04
julho

Artigo – Por Adriano Oliveira


SISTEMA POLÍTICO ANTIFRÁGIL

Inspirado em recente obra de Nassim Taleb, indago: O sistema político brasileiro é antifrágil? O sistema político é formado por diversas instituições, dentre as quais, os poderes Executivo e Legislativo. O termo antifrágil significa o antônimo de frágil. O frágil quebra por completo. O antifrágil não quebra por inteiro. Ele sofre estresse, mas não deixa de existir.

A Lava Jato é variável estressora do sistema político. O Ministério Público e o Poder Judiciário estressam os poderes Legislativo e Executivo. Um presidente da República sofreu impeachment. Outro foi denunciado. Parlamentares foram delatados, denunciados e presos. A Lava Jato expôs o sistema produtivo da política.

As principais peças que formam o sistema produtivo da política são: Legislativo, Executivo e setor produtivo. A Lava Jato estressou todos eles. Ao fazer isto, a Lava Jato sugere que novo sistema político nascerá. Um sistema político puro, sem corrupção. Mas existem outras possibilidades. Quais sejam: um sistema político com relativa pureza e outro impuro.

É miopia acreditar que o detergente do sistema político é a Lava Jato. O detergente limpa o sistema. Ao contrário do estresse. A Lava Jato é variável estressora. Ela não proporciona a limpeza do sistema por completo. Estressar o sistema não significa, portanto, limpar o sistema.

A diversidade de atores do sistema político e do setor produtivo denunciados pela Lava Jato revela que práticas ilícitas e outras supostamente amorais estão ossificadas no sistema político e fazem parte do sistema produtivo da política. Portanto, a diversidade e a ossificação de tais práticas impedem a limpeza por completo do sistema. Além das características da dinâmica eleitoral, em especial, a relação eleitor-candidato. Portanto, o estágio do sistema político anterior a Lava Jato, isto é, o sistema político fortemente contaminado poderá retornar em breve futuro.

O sistema político brasileiro é antifrágil. Não será a Lava Jato com a sua celeridade que o destruirá. Ela proporcionou o início da transformação do sistema político. Mas isto não significa, obrigatoriamente, que a transformação dela será contínua e rápida. Talvez, em um breve futuro, diante de outras demandas do Brasil, as quais não estão sendo enfrentadas, como a reforma da Previdência, alguém indague: valeu a pena a celeridade da Lava Jato?

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


error: Copiando nosso texto?