esconder !

  7. !? Risos… Vão estudar! Ridículos, avatares…

  8. marcelo disse:

    vai começar a mesma porcaria de novo em santa cruz não vamos votar em nenhum deles pessoal todos são mentirosos.

  9. marcio disse:

    DEUS NOS LIVRE DE DD METRALHA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Anteriores