01
março

Salários de dezembro..


Professores não aceitam proposta de Edson Vieira e decidem por nova tentativa de acordo

 

Maioria deseja parcelamento em 10 vezes / Fotos: Elivaldo Araújo

 

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (01), na Câmara de Vereadores, a primeira assembleia do ano do Sindicato dos Professores Municipais (SINDUPROM). A reunião foi comandada pela professora Luciene Cordeiro, que apresentou algumas pautas para discussões, inclusive as proposta de pagamento do terço de férias e salário atrasado do mês de dezembro de 2012, que não foi pago pela gestão anterior.

 

Durante a reunião, foram expostas cinco propostas, inclusive a apresentada pelo prefeito Edson Vieira ( parcelamento da dívida em 15 vezes), que foi recusada pelos professores.

 

A proposta que foi aceita com aclamação dos professores foi o parcelamento em 10 vezes, com início dos pagamentos a partir de do mês de março.

 

Para os professores que já receberam o salário de Dezembro, os mesmos receberão o terço de férias em duas parcelas.

 

A proposta será apresentada ao prefeito, na próxima segunda-feira (04).

 

Outras pautas que foram discutidas para 2013 foram o reajuste do salário com o retroagido a partir de Janeiro; a incorporação do vencimento das aulas excedentes nos contracheques e a ajuda de custo para a locomoção dos professores.

5 Comentários

  1. Edmilda Queiroz disse:

    Tenho vergonha de como o professor é tão desvalorizado e humilhado, nesse país. Quando se quer, arranja-se jeito pra tudo, mas quando se trata do professor que trabalha de verdade, o salário é uma migalha dividida em 15 vezes!
    vergonha! falta de respeito!
    Enquanto o professor for for tratado assim, o Brasil não sai da miséria, a qual não me refiro apenas a miséria financeira, mas também a miséria da alma dessa sociedade corrupta, incluindo governo e cidadão!

    1. Júnior disse:

      Concordo com vc.

  2. Clodoaldo Barros de Queiroz disse:

    Professora, Luciene, junte-se com pais, alunos e irmãos de Profissão para também cobrar de Ed. Prefeito, que ele faça valer a Lei e provoque a Justiça para que Antonio Figueroa devolva o dinheiro que é de vocês.

  3. roberto carlos disse:

    Sindicato pelego. Fazendo cena pra dizer que peitou o prefeito.
    Essa proposta (dez ou 15 vezes) é vergonhosa. Aceitar qualquer uma delas é assumir que esse sindicato vai ser complacente com o que o prefeito quiser fazer com a educação.
    Vergonha!!!!

  4. jean disse:

    ue, nao era este o prefeito que vçs queriam agora vçs tem que engolir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?