31
outubro

Nas ondas do rádio


 Rádio Debate é transmitido direto da residência do deputado federal José Augusto Maia

 

Fotos: Thonny Hill.

 

O deputado federal José Augusto Maia (PROS) recebeu na manhã desta sexta-feira (31) em sua residência a equipe do programa Rádio Debate, veiculado diariamente pela Rádio Polo FM.

 

O deputado comentou sobre a relação entre a prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Regional de Pernambuco (CONIDER) e citou que estranhou ao saber que o prefeito Edson Vieira (PSDB) desconhece o projeto.

 

“Eu achei estranho de que o prefeito tenha dito que ele desconhece o projeto do CONIDER. Havia uma data para que as prefeituras assinassem e aceitasse o termo de compromisso para participar, ele foi informado disso e inclusive eu tenho documentos assinado por ele.”

 

O deputado ressaltou que o próximo passo para que o município integre ao consórcio seria necessário que, a prefeitura envie um projeto de lei para a Câmara de vereadores e sendo aprovado, Santa Cruz seria inserida ao convênio.

 

José Augusto citou que a retirada das Máquinas do CONIDER do Pátio de Eventos (às margens da PE-160) foi provocada pelo grupo de situação.

 

“Muitos diziam que as máquinas não vinham e que eu estava enrolando e enganando o povo, no momento em que elas chegaram, eles (a situação) foram fazer a denúncia. Eu digo isso por que estavam lá, o pessoal da prefeitura ajudando, colaborando e rindo à toa, lá tinha vereadores e vereadora. Eu não entendo, eles diziam que era mentira de Zé Augusto e quando vêm, eles entram na justiça para devolver”, frisou.

 

 

Ao ser questionado se o deputado estaria pronto para abandonar a política, o mesmo destacou que sua história e os últimos resultados nas urnas seriam motivos para continuar disputando as eleições.

“Alguém que tem uma história como José Augusto, que tem projetos importantíssimos e que fez uma história brilhante em Santa Cruz do Capibaribe e mesmo com todos os problemas que aconteceram como nestas eleições, que me deixaram praticamente sozinho, pegar um deputado trazer ele duas vezes e dá 9 mil votos, essa pessoa não pode ter medo de urna, nunca. Se tem alguém que saiu mais fortalecido após essas eleições do que era, essa pessoa se chama Zé Augusto”, citou.

 

José Augusto comentou sobre a divisão no grupo que ocorreu na última eleição e afirmou que irá sentar com o partido para definir o futuro do grupo.

 

“Hoje nós temos o grupo dividido em duas partes, o grupo que acompanha Zé Augusto com Toinho do Pará (PHS) e o que acompanha Ernesto Maia (PSL) e Fernando Aragão (PROS), temos também Dimas Dantas (PP) que na minha visão, ele foi separado e não vejo com condições dele voltar ao ninho boca preta. Teremos que ter um candidato, vamos “sentar na mesa”, escutar o partido e apagar o fogo e então nos unir para sair só um candidato e se alguém não aderir ao grupo, esse será terceira via. Todos sabem, que terceira via ao longo da história nunca deu certo. E esse nome tem que ter aceitação do grupo e principalmente se identificar com o povo e estou pronto para unir o partido, espero que todos pensem como eu”, afirmou.

 

O deputado citou que está reunindo um grupo de jovens para que possa ocorrer uma renovação no grupo Taboquinha.

 

“Estou começando a se reunir com alguns jovens e já tenho um grupo formado por mais de 80 jovens, onde sempre realizamos reuniões. Queremos pessoas para que possa renovar e mostrar um partido com ideias jovens”, concluiu.

 

 

Se você não ouviu o programa, confira na íntegra, clicando no link a seguir e ouça agora mesmo: >>>Rádiodebate31.10.2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?