28
fevereiro

“Foi uma traição que ele cometeu com Paulo Câmara”, diz Dimas Dantas sobre Edson Vieira


Com funções atuais no Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe), o ex-vice prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Dimas Dantas (PP), considera que não havia razões plausíveis para afastamento político do prefeito Edson Vieira (PSDB) com o governador Paulo Câmara (PSB).

Exaltando os feitos em investimentos do governador, no município, citando a rodovia PE-160, Central de Feiras e Calçadão Miguel Arraes de Alencar, Dimas avalia que o distanciamento teve motivação puramente ‘política’ (lembrando aproximação de Edson com o ex-deputado federal, Bruno Araújo).

“Foi uma traição com o governador Paulo Câmara”, declarou durante entrevista na tarde desta quinta (28), ao Programa Rádio Debate.

Dentre suas críticas ao governo municipal, Dimas considera também que “não houve avanços na educação”. Ele também foi secretário da pasta, no início da gestão do tucano.

Ego

Além de secretário e vice-prefeito, Dimas também foi presidente da Câmara de Vereadores. Questionado, afirma que existe muito ‘ego’ no atual quadro de 17 parlamentares e diz que ‘precisa melhorar’.

Não é tudo isso

Durante sua entrevista, Dimas não se resumiu apenas ao município de Santa Cruz. Em determinado momento, comentou sobre a gestão municipal de Toritama, do prefeito Edilson Tavares (MDB) e disse que ‘não é tudo isso’ e que o administrador está fazendo apenas o ‘dever de casa’.

Confira o programa Rádio Debate:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores