22
março

As curtinhas do Romenyck Stiffen – Política em casa!


Política em casa: Estamos sentindo fortemente os efeitos do COVID-19, popularmente chamado de Coronavírus, afetando o nosso dia-a-dia. Portanto, vamos seguir as recomendações no intuito de minimizar os efeitos e #fiquemos em casa. Passe o tempo acompanhando nossas curtinhas e fiquem informados.

Vai afetar?: Como podemos observar, o Coronavírus afetou drasticamente nossas vidas em diversas áreas. Nos bastidores da política já se fala na possibilidade de alterações, no mínimo das datas, nas eleições de 2020. Mas vale destacar que por enquanto todas as datas estão mantidas.

Fundo partidário: Com apoio popular, alguns congressistas estão levantando a bandeira de usar os recursos do bilionário fundo partidário para combater o Coronavírus no Brasil, minimizando, assim, seus efeitos, principalmente em nossa economia. Não existe clima para gastar bilhões em uma eleição, com a população sofrendo uma pandemia.

Sem fundo: Nesse contexto, caso a ideia de usar o bilionário fundo partidário para combater os efeitos do Coronavírus seja colocada em prática, dificilmente teríamos as eleições de 2020, pois sem fundo, automaticamente sem eleição. Mas para tudo isso acontecer, seria necessário uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) aprovada pelo congresso, alterando as regras do jogo.

Unificação: A discussão da unificação das eleições é um tema debatido já faz tempo, com mandato de cinco anos, sem direito a reeleição. Contudo, ninguém queria perder dois anos ou dá dois anos para alguém e unificar as eleições, mas a argumentação de uma pandemia assolando o nosso país pode influenciar fortemente para que as eleições sejam adiadas e unificadas em 2022. Contudo, destacamos que tudo isso não passa de uma forte teoria, sendo necessário aguardar o que de fato vai ocorrer.

Mas se tiver: Contudo, se as eleições ocorrerem, o prefeito Edson Vieira, antes de essa crise explodir, já havia traçado uma nova estratégia para acolher seus mais de 40 pré-candidatos a vereadores, os mesmos agora serão acolhido em três siglas e não mais em duas, são elas: o DEM, PSDB e MDB, esta última tendo o puxador de votos, o vereador Nailson Ramos, e as portas abertas para Ronaldo Pacas. PSDB e MDB abrigariam os vereadores de mandatos e vários secretários.

Semelhante: A estratégia do prefeito, em suas devidas proporções, se assemelha ao que o Vereador Ernesto Maia defende para a oposição. Segundo o mesmo, o grupo da ala Moraes/Maia teria 45 pré-candidatos pra abrigar em três siglas, são elas: PCdoB, PT e PSB.

Enquanto isso: Enquanto essas teorias não saem do papel, estamos assistindo o forte espírito de liderança do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Viera (PSDB), em relação à crise do Coronavírus e seus efeitos em nossa cidade e região. Nesse contexto, utilizamos mais uma vez nossas curtinhas para pedir que sigam as recomendações e #FiqueEmCasa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 





 

error: Copiando nosso texto?