07
maio

Ministério Público apresenta ação contra Aline Vieira por falsa denúncia de atentado


Irmã de Edson Vieira denunciou um suposto atentado no dia 31 de outubro de 2020

 

Na madrugada do dia 31 de outubro do ano passado, no município de Santa Maria do Cambucá, no Agreste, a candidata a então vereadora pelo Aline Vieira (irmã do ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira), e o então candidato a prefeito Mário Filho denunciaram uma tentativa de homicídio após um suposto atentado a tiros que teria danificado o carro de Aline.

Na ocasião, houve o registro de um boletim de ocorrência, dando conta de que dois disparos teriam atingido o para-brisa do veículo.

Após perícia realizada pela Polícia Civil, foi concluído que os tiros que atingiram o veículo de Aline teriam sido efetuados de dentro do veículo, um modelo Etios, contradizendo a versão dada por ela em denúncia, de que os disparos tinham objetivo de ceifar a vida da então candidata a vereadora.

Diante do resultado da perícia, o Ministério Público de Pernambuco ofereceu denúncia contra Aline Vieira, Mário Filho e ainda os seguranças da residência, Jairo Nascimento da Silva e Diego Leandro de Lima Cavalcanti.

Aline foi acusada por falsa comunicação de crime, Mário e Jairo foram acusados por porte ilegal de arma de fogo e Diego Leandro, por falso testemunho. Os seguranças confirmaram a versão do atentado, desmentida pela perícia.

“Constata-se, portanto, que houve, uma simulação de tentativa de homicídio por motivos eleitoreiros. através da utilização da Administração Pública”, diz trecho da denúncia oferecida pelo MPPE.

 

Fonte: Blog da Polo (blogdapolo.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?