11
outubro

Aprovação de aumento de salários provoca protesto na Câmara de Vereadores de Santa Cruz


img_7693

Cartazes com mensagens contra o aumento foram colados na parede e na porta por onde passam os vereadores antes de subirem aos gabinetes – Fotos: Thonny Hill

Na tarde desta terça-feira (11) a Câmara de Vereadores de Santa Cruz foi alvo de um protesto contra o aumento de 23,8% nos salários dos edis.

O aumento foi votado e aprovado dois dias antes das eleições de 02 de outubro e já vale a partir da próxima legislatura, que começa a partir de janeiro de 2017 e segue até dezembro de 2020.

Atualmente cada vereador em Santa Cruz recebe R$ 8.000 e com o aumento, o valor passa para R$ 9.800,00. Os salários dos vereadores estavam sem reajustes desde janeiro de 2013.

img_7687.

img_7681.

De acordo com os manifestantes, cerca de 35 pessoas estiveram na Câmara com cartazes para conversar com os vereadores, porém a Câmara já havia encerrado seu expediente e nenhum foi localizado.

Ainda segundo eles, há o reconhecimento de que o aumento nos salários por parte dos vereadores tem embasamento legal, porém questionam o momento, segundo eles, de crise vivenciada na economia do município.

“Não estamos questionando aqui o embasamento legal para aprovar esse aumento, mas questionamos se o momento de crise que passamos cabe esse aumento. Onde fica a questão moral nesse aumento de salários?” – disse um dos manifestantes.

Integrantes do grupo também concederam entrevistas a emissora TV Jornal, onde o assunto será pauta em um dos telejornais da emissora.

.

Audiência pública deve ser solicitada para tratar o tema polêmico

Ainda de acordo com manifestantes, uma reunião será realizada, as 15h, na sede da União dos Estudantes Secundaristas do município (UESCC).

A ideia é confeccionar um documento que trará, como reivindicação, a realização de uma audiência pública para discutir o aumento.

Uma petição on-line contra o aumento já possui mais de 1000 assinaturas.

.

img_7699

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Notícias Anteriores