04
outubro

Quem se sabe amado não precisa fazer loucuras para provar que é alguma coisa – Por Claudionor Bezerra


“Salte daí”, disse ele, “e prove que é o Filho de Deus” (Mt.4.6, Bíblia Viva)

.

Claudionor Bezerra é Bacharel em Teologia e Especialista em Teologia e o Pensamento Religioso; pastor evangélico congregacional; Contador Especialista em Controladoria atuando como Analista Fiscal na COMPESA e Professor no curso de Ciências Contábeis na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO). Consultor e sócio na BEZERRA & ASSOCIADOS ASSESSORIA CONTÁBIL.  Casado com Mônica Vilazaro e pai de Miguel Vilazaro Bezerra.

O amor não pede sacrifícios! O amor sacrifica-se! Quem pede garantias ou faz provas para saber se é amado, nada sabe sobre amar. O amor é uma confiança silenciosa. É uma certeza que pacifica a alma. Quem se sabe amado, não realiza mais os saltos da dúvida. Mas, ainda assim, dúvida é “bixo” teimoso. Está sempre por perto. O tentador sabe disso e sabe usar isso. Há momentos onde estamos mais vulneráveis, mais fragilizados. Alguns dias atrás, por ocasião do seu batismo, Jesus ouviu a voz de Deus-Pai: “Este é o meu filho amado”.

Em seguida, o filho amado é conduzido ao deserto. Naquele lugar inóspito Satanás semeia a dúvida: “Será que realmente Ele te ama?”, “Acho que está na hora de provarmos isso”, “Salte daí”, disse ele, “e prove que é o Filho de Deus”! Para legitimar ainda mais seu discurso ele cita a Bíblia: “as Escrituras declaram: `Deus enviará seus anjos para impedirem que Se machuque”! Que tentação terrível! Você já viveu alguma situação em que duvidou do amor de Deus por você? Existem alguns “desertos” existenciais em que isso é inevitável? É preciso saber passar por estes processos com confiança plena de que somos amados. Quando alguém diz: “Se Deus me ama…” então aí já se instalou a semente da dúvida. E pasmem! Tem gente sendo instrumento do diabo com a Bíblia na mão! Incentivando, no espírito do tentador, que se faça provas desse Amor!

Nessa loucura tem gente com o dedo na Bíblia e os olhos para o céu “cobrando” de Deus as provas do amor. Não seja mais um que se “joga” nessa tolice! O Amor também nos leva aos desertos da vida. Deus está nos amando no deserto. A resposta de Jesus ao tentador não tenta justificar as razões de Deus para nos levar ao deserto. Isso porque nem sempre teremos explicações para tudo aquilo que nos ocorre. Portanto, precisamos simplesmente confiar e saber que “as Escrituras declaram: Também está escrito: Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus”! Ou seja: Confie no Amor! Onde você está agora? No deserto… na angústia, na solidão, decepcionado, sozinho, triste…! Alguém lhe feriu? Você não sabe porque as coisas chegaram até esse ponto? Eu preciso lhe dizer uma coisa: Ele te ama, Ele sempre te amou! Não duvide disso! Você não precisa dar “saltos” perigosos apenas para chamar a atenção dEle! O Amor dEle por nós dispensa qualquer comprovação. Na cruz Ele já provou tudo! Ali Ele nos amou sem ser amado! Não há maior prova de amor!

;

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


Meses Anteriores

error: Copiando nosso texto?