17
outubro

Coluna


As curtinhas do Romenyck Stiffen

 

CONIDER (I): Vira e mexe voltamos ao assunto CONIDER. Em entrevista a rádio IGM, o vereador Luciano Bezerra (PSDC) afirmou que Santa Cruz não participa do CONINDER, não aprovou leis de ratificação e não houve nenhuma discussão com a cidade para inserção dela neste consórcio.

 

CONIDER (II): Vale lembrar que o consórcio foi muito explorado pelo deputado federal José Augusto Maia (PROS) nas eleições de 2014. Nas redes sociais, por exemplo, o deputado e seus correligionários chegaram a espalhar uma ata de uma reunião do CONIDER, onde Santa Cruz estaria inserido no consórcio.

 

CONIDER (III): Pela fala do deputado federal José Augusto e do vereador Luciano Bezerra, percebesse o quanto os nossos políticos sentam para conversar sobre os projetos políticos de nossa cidade. Pois Santa Cruz foi “inserida” em um consorcio que fica do outro lado da região sem um mínimo de discussão sobre o tema.

 

CONIDER (IV): Um verdadeiro carnaval foi feito em nossa cidade com máquinas de um consórcio do qual ainda vai haver um embate político e burocrático para saber se Santa Cruz fará parte ou não.

 

A FRASE: Nesse contexto, uso a frase proferida pela vereadora Narah Leandro na tribuna da casa da última quinta-feira (16), “desta política atrasada, o povo já se cansou”.

 

BASTIDORES (I): A cada dia que passa, os Bastidores da política Santa-cruzense exalam o seu odor, mas sendo de uma podridão tamanha. O que é verdade ou mentira não se sabe. Pois nem todos têm o gravador do Vereador Vânio Vieira (PSDB).

 

BASTIDORES (II): Após a gravação de Vânio comprovando a manobra para impedir a CPI dos eventos por parte do Grupo Boca-Preta; Após a cobrança de 400 mil por Parte de Silvio Costa em um suposto acordo com José Augusto, Toinho do Pará e Tâo Figueiroa; e após um suposto acordo, revelado pelo vereador Ernesto Maia (PSL), entre Dimas Dantas (PP), José Augusto, Toinho do Pará e Tão, novas revelações foram feitas na tribuna da Câmara.

 

IMPOSIÇÃO: Segundo o vereador Vânio Vieira, o nome de Júnior Gomes foi imposto pelo prefeito Edson Vieira (PSDB), mesmo a contragosto de boa parte dos vereadores. Vânio ainda afirmou que apesar de muitos, vereadores de situação, estar desejando o cargo, só será presidente quem o prefeito quiser.

 

MAIS: Já o Vereador Junior Gomes afirmou que Vânio ao receber seu primeiro cheque de Vereador teria o procurado para saber se só era aquilo e se não teria um “a mais, por fora”.

 

NEGOU: Vânio negou de imediato a afirmação de Junior e disparou “para falar de mim, o senhor tem que lavar a boca com desinfetante”.

 

ESPERANÇAS: Não podemos medir todos com uma só régua, agora uma coisa é certa a esperança vai pelo ralo com a grande maioria de nossos representantes políticos.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


error: Copiando nosso texto?