Aceitação de Helinho dependerá de garantias de que o PSB não abrirá mão da disputa

 

Fernando Aragão declara: “a gente rachou”. Mas tenta apaziguar aliados

 

 

 

 

 

 

Mais uma reviravolta está acontecendo no grupo Taboquinha em Santa Cruz do Capibaribe. A novela, que é tradição em todas as eleições, aponta para um novo capítulo em que o vereador Helinho Aragão é alçado para a disputa pela prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe intitulado como “opção de consenso”. O Blog do Ney Lima apurou os fatos junto a fontes e interlocutores e confirmou as informações.

 

A convocação

 

 

A convocação a Helinho Aragão foi feita pelo deputado Diogo Moraes em sua residência na tarde deste sábado (15). No encontro o deputado ensaiou a desistência da disputa em Santa Cruz do Capibaribe e apontou Helinho como alternativa para candidatura de prefeito. No bloco de apoio estão nove vereadores e o ex-deputado federal José Augusto Maia, conforme apurou o Blog.

 

Aceitação de Helinho depende de garantias de que o PSB não abrirá mão da disputa

 

Convidado pelo deputado Diogo Moraes para assumir a pré-candidatura de prefeito, Helinho Aragão está consultando a família e deverá conversar com o também pré-candidato Fernando Aragão. O anúncio da pré-candidatura dependerá de uma conversa com o governador Paulo Câmara que deverá ser pleiteada por Helinho.

O vereador pedirá garantias de que o PSB não abra mão da candidatura própria em Santa Cruz do Capibaribe e que não aceite interferências após o lançamento do seu nome.

 

Fernando Aragão declara no WhatsApp: “a gente rachou”, mas tenta apaziguar aliados

 

 

Em um áudio que circula em grupos de WhatsApp, o pré-candidato Fernando Aragão tece comentários sobre o novo cenário com a indicação de Helinho para uma pré-candidata a prefeito.

“Eu queria tá todo mundo unido pra gente trabalhar juntos. Já perdemos tempo. Mas infelizmente na política não é assim. A gente luta, luta, luta. Trabalha para um deputado. Elege ele deputado. Depois ele simplesmente querendo ser o chefe, querendo ser o dono. Ele vai embora e vai apoiar o cara (José Augusto Maia) que mais foi contra ele, não só agora, mas em outras eleições, no início da carreira dele. E infelizmente isso é a democracia, isso é a política: uns fazem de um jeito outros fazem de outro”, afirmou Fernando.

 

No áudio Fernando tenta apaziguar os aliados e admite: “Tá bom, a gente rachou. Diogo vai apresentar Helinho, segundo me disse. Vai apresentar Helinho junto com Zé Augusto, junto com quatro ou cinco vereadores. Vai apoiar Helinho para ser o pré-candidato a prefeito. Agora, vamos olhar também que o outro lado, Alan Carneiro, juntou um bocado de empresários, que hoje eu acredito que mais de 60% do percentual que Alan tem é de Boca Preta ainda, então não é só a gente”, afirmou.

 

Mais adiante, no áudio, Fernando indica que ainda acredita que o grupo estará junto, mas diz que está liderando nas pesquisas mesmo no cenário de vários candidatos, o que lhe daria segurança para permanência na disputa mesmo com a permanência do racha.

 

EXCLUSIVO

 

 

O promotor de justiça Jefson Romaniuc recomendou a exoneração imediata do servidor João Ricardo Feitosa Maia por entender haver vínculo de parentesco proibido na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe.

O entendimento se estende a todo servidor “na mesma situação de investidura sem concurso ou função gratificada ou com a autoridade nomeante até terceiro grau”, diz o trecho da recomendação.

O servidor em questão é sobrinho do vereador Ernesto Maia (PT), e primo de segundo grau do presidente da Câmara, Augusto Maia (Avante).

Em contato com o Blog o presidente da Câmara afirmou que a recomendação do Ministério Público está sendo atendida e que já teria tratado pessoalmente com o promotor de justiça aceitando em comum acordo a recomendação.

 

Inquérito

Além de recomendar o afastamento do servidor, o Ministério Público em Santa Cruz do Capibaribe instaurou um inquérito civil para apurar supostas práticas de nomeação de parentes para cargos públicos.

O promotor solicitou que a Câmara informasse quais os servidores que mantém vínculos de parentesco em até terceiro grau com vereadores. Em 2019 a filha do vereador Marlos da Cohab, Marilia Melo era funcionária da Câmara. Ela deixou o cargo para disputar uma vaga no Conselho Tutelar da cidade e foi eleita.

 

 

 

A bancada de vereadores situacionistas em Santa Cruz do Capibaribe enviou ao Blog uma nota sobre a auditoria realizada pelo Tribunal de Contas de Pernambuco e que apontou, entre outros pontos, falta de controle e possível acessos em gasto com combustíveis e diária. A nota sustenta, em suma, que os atos dos parlamentares atenderam os preceitos legais.

 

A nota não cita as suspeitas levantadas pelo relatório do TCE sobre o vereador Caetano Motos, que abasteceu o carro cinco vezes no mesmo dia com recursos da Câmara.

 

A auditoria realizada pelo Tribunal de Contas analisou dados financeiros de 2018, quando o presidente da Câmara era o vereador Zé Minhoca. O conteúdo foi divulgado por este blog.

 

 

Confira a nota na íntegra:

 

Nota à imprensa

 A bancada de situação formada pelos vereadores Zé Minhoca, Pipoca, Jéssyca, Irmão Val, Nailson Ramos, Zezin Buxin, Dr. Nanau e Caetano Motos, vem a público esclarecer alguns fatos referentes a informações divulgadas sobre a Auditoria Especial que aconteceu na Câmara de Vereadores referentes ao ano de 2018.

O relatório aponta:

  1. Que foi cumprido o percentual de despesas correntes líquidas;
  1. Foi cumprido o artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, não deixando restos a pagar nos últimos dois quadrimestres;
  1. Cumpriu o reconhecimento do RGPS (contribuição previdenciária);
  1. Cumpriu gastos com pessoal;
  1. Cumpriu o quesito transparência;

Os itens que são questionados pela auditoria, versam sobre as despesas com combustível e com diárias. Prontamente notificados, os parlamentares têm 30 dias para apresentarem suas defesas, fato que já foi iniciado.

Desde já, os parlamentares da bancada de situação informam que a utilização dos combustíveis e das diárias foram realizados estritamente no exercício da função parlamentar e que o formulário de controle dos combustíveis utilizados, foi devidamente aprovado pelo Tribunal em gestões anteriores.

O juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior que está julgando a ação civil que apura o famoso escândalo da KMC Locadora marcou para o dia 10 de março a audiência de instrução da ação cível de improbidade administrativa.

São réus no processo: o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), servidores e ex-servidores municipais e os sócios da empresa.

Relembre o caso

O escândalo da KMC estourou em Santa Cruz do Capibaribe em 2013, quando vereadores oposicionistas denunciaram que a prefeitura da cidade teria celebrado contrato, com dispensa de licitação, envolvendo uma empresa de locação de veículos supostamente fantasma.

O Ministério Público e a Polícia Federal investigam as denúncias. O prefeito Edson Vieira e outros envolvidos tiveram os bens bloqueados pela justiça. A chefe de gabinete Áurea Priscilla Ferreira, além de integrantes da Comissão de Licitação e supostos sócios da empresa KMC Locadora também foram processados.

EXCLUSIVO

O Tribunal de Contas de Pernambuco realizou uma auditoria nas prestações de contas da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, época em que era presidida pelo vereador Zé Minhoca (PSDB). Entre os diversos pontos questionados pelos técnicos destacam-se os possíveis excessos de gastos com benefícios dos vereadores.

Os auditores chegaram ao entendimento de que o pagamento de auxílio alimentação e gastos com combustíveis foram criados como forma de compensar as perdas salariais causadas por efeito da suspensão de reajuste resultado de ações judiciais. O Blog do Ney Lima teve acesso ao relatório final da auditoria.

Pagamento de diárias

Verificou-se que as diárias pagas com viagens de vereadores estão com valores acima do que prevê a resolução 04/2006, que estabelece o pagamento conforme a distância do destino e a necessidade ou não de pernoite.

Em 2018 Câmara gastou mais de R$ 200 mil em combustíveis

Entre os diversos pontos, a auditoria verificou que a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe gastou mais de R$ 200 mil em combustíveis no ano de 2018. O montante é 28,18% a maior que o valor gasto no ano anterior.

As notas fiscais de consumo de combustível não discriminam as placas e os modelos dos veículos abastecidos “possibilitando que carros que não estejam a serviço dos gabinetes sejam beneficiados”.

Um ponto importante que pode configurar que veículos eram abastecidos de forma irregular é que por reiteradas vezes carros de parlamentares foram abastecidos duas ou mais vezes no mesmo dia, com quantidade de combustível superior a capacidade do tanque.

Carro do vereador Marlos da Cohab consta como abastecido com gasolina e diesel

Nos registros dos gastos com combustível na Câmara, consta que durante o ano de 2018 o carro do vereador Marlos da Cohab, modelo Chevrolet Blazer de placa KIC-7463 foi abastecido tanto com gasolina quanto com diesel, o que contraria a limitação mecânica do motor e sustenta a tese de que veículos não cadastrados estavam sendo abastecidos, contrariando o que prevê a lei municipal 2.664/2017.

Carro de Caetano Motos consta como abastecido cinco vezes no mesmo dia

A configuração mais emblemática está nos relatórios de gastos com combustíveis que envolve o veículo de placa OSS-3425, de posse do vereador Caetano Motos. Conforme a auditoria do TCE, o carro foi abastecido cinco vezes no mesmo dia, em 03 de março de 2018, um sábado, totalizando 138,1 litros de combustível “volume que supera qualquer tanque de combustível de veículo de passeio”, diz o relatório. A auditoria não encontrou nenhum registro de pagamento de diárias do vereador nesta data “afastando a possível justificativa consumo elevado em razão de deslocamento para fora dos limites do município”, aponta o relatório.

Contratos para fornecimento de combustível e assessoria contábil sem licitação

A auditoria realizada pelo TCE apontou ainda que o presidente da Câmara a época, vereador Zé Minhoca, prorrogou contratos para fornecimento de combustível e de assessoria contábil. Os contratos foram continuados quando deveria realizar licitação para ambos.

A gestão de Zé Minhoca é questionada ainda por não haver mecanismos de controle da frequência dos servidores a Câmara Municipal e por descumprimento de recomendações do Tribunal de Contas.

Auditores concluem que auxílio alimentação e combustível foram criados para reduzir impacto com perdas salariais

Os auditores do Tribunal de Contas de Pernambuco entenderam que os gastos com auxílio-alimentação no valor de R$ 1.200,00 por mês pago a cada vereador, somados ao aumento de gastos com verba de combustível “foram instituídos como subterfúgio para reduzir as perdas causadas pela suspensão da resolução nº 53/2016”.

A auditoria aponta que os benefícios foram criados pouco tempo após a decisão judicial que impediu os reajustes dos salários e que os valores das “verbas indenizatórias” se aproximam da diferença entre os salários pagos aos vereadores antes de sofrerem as ações judiciais.

O relatório reúne valores que segundo os auditores deveriam ser devolvidos pelo ex-presidente Zé Minhoca e pelos vereadores. Os documentos foram encaminhados para manifestação da Câmara de Santa Cruz que deverá apresentar defesa para o julgamento, que terá como relatora a conselheira Tereza Duere.

 

 

O Programa policial Rota da Notícia passará a ser acompanhado também pelos mais de 376 mil seguidores do Caruaru no Face / Espiaqui. A parceria foi confirmada nesta semana.

