14
outubro

Governo de Pernambuco anuncia concurso para a educação e contratação de monitores com objetivo de trazer alunos de volta a escola


O governo de Pernambuco lançou, na última quarta-feira (13), um programa de monitoria para que estudantes e outras pessoas da comunidade tragam de volta à escola pessoas que abandonaram os estudos, batizado de Monitora PE.

Além disso, dentro da rede estadual, alunos serão selecionados para dar aulas de português e matemática a colegas de classe. Nos dois casos, uma bolsa mensal deve ser disponibilizada. A iniciativa foi anunciada no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, e se divide em Monitoria de Busca Ativa e Monitoria de Aprendizagem.

O primeiro tem investimento de R$ 568 mil e visa resgatar os estudantes que, dentro do contexto da pandemia, se afastaram do ambiente escolar. Entre os critérios exigidos está à disponibilidade para jornada de 20h semanais e, preferencialmente, ser egresso da rede estadual.

Neste caso, os monitores receberão uma bolsa de R$ 800. Já o Programa Monitoria Aprendizagem tem um investimento de mais de R$ 4 milhões em 2021, com objetivo de estimular os estudantes com lacunas de aprendizagem neste momento de retomada das aulas presenciais.

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 7.128 vagas de monitor para todas as escolas do Estado. As turmas do 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio terão dois monitores, um para Língua Portuguesa e um para Matemática.

Os monitores serão alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio e receberão uma bolsa no valor de R$ 200. “Esses estudantes terão como atribuição socializar os conhecimentos com aqueles colegas que têm dificuldades em determinados conteúdos.

Para poder se candidatar à monitoria, o aluno deve ter média acima de sete e disponibilidade de tempo. Esse aluno vai passar por um processo seletivo dentro da escola para poder ser escolhido”, afirmou o secretário de Educação e Esportes, Marcelo Barros.

O governador Paulo Câmara anunciou a realização de concurso público, para contratar 3.500 novos servidores para a Secretaria de Educação e Esportes, como também o pagamento do Bônus de Desempenho Educacional (BDE) 2021, que visa premiar servidores lotados e em exercício nas unidades escolares e nas 16 Gerências Regionais de Educação (GREs) por desempenho no processo educacional e cumprimento de metas e condições estabelecidas.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


error: Copiando nosso texto?