21
setembro

Executiva Nacional da Rede expulsa Julio Lossio do partido


A Executiva Nacional da Rede Sustentabilidade acaba de anunciar que o candidato ao Governo de Pernambuco, Julio Lóssio, está expulso da legenda. Em Brasília, 21 dos 25 membros da executiva que estavam presentes na reunião e votaram contra o ex-prefeito de Petrolina.

Antes da decisão, a Executiva Nacional divulgou um alerta informando que o candidato poderia sofrer abertura de processo disciplinar. Na próxima segunda-feira (24), o partido ingressará com uma ação no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco pela retirada da sua candidatura.

Julio Lossio disse a Folha de Pernambuco, que ainda não foi notificado pelo partido e acredita que a informação não procede.

Assim que eu for comunicado farei pronunciamento. Serei primeiro político do Brasil a ser processado por receber apoio“, disse ele.

O apoio foi divulgado na última quarta-feira (19), após encontro entre Lóssio, o postulante a deputado federal Coronel Meira (PRP) e Gilson Machado Neto (PSL), ambos apoiadores da candidatura à Presidência da República de Jair Bolsonaro (PSL).

Confira a nota de esclarecimento enviada pela assessoria do candidato:

Apesar de ainda não ter sido notificado da decisão, em relação à publicação feita no site da REDE Sustentabilidade, venho esclarecer:

A legislação garante que um filiado a partido político somente pode ser expulso por processo disciplinar em que sejam garantidos o contraditório, a ampla defesa e o devido processo legal.

Contudo, numa manifestação opressiva e antidemocrática, a REDE decidiu pela minha expulsão sumária, sem nenhum respeito a essas sagradas garantias constitucionais.

A CAMPANHA SEGUIRÁ NORMALMENTE até a decisão da Justiça Eleitoral, quem efetivamente tem competência para dar a palavra final sobre o tema e deliberar sobre eventual pedido de cancelamento de registro de candidatura.

Confio no Poder Judiciário e tenho convicção de que esse ato arbitrário será revisto pelo Egrégio Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco.

Os partidos políticos não podem pregar a democracia da “porta pra fora” e funcionar com uma ditadura da “porta pra dentro”. A democracia intrapartidária exige respeito aos direitos fundamentais dos filiados, tal como previsto na nossa valorosa Constituição.

,

Julio Lossio
.
Candidato a Governador de Pernambuco

;.C

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores