22
agosto

As curtinhas do Romenyck Stiffen


Romenyck StiffenO pedido – O Ministério Público Eleitoral, através da promotora Isabelle Barreto de Almeida, solicitou pedidos de impugnações sobre as candidaturas do vereador Toinho do Pará (PSB) e Aguinaldo Xavier (PHS), além da candidatura a prefeito de Clodoaldo Barros (PMN) e a candidata à vice-prefeita pela mesma chapa, Maria da Conceição (PMN).

Esperado – Com exceção da chapa de Clodoaldo, os pedidos de impugnação das candidaturas de Toinho do Pará (PSB) e Agnaldo Xavier (PHS) já eram esperados.

Parentesco – A Lei Eleitoral é muito clara: o tipo de parentesco de Agnaldo Xavier com o prefeito Edson Vieira (PSDB) o impossibilita de ser candidato. O ex-vereador ainda se filiou em uma sigla que, no final das contas, optou por fazer parte do palanque do prefeito, mesmo Agnaldo sendo adversário de Edson.

As contas – Já o ex-prefeito Toinho do Pará tem, em suas costas, a rejeição das contas do exercício de 2010. Na época, o TCE imputou a Toinho um débito no montante de R$551.827,00, solidariamente com o Escritório de Advocacia Bernardo Vidal Consultoria Ltda, acusado de ter feito contrato fraudulento com a Prefeitura de Santa Cruz.

Ironia – Toinho terá pela frente a necessidade de provar que é ficha limpa, mesmo levando nas costas uma conta rejeitada pelos seus atuais aliados.

Com razão – Apesar de saber que o voto na câmara é político e, na época, Toinho ser adversário do grupo que atualmente faz parte, os vereadores de situação votaram no que o Tribunal de Contas realmente recomendava.

.

As informações aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores