01
junho

As Curtinhas do Romenyck Stiffen


Protagonistas e coadjuvantes

 

Esquentou: Mesmo com a pandemia, a política de Santa Cruz do Capibaribe esquentou nas duas últimas semanas. E caso a pisada continue dessa forma, observamos quem será os protagonistas e coadjuvantes de cada grupo politico, nessas eleições de 2020, e o desafio de cada um dos pré-candidatos prefeito.

Protagonizaram: Nas duas últimas semanas, o prefeito Edson Vieira (PSDB), Alan Carneiro (PSD) e Fernando Aragão (PP) estão protagonizando verdadeiros embates políticos na cidade, graças às repercussões geradas através dos questionamentos feitos em lives realizadas pelos dois pré-candidatos a prefeito, acima citados.

São quatro: Como todos sabem, Santa Cruz tem hoje quatro pré-candidatos a prefeito, são eles: o pré-candidato do grupo de situação, Dida de Nan (PSDB), e os pré-candidatos dos grupos de oposição Alan Carneiro, Fernando Aragão e Helinho Aragão (PSB).

Dida de Nan: O pré-candidato tem o desafio de construir uma identidade política de protagonismo nessa eleição, mantendo um discurso alinhado ao do prefeito Edson Vieira. Contudo, o mesmo não vem demostrando essa habilidade nas entrevistas concedida até o momento, colocando, por vezes, o governo em verdadeira “saia justa”, além de ter suas aparições engolidas pelo forte protagonismo do prefeito Edson Vieira. Por enquanto, Dida não passa de um coadjuvante nessa pré-campanha.

Alan Carneiro: O pré-candidato vem conseguindo protagonismo no campo das oposições com seus questionamentos contundentes. Contudo, o que para muitos poderia ser um trampolim político para as eleições municipais de 2020, sua gestão no Moda Center vem sendo transformada, principalmente pelo prefeito Edson Vieira, em um verdadeiro calcanhar de Aquiles. Carneiro ainda tem o desafio de tentar manter as ideologias extremas em seu palanque, após as diversas cobranças de posicionamento mais contundentes em relação a politica nacional.

Fernando Aragão: Não é segredo pra ninguém e está muito perceptível que Fernando Aragão tem como principal desafio conquistar partidos para o seu palanque, assim como aguentar o “rolo compressor” que nomes importantes do grupo politico taboquinha, do qual ainda se diz fazer parte, direcionou contra o mesmo. Contudo, mesmo com tantas adversidades, conseguiu manter o protagonismo no campo das oposições e esquentou a política nos últimos dias, após fazer os questionamentos sobre os valores das 20 pias adquiridas pela prefeitura. O mesmo conseguiu a notoriedade de que estaria de fato fazendo oposição, em um período que as oposições vinham sendo muito questionada em sua atuação e o prefeito em alta em sua postura ao combate a COVID 19.

Helinho Aragão: Assim como o pré-candidato da situação, Dida de Nan, Helinho tem tudo para ter uma das melhores estruturas de campanhas, partidos robustos, nomes importantes da história política do grupo taboquinha ao seu lado. Contudo, consegue mergulhar como ninguém em momentos importantes, passando, assim como Dida, a ser um mero coadjuvante do grupo que o coloca como pré-candidato, ficando atrás de uma muralha liderada pela família Maia. Helinho, assim como Dida, precisa construir uma identidade política de protagonismo nessa eleição ou não conquistará o protagonismo no campo das oposições.

Cedo: Contudo, reconhecemos que ainda é cedo pra dizer quem serão os verdadeiros protagonistas e coadjuvantes das eleições municipais de 2020. Estamos, apenas, trazendo o nosso ponto de vista de momento e os desafios perceptíveis para os nossos pré-candidatos a prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?