15
março

As Curtinhas do Romenyck Stiffen


Não disse, mas vai!

Expectativa: Durante a tarde do último sábado (14/03), foi gerado uma grande expectativa sobre o pronunciamento do vereador Helinho Aragão (PTB), no programa Oposição em Ação, na Polo FM. Os aliados do projeto Maia/Moraes esperavam o anúncio incisivo da pré-candidatura do mesmo a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe.

O pronunciamento: Em conversa com alguns entusiastas do projeto, principalmente os que fazem parte da cúpula, os mesmos demonstraram certa frustração com a falta de contundência no pronunciamento do vereador. Helinho afirmou que passará por reuniões durante a semana, principalmente com membros da cúpula estadual do PSB, que serão primordial para sua decisão de se lançar Pré-candidato a prefeito.

Mas vai: Apesar de não ser contundente em seu pronunciamento, é dada como certa a pré-candidatura de Helinho, independente de PSB ou Governador. O vereador irá tentar até o último momento as garantias do PSB e Governador, mas caso não consiga, uma fonte que faz parte do projeto Moraes/Maia afirma que Helinho já comprou a ideia de se lançar candidato por outra sigla.

Destaques: O grupo Taboquinha passa na referida década por uma das maiores crises política de sua história, mas no meio desse fogo cruzado dois nomes se destacam, são eles: o vereador Carlinhos da COHAB e o Vereador Ernesto Maia, ambos, em suas alas adversas dentro do grupo, compraram a briga abertamente das pré-candidaturas de Fernando Aragão e Helinho Aragão, respectivamente.

Força: Contudo, mesmo com seu jeito exagerado e que não agrada uma boa parcela da população, o vereador Carlinhos da COHAB transborda, visivelmente, sua força política entre os eleitores da oposição. O mesmo consegue potencializar sua voz em relação ao combate do governo Edson Vieira (PSDB), e a estreia do seu programa “Oposição e Verdade”, na Santa Cruz FM, conseguiu ser um sucesso.

O racha: Por outro lado, o sucesso do programa “Oposição e Verdade” e a consolidação do programa “Oposição em Ação”, em meio à divisão dos integrantes do Grupo Taboquinha, assim como o conteúdo dos mesmos, mostra que o racha é irreversível.

Efeitos: Com eventos “espontâneos” dos grupos políticos da cidade crescendo a cada dia em malas e programas políticos itinerantes, assim como períodos de atos de filiações de lideranças importantes da cidade, faremos as seguintes perguntas: esses eventos continuarão, mesmo com a disseminação do coronavírus? Os grupos estão preocupados com seus eleitores e incentivarão os mesmos a suspenderem esses atos “espontâneos” ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?