As transmissões simultâneas iniciam na próxima segunda-feira (27) e vão potencializar ainda mais o número de pessoas que assistem ao programa, que é produzido e gerado a partir do novo estúdio da Avant Digital, em Santa Cruz do Capibaribe.

Com apenas três semanas no ar, o programa Rota da Notícia é transmitido de segunda a sexta-feira, às 7 da manhã, pelo Portal Santa Cruz Online no Youtube e no Facebook, e transmitido pelas Rádios Vale e Toritama FM. Atualmente o programa é assistido diariamente por mais de 12 mil pessoas pela internet e ouvido por mais de 28 mil pessoas através das emissoras de rádio.

O Rota da Notícia é apresentado pelo comunicador Jota Lima. As reportagens são produzidas pelas equipes do Santa Cruz Online já em parceria com o Caruaru no Face.

Foto: Jabson Nunes.

Um homem morreu em um acidente de trânsito ocorrido durante a madrugada deste sábado (25), em Santa Cruz do Capibaribe. O fato correu no perímetro urbano da PE-160, próximo ao Moda Center Santa Cruz.

A vítima fatal foi Silvestre da Silva Faustino (28 anos) e conduzia um veículo Fiat, envolvido na colisão com um veículo de modelo AUDI, de placas de João Pessoa (PB). O carro em que a vítima estava, ficou capotado na rodovia.

Segundo testemunhas, a vítima teria realizado a volta em um posto de gasolina para atravessar a via e seguir destino Centro da cidade, mas foi atingido em sua lateral pelo AUDI, e com o impacto a roda dianteira esquerda saltou.

Ainda de acordo com as informações, após o acidente todos os ocupantes do carro AUDI fugiram do local.

.

 

 

 

 

O relator da CPI do Calçadão, vereador Carlinhos da Cohab (PTB), protocolou nesta quarta-feira (15) o relatório final da CPI do Calçadão de Feiras, aberta em abril de 2019. A conclusão está sendo entregue com quase quatro meses de atraso. Por conta da morosidade, a validade do relatório é contestada, especialmente por vereadores governistas.

 

Apesar do atraso, o saldo dos trabalhos apresenta pontos que chamam a atenção: entre eles um suposto superfaturamento de mais de R$ 3,4 milhões e possíveis irregularidades nas concessões dos pontos de venda.

 

 

Relator propõe ação civil por improbidade administrativa contra o prefeito Edson Vieira

 

O relatório da CPI do Calçadão cita a conclusão de planilhas e boletins de medição da Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco que apontam para inconsistência na construção da obra com saldo a ser devolvido no valor de R$ 3.434.777,32.

 

O relatório propõe o ajuizamento de ação civil por atos de improbidade administrativa supostamente cometidos pelo prefeito Edson Vieira (PSDB).

 

 

Concessões irregulares

 

O relatório da CPI do Calçadão demonstra também que pontos de venda podem ter sido concedidos de forma irregular. O relatório cita o caso de um restaurante em que teria sido concedido sob o argumento de que “a comida era boa”, conforme afirmou o relator Carlinhos da Cohab ao Blog.

 

O relatório apontou também que uma mulher contemplada com quatro pontos de venda seria “nora do secretário linha de frente da gestão Edson Vieira, o senhor conhecido como Pedro Ramos”. Segundo a apuração da CPI os boxes nunca foram ocupados por ela.

 

 

Entrevista completa será veiculada no programa Rota da Notícia nesta quinta

 

A entrevista completa do relator da CPI, Carlinhos da Cohab será veiculada nesta quinta-feira (16), às 7 horas da manhã no Programa Rota da Notícia, gerado em vídeo nas redes pelo Santa Cruz Online e transmitido ao vivo pelas Rádios Vale e Toritama FM.

 

 

Prefeito diz que CPI perdeu prazos e que Câmara está sendo usada politicamente

 

O Blog do Ney Lima entrou em contato por telefone com o prefeito Edson Vieira. Ele acusou o vereador Carlinhos da Cohab de estar usando a Câmara de Vereadores para atuar politicamente, já que a CPI do Calçadão foi encerrada em setembro e o prazo para apresentação do relatório foi exaurido. Um pronunciamento mais detalhado será feito posteriormente.

 

 

 

O comunicador Jota Lima já tem data de retorno ao jornalismo policial. Na próxima terça-feira (7), estreia o Rota da Notícia, um programa totalmente produzido para o formato digital.

O jornalístico será veiculado pelo canal Santa Cruz Online no Facebook e transmitido simultaneamente pelas rádios Vale FM (91,7 MHz) e Toritama FM (104,9 MHz), das 7h às 8h.

Uma completa equipe de reportagem já está pronta para cobrir os principais fatos da área policial nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Caruaru, Taquaritinga do Norte, Brejo da Madre de Deus e Jataúba.

A assinatura do conteúdo é da Avant Digital.

 

 

O advogado André Tadeu está preparando uma nova ação popular com a intenção de anular os efeitos da lei municipal, aprovada neste mês de dezembro em Santa Cruz do Capibaribe, que prevê o aumento dos salários de vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. A intenção foi revelada em entrevista exclusiva ao Blog do Ney Lima.

A votação realizada na Câmara de Vereadores o aumentou o salário dos vereadores do município para a Legislatura 2021/2024 de R$ 6.200,00 para 12.661,00. A mesma votação decidiu que o salário do prefeito passará de R$ 12 mil para R$ 20 mil. Já o vice-prefeito receberá R$ 13 mil, e os secretários receberão R$ 9.500.

O salário que os vereadores recebem atualmente é o mesmo valor que era pago em 2009. Isso ocorreu porque a justiça determinou a anulação das leis que fixaram os salários nas últimas legislaturas, considerando que elas foram editadas fora do prazo previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. As ações foram editadas advogado André Tadeu.

 

 

Presidente da Câmara não poderia ter votado, diz André Tadeu

 

 

André Tadeu defende que o presidente da Câmara, Augusto Maia, não poderia ter votado na matéria que fixou os salários, isso porque o regimento interno da Câmara prevê situações específicas para que o presidente se posicione como nos casos de quórum de maioria absoluta e de dois terços ou voto de minerva em necessidade de desempate.

Para André Tadeu, o dispositivo que alterou os subsídios dos vereadores, prefeito e vice-prefeito trata-se de lei ordinária e nesse tipo de matéria o presidente da Câmara não poderia ter votado.

André Tadeu acusa ainda que a Constituição Estadual determina que os subsídios sejam fixados no último ano da legislatura. Outro ponto questionado por Tadeu é que o percentual de reajuste aplicado para os novos suicídios deveria ter como base o valor de R$ 6.200,00, definido pela lei editada em 2008, que já as fixações posteriores foram anuladas.

 

 

Candidatura em São Caetano

 

 

O Blog do Ney Lima entrevistou André Tadeu quanto sobre a intenção de contestar o aumento de subsídio em Santa Cruz e aproveitou para questiona-lo sobre sua pretensão política já anunciada para a cidade de São Caetano, onde André disputará uma vaga de vereador apoiado pelo ex-prefeito Dr. Neves.

 

 

Ouça a entrevista completa disponibilizada abaixo:

 

 

 

 

 

Errata: Após a gravação dessa entrevista o advogado André Tadeu voltou a entrar em contato com o Blog para explicar que se equivocou quando citou o artigo 83, parágrafo 3º da Constituição Estadual. Segundo ele, o artigo correto seria o 88, parágrafo 3º, que trata sobre os procedimentos para fixação dos subsídios de prefeito, vice-prefeito e vereadores. André afirmou ainda que a emenda constitucional nº 16 contida nos texto é questionável com base em decisões do Supremo Tribunal Federal, por ter sido de autoria do Poder Executivo do Estado.

 

 

 

A comunicadora Alena Bezerra está preparando o formato do seu novo programa diário que será veiculado pela Rádio Vale FM, 91,7 MHz, com estreia prevista para o mês de janeiro.

O programa Moda Mix vai renuir músicas de sucesso, moda e notícias, sendo voltado para todos os públicos.

Com 20 anos de idade, Alena vem se destacando na comunicação do Agreste de Pernambuco, com passagens pelas rádios Riacho FM, em Riacho das Almas, e Polo FM, em Santa Cruz do Capibaribe.

 

Projeto Moda Mix

O programa Moda Mix fará parte de um projeto desenvolvido e produzido pela Avant Digital. Dentre o “mix” de conteúdo está o programa Vitrine da Moda, que a partir de janeiro passará a se chamar também de Moda Mix. A versão continuará a ser veiculada pela TV Asa Branca e também terá apresentação de Alena Bezerra.

 

 

O juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior negou um pedido de liminar em uma ação popular de autoria do advogado André Tadeu que pretendia suspender o auxílio alimentação no valor de R$ 1.200,00 mensais pago aos vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. A decisão foi proferida na última sexta-feira (13).

O juiz entendeu que o auxílio alimentação tem caráter indenizatório e “sujeitou-se às disposições legais e constitucionais pertinentes à matéria”.

O Blog do Ney Lima tentou entrar em contato com o advogado André Tadeu para confirmar se ele ingressará com recursos, mas não obteve êxito. O juiz ainda julgará o mérito da ação.

 

 

O Ministério Público de Pernambuco ingressará com ação na Justiça pedindo a condenação com pagamento de multa e impugnação do mandato de dois conselheiros tutelares eleitos este ano em Santa Cruz do Capibaribe. Outros seis candidatos que ficaram na suplência também serão denunciados.

 

De acordo com um despacho assinado pelo promotor Lúcio Cabal, as oito pessoas publicaram em suas redes sociais fotos com políticos ou líderes religiosos durante o pleito para o Conselho Tutelar. O ato estava impedido por um termo de compromisso de ajustamento de conduta assinado por todos os candidatos envolvidos na disputa.

 

Os dois conselheiros que terão os mandatos questionados são: Marília Melo e Edimauro Torres. Os suplentes Rogério Félix, Eliane Sousa, René Atleta, Laércio Glicério e Inácia Sousa também serão denunciados na ação e em caso de condenação poderão ficar impedidos de assumir os cargos.

A ação civil pública será apresentada à Justiça nos próximos dias.

 

 

 

 

O domingo ensolarado terá a combinação perfeita de música ao vivo e piscina em Taquaritinga do Norte. O Hotel Fazenda contará com a presença da cantora Poliana Siria. O espaço pode ser reservado para day use e conta com sala de jogos, ordenha no curral, piscina, bar, restaurante e muito mais!

Para informações ligue: 99617-2974 ou 99966-7542.

 

 

A justiça aceitou a denúncia do Ministério Público de Pernambuco e tornou o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), réu por improbidade administrativa. A decisão do juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior foi publicada ontem (05).

 

O Ministério Público acusa Edson Vieira de descumprir o limite de despesa com pessoal e contratação irregular de servidores temporário, tendo como base a análise das prestações de contas da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe referentes ao ano de 2016.

 

“Há fortes indícios de que o demandado realmente praticou os atos de improbidade administrativa, os quais giraram em torno de violação aos princípios da administração pública, burla a regra do concurso público (…), bem como dano ao erário, na medida em que não respeitou o limite de gastos com despesa  de pessoal imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, expressou o magistrado ao aceitar a denúncia.

 

O prefeito Edson Vieira ainda não foi comunicado sobre a decisão. Procurada pelo Blog, a assessoria afirmou que os esclarecimentos serão prestados posteriormente.

 

 

O deputado estadual Diogo Moraes vai mesmo disputar a prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe em 2020, pelo menos é o que indica boa parte dos membros do PSB (Partido Socialista Brasileiro) no estado e a alta cúpula do Palácio do Campo das Princesas.

Nos últimos dias o Blog do Ney Lima conversou com diversas fontes da política municipal e estadual. Jornalistas que acompanham os bastidores da Alepe e do Governo do Estado também foram ouvidos.

Se em Santa Cruz do Capibaribe a questão ainda é tratada com ressalvas, na Capital o diálogo é aberto. Diogo será o candidato do PSB. Ainda mais clara é a posição do Palácio do Campo das Princesas de onde a candidatura está sendo determinada, claro, atendendo também ao desejo do próprio Diogo. O presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz, Augusto Maia, será o indicado para disputar o cargo de vice-prefeito.

 

 

Estratégia será pautar conquistas

 

 

A estratégia que será usada na defesa do nome de Diogo Moraes será a pauta em conquistas. Os apoiadores vão listar obras como a duplicação da PE-160, escola técnica, obras da adutora do Alto do Capibaribe, redução do ICMS, estação de tratamento de esgotos, entre outras, para defender que Diogo teve o melhor desempenho dentre todos os deputados estaduais já eleitos pelo município de Santa Cruz ao longo da história.

 

 

Candidatura será emplacada mesmo sem recuo de Fernando Aragão e oposição poderá ir dividida para 2020

 

 

Um aspecto importante pesquisado pelo Blog foi quanto a possibilidade da candidatura de Diogo Moraes ser viabilizada independentemente da confirmação da candidatura de Fernando Aragão.

Políticos de Santa Cruz do Capibaribe manifestam, em tese, o desejo pela união do grupo com apenas uma candidatura, mas nos bastidores do Palácio do Campo das Princesas a questão é tratada de forma bem diferente e uma possível candidatura de Diogo Moraes agora independe do posicionamento de Fernando Aragão.

A leitura que se faz no Palácio é que a maior parte dos políticos de oposição ao prefeito Edson Vieira estará com Diogo, o que colocaria o bloco que apoia Fernando Aragão em absoluta desvantagem.

Durante o encontro foram filiadas cerca de 200 pessoas

 

 

 Fotos: Edson Arruda

 

“O PSDB é um partido que tem passado, tem presente e tem futuro. Vamos para as ruas conversar com as pessoas, dialogar. Vamos chegar mais fortes e unidos em 2020”, esse foi o convite da presidente estadual do PSDB e deputada, Alessandra Vieira, durante o Movimento 45 que chegou, neste sábado, 30, em sua terra natal, Santa Cruz do Capibaribe.

Durante o encontro que lotou um clube da cidade, cerca de 200 pessoas se filiaram ao PSDB. “Estamos em um novo momento. E o dia de hoje é um exemplo disso. O Movimento 45 veio para ficar. O PSDB já fez muito por Pernambuco e vai continuar fazendo”, destacou a presidente.

O anfitrião, prefeito Edson Vieira, detalhou diversas ações realizadas pela prefeitura durante os últimos sete anos. “É deste time do PSDB que sairá o nosso candidato à prefeitura. Um grupo que vai continuar melhorando a vida do nosso povo”, disse Edson ao lado do prefeito de São Joaquim do Monte, Joãozinho Tenório, e do vereador e presidente da Juventude PSDB-PE, Klemerson Pipoca, vereadores e líderes do município.

Na ocasião, a presidente Alessandra Vieira abonou a filiação do vice-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Dida de Nan e dos empresários Zé Cueca e Neto do Cotton.PSDB dá start na corrida pré-eleitoral com grande movimento em Santa Cruz do Capibaribe

 

 

 

 

 

Atual vice-prefeito Dida de Nan é o que mais cresce nos bastidores

 

 

 

 

 

O nome que irá disputar a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe pelo grupo situacionista será definido e anunciado no próximo dia 29 de dezembro, data em que se comemora o aniversário da cidade. A informação foi confirmada ao Blog por agentes envolvidos na disputa.

 

                As pesquisas e o potencial de aglutinação político serão levados em consideração, mas será o prefeito Edson Vieira o dono da palavra e da escolha.

                Os nomes colocados à disposição para a disputa são: Dr. Nanau, Zé Cueca, Joselito Pedro, Neto do Cóton e o atual vice-prefeito Dida de Nan.

 

                Por muito tempo Joselito Pedro se destacou pelas movimentações de bastidores e até então tem sido apontando como preferido pelo prefeito Edson para concorrer à sucessão, mas o nome do vice-prefeito Dida de Nan vem crescendo fortemente.

 

                Informações obtidas pelo blog revelam que Dida de Nan aparece com maior força em pesquisas, o que teria feito com que o governo avaliasse com maior atenção o seu nome. No próximo sábado, dia 30, Dida estará se filiando ao PSDB, um passo importante para consolidar uma possível candidatura.

Auditoria do TCE levantou suspeita sobre contratação empresa de informática

 

 

 

 

 

 

As contas da gestão do deputado estadual Diogo Moraes (PSB), que ocupou o cargo de Primeiro Secretário da Assembleia Legislativa de Pernambuco e de Guilherme Uchoa (in memorian) que ocupou o cargo de presidente estão sendo questionadas no Tribunal de Contas de Pernambuco.

 

No último dia 30 de outubro a conselheira substituta Alda Magalhães, relatora do processo, votou pela rejeição das contas da Assembleia Legislativa de 2016. O conselheiro Carlos Neves pediu vistas logo após o voto da relatora. A matéria ainda não tem data para retornar ao julgamento.

 

Levantamento do TCE apontou suspeitas em contratação de empresa de informática

 

O Blog do Ney Lima teve acesso ao conteúdo do processo que analisa as prestações de contas de 2016 da Assembleia Legislativa, quando Diogo Moraes ocupava o cargo de primeiro secretário. Entre os pontos questionados pela conselheira do TCE destaca-se a contratação da empresa Sistematech Informática Aireli – ME.

 

De acordo com o Ministério Público de Contas, a Alepe teria celebrado o contrato para a implantação do “Projeto de Modernização Administrativa” por adesão a uma ata de registro de preços da Assembleia Legislativa do Tocantins. A auditoria do Tribunal de Contas acusa que o procedimento é ilegal, embora a assessoria jurídica da Alepe defenda a legalidade do ato.

 

Auditoria questiona que serviços da empresa Sistematech podem não ter sido realizados

 

A auditoria realizada pelo Tribunal de Contas de Pernambuco aponta para a “existência de indícios consideráveis” de que os serviços contratados da empresa Sistematech não foram realizados na Alepe.

 

Os técnicos do TCE identificaram que a contratação da empresa se deu frente a uma concorrência com outra empresa do mesmo grupo. A auditoria também identificou “a ausência de localização das empresas nos endereços mencionados em seus atos constitutivos” na cidade de Lagoa do Carro.

Outro ponto que chamou a atenção dos técnicos é que a Prefeitura de Lagoa do Carro não teria ativado a autorização para emissão de notas fiscais. O levantamento apontou também inconsistência nos balanços contábeis da empresa.

 

O contrato da Alepe com a Sistematech foi orçado em R$ 5.590.000,00. O contrato chegou a ser renovado e mais de R$ 17 milhões foram empenhados.

 

Procurador entende que elementos não comprovam se serviços foram ou não prestados e pede abertura de auditoria especial e multa para o deputado Diogo Moraes

 

O procurador do Ministério Público de Contas, Ricardo Alexandre, afirmou em seu parecer que nos autos do processo não há elementos que comprovem que os serviços contratados pela Alelpe junto a empresa Sistematech foram ou não realizados e sugeriu a abertura de uma auditoria especial para que a apuração seja aprofundada.

 

Ricardo pediu o reconhecimento de irregularidades durante a gestão de Uchoa (in memoriam) e Diogo Moraes, indicando que sejam imputadas multas ao deputado Diogo, especialmente por ter assinado a renovação contratual de serviços com a empresa Sistematech, o que teria contrariado os limites de gastos previstos pela Lei de Responsabilidade Fiscal para contratos considerados como “serviços não contínuos”.

 

O que diz a defesa da ALEPE

 

 

 

A defesa da Assembleia Legislativa afirmou ao Tribunal de Contas que as denúncias contidas no relatório relacionadas a empresa Sistematech “escapam à responsabilidade da Alepe”, considerando que “o objeto do contrato foi devidamente entregue e cujo desenvolvimento não depende de sede fixa próxima, entende que compete unicamente à empresa explicar a ausência de funcionamento nos endereços indicados em seus atos constitutivos”. A defesa da Alepe alegou também que caberia a empresa explicar sobre a não autorização da prefeitura local para emissão de notas fiscais.

 

O que diz a defesa da Sistematech

 

Em suma, a empresa Sistematech afirmou em sua defesa que o serviço contratado pela Alepe foi “incontestavelmente entregue”. Disse que a empresa opera no Porto Digital e que houve erro da Prefeitura de Lagoa do Carro quanto a ausência de autorização para emissão de notas. Sobre a inconsistência no balanço financeiro, a empresa apontou como “um erro cometido pela contabilidade da empresa”.

 

As prestações de contas de 2016 da Assembléia Legislativa de Pernambuco seguem para a avaliação dos demais conselheiros, após a devolução do pedido de vistas.

 

Mais de 50 pessoas foram filiadas ao partido

 

 

 

 

O pré-candidato Alan Carneiro vem demonstrando sinais de forte estatura política em Santa Cruz do Capibaribe. Desta vez, Alan reuniu diversas pessoas em um evento do PSD (Partido Social Democrático). Segundo os organizadores, mais de 300 pessoas passaram pelo encontro que aconteceu no Espaço Viventy.

 

O ato contou com 50 novas filiações, entre elas a do próprio Alan, que pretende disputar a prefeitura na eleição do ano que se aproxima. Pré-candidatos a vereadores e lideranças populares de Santa Cruz e cidades vizinhas estiveram presentes, com destaque para o deputado federal André de Paula, presidente da legenda no estado.

 

O projeto defendido pelo grupo é tido como terceira opção, fugindo dos grupos políticos tradicionais da cidade. Historicamente grupos de terceira via não lograram êxito nas eleições municipais, mas os movimentos que se formam para 2020, até então, apontam para um cenário de maior disputa.

 

 

 

 

 

Empresa responsável afirma que ainda não foi notificada, mas que arcará com a devolução da venda das cartelas e recorrerá da decisão

O sorteio do Capibaribe da Sorte que estava previsto para acontecer neste domingo (10) foi proibido pela Justiça. A decisão liminar foi do juiz da comarca de Toritama, Tiago Meireles. Os efeitos são válidos para todas as cidades.

A ação foi protocolada pelo Ministério Público de Pernambuco, através do promotor Vinícius Costa e Silva, que apontou que uma instituição social beneficiada com a venda do título não possui uma documentação necessária para regulamentação do produto que envolve premiação. No sorteio deste domingo estavam previstos prêmios em dinheiro e um carro.

O Blog entrou em contato com a empresa responsável pelo Capibaribe da Sorte que informou ainda não ter sido notificada sobre a decisão, mas que irá arcar com a devolução dos valores obtidos com a venda de cartelas e recorrerá da decisão.

 

 

 

Sete meses após a abertura dos trabalhos, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga indícios de mau uso de recursos públicos na construção do calçadão de feiras Miguel Arraes de Alencar ainda não teve conclusão, em Santa Cruz do Capibaribe. O prazo para finalização dos trabalhos, incluindo a prorrogação regimental, foi exaurido em 23 de setembro último. Até agora o relatório final não foi apresentado pelo relator Carlinhos da Cohab.

Recentemente houve tentativa para que o prazo de finalização da CPI fosse novamente prorrogado, mas sem sucesso. Em contato com o Blog do Ney Lima, o vereador Marlos da Cohab, presidente da CPI, afirmou não ter certeza se o relatório será entregue até a próxima semana.

Entramos em contato com o relator, Carlinhos da Cohab, que estipulou um prazo de até 20 dias para e apresentação do relatório, afirmando que estará se reunindo com advogados para formular o parecer. O vereador tentou justificar dizendo que alguns documentos, obtidos através de ação de busca e apreensão só chegaram a Câmara nos últimos dias.

 

Apresentação de relatório final fora do prazo de validade da CPI pode ser contestada

 

 

Sobre a não apresentação do relatório final, a vereadora governista Jéssica Cavalcanti declarou ao Blog que o seu efeito, caso ainda venha a ser apresentado, será nulo, considerando o prazo de validade da CPI.

A tese defendida pela vereadora Jéssica é amplamente discutida em situações semelhantes em várias partes do Brasil.

Advogados e ex-parlamentares ouvidos pelo Blog apontaram que para efeito de encaminhamento de denúncia ao Ministério Público, caso os trabalhos da CPI apontem provas materializadas do mau uso de dinheiro público, o relatório final terá validade sim, bastando para isso à confirmação do ato em plenário. Para alguns, o fato do vereador Carlinhos da Cohab ainda não ter apresentado o relatório final pode configurar ato de prevaricação.

Em outra legislatura, uma CPI que também investigava a construção do Calçadão não teve o seu relatório apresentado. Na época, o vereador Zé Minhoca que presidia a CPI não colocou o parecer em votação, a época formulado pelo vereador Luciano Bezerra.

A CPI do Calçadão teve início em 26 de março de 2019. Durante os trabalhos poucos fatos importantes foram evidenciados, exceto as ações judiciais com pedido de busca e apreensão de documentos na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe. A Comissão foi acusada por diversas vezes de sair do foco do assunto pretendido na instauração dos trabalhos.

 

O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe e ex-deputado federal José Augusto Maia está internado, desde a noite desta segunda-feira (04), no Hospital da Unimed, em Caruaru. Ele foi levado a unidade após se queixar de fortes dores na cabeça.

Com a realização de exames, foi identificado a existência de um coágulo de sangue na cabeça, que precisará ser desobstruído a partir de uma intervenção cirúrgica.

O Blog conversou com o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz, Augusto Maia, que é filho de José Augusto. Ele afirmou que o ex-prefeito está bem e segue internado. Ainda não há definição sobre o momento para a realização da cirurgia.

 

Possivelmente o pré-candidato a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fernando Aragão (PP), está vivendo o momento político mais decisivo da sua história e, diferentemente de muitos movimentos feitos no passado, desta vez tem tomado decisões assertivas.

 

Explico: Fernando Aragão é aquele que no passado rompeu quando não deveria ter rompido e permaneceu aliado quando deveria ter se afastado.

 

Em 2019 o registro está sendo diferente. O baixinho vem se agigantando e, por certo, aprendeu a enfrentar os riscos. Pensou, planejou e agiu com estratégia.

 

Poucos personagens políticos conseguiram êxito sem antes provarem o sabor amargo da divisão. Assim se deu o início da era José Augusto Maia e assim ocorreu no início da era Edson Vieira.

Diante de um cenário de incertezas, a aceitação do convite de filiação do Partido Progressista não foi uma mera opção. Foi questão de sobrevivência política.

 

Em seu grupo, a pré-candidatura a prefeito de José Augusto Maia nada mais é do que mera demarcação provisória de espaço. Já o Diogo Moraes aparenta deixar seu nome à deriva. Sem um projeto, sem uma ideia, sem um plano.

 

Mesmo que o cenário mude, 2019 já vai se consolidando como o ano em que a estatura política de Fernando Aragão passa a ser vista com os olhos do absoluto respeito.

 

 

Por Ney Lima

 

 

 

Um assessor da vereadora governista Jéssyca Cavalcanti foi contemplado com uma casa popular no conjunto habitacional Loteamento Cruzeiro, construído pelo Governo Federal em Santa Cruz do Capibaribe. A contemplação final foi feita por sorteio, mas as faixas de grupos prioritários são estabelecidas por pontuação, que preveem características como residentes em áreas de risco, inscritos no programa Bolsa Família, famílias monoparentais, entre outros critérios.

A vereadora Jéssyca Cavalcanti argumentou, em um grupo de Whatsapp, que não há problema que um assessor parlamentar se inscreva e seja sorteado.

“Meus assessores se inscreveram, como todo cidadão e cidadã de Santa Cruz que teve interesse. Qual é o problema?”, questionou.

O vereador Carlinhos da Cohab entrou no debate e disse que a parlamentar terá que dar explicações ao Ministério Público, apontando que o servidor não é casado, não tem filhos e reside com a mãe.

Secretário de Habitação diz que contemplação pode estar dentro dos critérios

 

 

O Blog do Ney Lima conversou por telefone com o secretário de habitação do município, Flávio Dunda. Ele explicou que a queixa envolvendo a contemplação do assessor da vereadora Jéssyca foi apresentada pelo vereador Carlinhos da Cohab, nesta quarta-feira (09) pela manhã, e disse que não há impedimento da participação no sorteio em relação a o cargo que a pessoa ocupa.

O secretário declarou também que vai analisar a documentação apresentada, mas que as normas estabelecidas pela Caixa preveem que 15% das casas sejam sorteadas entre pessoas que obtém até um ponto, conquistado entre os critérios.

05
outubro

 

 

 

Novo Século

Banda em uma de suas apresentações no tradicional evento “Noite dos Filhos Ausentes” – Foto: Thonny Hill (arquivo)

 

Esta sexta-feira (04) é marcada por uma data histórica para Santa Cruz do Capibaribe, que são os 119 anos de fundação da Sociedade Musical Novo Século.

A entidade, que resiste ao tempo, foi fundada em 04 de outubro de 1900, quando o município ainda nem existia no papel, sendo apenas uma pequena vila pertencente a cidade de Taquaritinga do Norte.

.

 

Sociedade Musical Novo Século em 1914.

Sociedade Musical Novo Século em 1914.

Atualmente, a banda filarmônica, uma das últimas existentes na região do Polo de Confecções. A Sociedade Musical Novo Século também é conhecida pela formação de músicos talentosos ao longo de sua história, que continuaram suas carreiras, inclusive ingressando em cursos superiores de música a exemplo dos maestros Rubinaldo Catanha e Wellington Araújo e o trompetista Igor Aleixo.

A Novo Século, que também forma músicos gratuitamente desde a sua fundação em sua sede, situada na Avenida Padre Zuzinha, é mantida por sócios voluntários e também recebe uma subvenção do poder municipal, realizando apresentações não só em Santa Cruz, mas também em diversas cidades pernambucanas e em outros estados.

.

Bom público compareceu para assistir a abertura da temporada de concertos da Novo Século. Fotos: Thonny Hill.

Novo Século

novo seculo

Novo Século Orquestra animou o público ao som do frevo.

Sociedade MUsical Novo Século, em 2013..

Novo Século Orquestra é uma das atrações confirmadas para o evento de Réveillon. Imagem: Arquivo.

Sociedade Musical Novo Século irá se apresnetar na Sessão Solene. Imagem: Arquivo.

Confira o histórico da Sociedade Musical Novo Século, extraído de sua página oficial.

 

Um dia, em fins do século XIX, ou início do século XX, a meninada de Santa Cruz do Capibaribe foi surpreendida pelos acordes de alguns instrumentos musicais lá para as bandas do Serrote, sítio vizinho de onde vinham os sons.

Eram alguns santa-cruzenses, que vindos do estado do Pará, traziam consigo alguns instrumentos de bandas de música e assim queriam entrar em sua vila muito amada e querida. Aqueles rapazes eram: Amaro Vieira Rio Branco, João Viera e Xavier Joaquim. Foram eles os precursores da futura Banda de Música Novo Século.

Iniciou-se o novo século. O sêmen da futura agremiação plantado pelos irmãos Vieira e Xavier Joaquim, começou a germinar.

Em 04 de Outubro de 1900, um grupo de idealistas liderado pelo Tenente Pedro Ferreira Pedrosa, que a generosidade dos santa-cruzenses o promoveu a Capitão, e José Teodoro Aragão, carinhosamente chamado por seus conterrâneos como “Major Negrinho”, fundaram assim a agremiação que se chamou, de início, Sociedade Musical Triunfo Santacruzense.

Há alguns anos, a banda era campo exclusivo de homens. Hoje, meninos e meninas rapazes e moças integram suas fileiras ao lado de alguns veteranos, que ingressaram com a mesma idade dos que agora se iniciam.

É composta de 35 músicos, dos quais 80% jovens entre 15 e 23 anos, tendo a frente o maestro Rubinaldo Marques de Melo (Rubinaldo Catanha) um exemplo de amor a música, o qual muito orgulha os músicos em tê-lo com regente.

O atual presidente é o Sr. Ivo Aragão. Sua diretoria é composta de secretários, tesoureiro, orador e conselho fiscal e possui sua sede própria na Avenida Padre Zuzinha, 341 no centro de Santa Cruz do Capibaribe/PE, é mantida pelos sócios que contribuem com uma quantia de R$ 10,00 (dez reais) por mês e de uma subvenção municipal, dinheiro este que pagamos o salário do maestro, do procurador e damos uma ajuda de custo aos professores que dão aula para crianças e jovens que devido a contribuição social nada pagam  pelas aulas.

A Banda Novo Século, no ano de 2002, conseguiu o maior êxito em sua história que foi a gravação do primeiro CD. Destaca-se nesse trabalho o Sr. David Pereira de Lira que conseguiu durante sua gestão este grande feito que ficará registrado para sempre como um dos melhores acontecimentos da história da Novo Século.

Hoje, a Sociedade Musical Novo Século está entre as melhores bandas de música de Pernambuco. Graças ao trabalho conjunto do presidente, diretoria, do maestro Rubinaldo Catanha e nossos músicos que se esforçam, e estudam, para executar o repertório com toda dinâmica exigida pelo regente, levando assim aos ouvidos do público a maravilhosa qualidade de som que seus músicos emitem em seus instrumentos.

 

 

O pré-candidato a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Allan Carneiro, está em processo de escolha da sigla partidária em que pretende disputar a eleição do próximo ano. As possibilidades são PDT, DEM, PSD, PL ou PSL.

Em contato com o blog, Allan afirmou que chegou a receber convite para ingressar no PP, sigla que filiou o também pré-candidato Fernando Aragão esta semana.

Questionado se a presença do deputado Delegado Lessa no ato de filiação de Fernando mudaria seu direcionamento em Santa Cruz, Allan afirmou que não crer nessa possibilidade e que é comum ele participar do ato por fazer parte do partido.

A definição partidária de Allan deve ocorrer no mês de outubro: “Estou procurando uma sigla que me dê garantias jurídicas”, afirmou.

 

O pré-candidato a prefeito Fernando Aragão assinou sua ficha de filiação ao Partido Progressista, presidido no estado pelo deputado federal Eduardo da Fonte. Em Santa Cruz do Capibaribe o ex-vice-prefeito Dimas Dantas é quem dá as cartas no partido.

A adesão aconteceu na noite desta segunda-feira (23) na Capital Pernambucana. A tarde Fernando havia negado a possibilidade de filiação, mas acabou consagrando o ato mais tarde.

A entrada de Fernando no PP ocorre em meio a ameaça de uma candidatura do próprio sobrinho, o deputado estadual Diogo Moraes, que afirmou há poucos dias que o candidato a prefeito pela oposição no município de Santa Cruz será do PSB.

A revelia de Fernando Aragão ao partido de Paulo Câmara pode causar a reação política do palácio, mas o ato assegura a candidatura de Fernando, considerando a inconsistência do PSB pelo seu nome.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?