10
outubro

Santa Cruz – Por falta de pagamento, professores paralisam atividades parcialmente


Alguns professores da rede pública municipal de ensino, em Santa Cruz do Capibaribe, paralisaram suas atividades, nesta terça-feira (10), dispensando alunos. A motivação é a falta de pagamento por parte da prefeitura, a 40% dos professores, após prazo estabelecido.

Por lei, a prefeitura tem até o quinto dia útil do mês subsequente, para efetuar os pagamentos. O prazo foi vencido na segunda-feira (09).

Na manhã de hoje, a professora Elieudes Bezerra, representante do sindicato dos professores, em participação no ‘Programa Estúdio 1’, da Rádio Polo FM, relatou que as unidades de ensino estão funcionando de forma parcial, citando que, no distrito de Poço Fundo as atividades pararam por completo.

No Centro de Educação Infantil, três professores dispensaram suas turmas, pela manhã. Sete turmas devem ser dispensadas no turno desta tarde, pelo mesmo motivo.

Elieudes classifica a questão como ‘falta de respeito’ e o pagamento parcial seria ‘uma estratégia para enfraquecer o movimento’.

A professora Luciene Cordeiro afirmou à nossa equipe que, em reunião com Secretários da Administração Municipal, essa manhã, foi repassado que os pagamentos foram realizados para 60% da categoria, faltando acertar a folha de profissionais do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Infantil. A promessa é que tudo será regularizado até o fim do dia.

“Enquanto não sair, vamos continuar parados”, disse Luciene Cordeiro.

Programação 

Está programado para amanhã (11), celebrações pelo Dia das Crianças, no Centro Infantil. Elieudes garante que a programação não sofrerá alteração ‘em respeito às crianças’.

Caso não saia o restante do pagamento, as demais atividades seguirão com impasse. Entramos em contato com a gestão municipal, até o momento não obtivemos retorno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores