20
abril

Campanha de vacinação tem início em Santa Cruz do Capibaribe


IMG_7392

Nara Saraiva e Natália Gardênia, participaram do Patrulha do Agreste e falaram sobre a campanha.

 

Teve início nesta terça-feira (20) a campanha antecipada de vacinação contra o vírus H1N1, em Santa Cruz do Capibaribe. A imunização é disponibilizada nos Postos de Saúde da Família (PSF’s) e no Ambulatório Médico Especializado (AME) Infantil, das 8h às 13h.

Receberam a vacinação apenas crianças com idade entre seis meses e cinco anos, gestantes, mulheres no período até 45 dias após o parto, trabalhadores da Saúde, pessoas com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas não transmissíveis como as respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas, diabetes, transplantados, entre outras.

Nara Saraiva, Coordenadora de Vigilância de Saúde do município e Natália Gardênia, Coordenadora do programa Nacional de Imunização, participaram do Programa Patrulha do Agreste, nesta terça-feira (20), falando sobre a campanha e dando dicas para se prevenir do vírus.

 

IMG_7386

 

“Não ficar em locais abafados, higienização das mãos, não ficar colocando as mãos no rosto, não compartilhar objetos pessoais, como copos e talheres, ajudam”, disse Nara.

Ainda segundo informações da coordenadora, Santa Cruz do Capibaribe contabiliza três casos suspeitos da gripe, sem confirmações da doença. Uma delas, de um homem morto em Caruaru (VER AQUI). O caso está sob investigação, em laboratório do Pará.

Outros casos correspondem a dois pacientes de 21 e 51 anos, internados em unidades hospitalares particulares de Caruaru.

 

Reclamações

 

IMG_7389

 

Durante esta manhã, alguns populares reclamaram de uma possível falta de vacinas, em vários postos. De acordo com Natália Gardênia, apenas 24% do quantitativo total foi disponibilizado, pelo ministério, até o momento.

Em contato com a Secretaria de Saúde Municipal, foi informado que a campanha nacional inicia, de forma oficial, próximo dia 30 de abril. E que o município recebeu um percentual de vacinas que foi antecipado. No fim do mês, deverá chegar o restante do material.

Vale ressaltar que pacientes crônicos deverão levar encaminhamento médico, contendo motivo de indicação da vacina. Não podem tomar a vacina pessoas que tenham alergia grave a ovo de galinha.

 

Fotos: Thonny Hill.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Anteriores