17
outubro

Resumo da Câmara


Novas denúncias e ataques ao engavetamento das CPIs foram destaques em mais uma noite de uso da tribuna pelos vereadores

Foto: Arquivo.

A noite política de quinta-feira (16) foi marcada por mais uma rodada de discursos dos vereadores.

 

Em pauta, vários assuntos, com destaque a novas denúncias feitas pelos vereadores Vânio Vieira (PSDB) e Ernesto Maia (PSL), que focaram como alvo o engavetamento de CPIs dentro da Câmara.

 

Outro ponto que foi alvo de algumas discussões foi a o novo pedido de abertura de crédito suplementar por parte da Prefeitura Municipal, para início e finalização de duas obras de grande importância para a juventude e para a economia municipal.

 

Muitos embates pontuais e reafirmação de denúncias anteriores foram colocadas pelos vereadores e também a resposta quanto a algumas polêmicas e acontecimentos durante e após o período do primeiro turno das eleições 2014.

 

Confira o que foi dito em mais uma noite de discursos, vereador a vereador.

Zé Elias destaca requerimentos para construção de passagens molhadas em Poço Fundo

.

Abrindo a noite de discursos, o vereador Zé Elias (PTB) destacou requerimentos voltados o distrito de Poço Fundo e um a Santa Cruz do Capibaribe.

 

Nos dois primeiros, foi solicitada a construção de duas passagens molhadas naquele distrito, sendo uma na Rua João Henrique Ramos (que liga até a PE-160) e outra na Rua das Terezinhas.

 

Em seguida, ele solicitou para que o vereador Dida de Nan (PSDB) também o auxilie para cobrar da prefeitura a providência para que essas obras sejam viabilizadas.

 

No fim, o vereador citou um esgoto estourado na Rua Severina Moura de Oliveira, no Bairro São Jorge, cobrando solução para o problema que ocorre há mais de 15 dias.

 

Ronaldo Pacas desmente boatos de briga com Edson Vieira e destaca remarcação para inauguração do AME Infantil

.

Dois momentos marcaram o discurso do vereador Ronaldo Pacas (PSDC). No primeiro deles Ronaldo destacou a não inauguração do AME Infantil, que estava marcado para o último domingo (12) e foi remarcada para o início de novembro.

 

“Esperamos que esse cronograma seja cumprido já que a demanda por atendimentos é grande, mesmo com o empenho dos profissionais do Materno Infantil”, frisou.

 

Já no segundo, o vereador desmentiu boatos de que ele e o prefeito Edson Vieira (PSDB) estariam com a relação de amizade abalada por conta do posicionamento político adotado por ele nas eleições.

 

Diferente da maioria de seu grupo, Ronaldo Pacas manteve seu apoio ao deputado federal Mendonça Filho (DEM), enquanto os demais apoiavam Bruno Araújo (PSDB), citando que esses boatos teriam partido também de pessoas dentro de sua ala política.

 

Ronaldo aproveitou para dizer que seguirá com seu projeto de candidatura a presidência da Câmara para o biênio 2015-2016.

 .

.

Narah Leandro rebate declarações de Zilda Moraes sobre polêmica de bastidores nas eleições

.

No momento mais forte de seu discurso, rebateu as declarações feitas pela ex-vereadora Zilda Moraes (DEM).

 

Em entrevista concedida na Polo FM, Zilda citou que a vereadora socialista teria dito, durante as campanhas que, quem votasse em Mendonça Filho (DEM) estaria traindo o prefeito Edson Vieira (PSDB), fato que fez com que ela desafiasse a vereadora socialista a se explicar frente a frente. A ex-vereadora citou que, se fosse por trair, Narah teria traído os taboquinhas por ter mudado de ala.

 

Narah mandou seu recado, citando que seu discurso durante a campanha não era para denegrir a imagem de ninguém, que foi acolhida e eleita pelos eleitores bocas-pretas e que ter saído do grupo taboquinha não foi uma traição e sim uma liberdade de escolha.

 

“Não vou à rádio nenhuma com a senhora, pois não me submeto a trocar acusações em respeito aos ouvintes e leitores de blogs sérios que aqui tem. Só vou aos meios de comunicação para externar minhas propostas e essa política atrasada o povo já não quer mais”, frisou.

 

Fernando Aragão faz críticas ao novo pedido de crédito suplementar pela Prefeitura Municipal

.

O vereador Fernando Aragão destacou o novo pedido de suplementação orçamentária, no valor de R$ 1.600.000,00 por parte da Prefeitura para dar andamento a duas obras do município: o Centro de Iniciação ao Esporte e a construção da Central de Abastecimento, que fica no final da Avenida Teonilo Silvestre.

 

Fernando citou que não há necessidade de se liberar todos esses recursos de uma só vez, já que as obras não teriam tanto andamento e que o tempo que ainda resta até o final de ano só daria tempo para dar andamento a licitação.

 

“Deveria se diminuir bem essa proposição do prefeito para que a gente não colocasse esse dinheiro todo sem necessidade”, completando para que a Câmara fizesse uma análise profunda e não se colocasse a disposição tanto dinheiro em obras que não iniciariam.

 

Fernando citou a inauguração do Calçadão, que ainda não pode ser utilizado pelos sulanqueiros para suas atividades comerciais, que várias pessoas teriam sido cortadas do projeto e que o povo teria sido enganado, já que não houve a diminuição do valor do projeto, mesmo com o dinheiro total disponibilizado pelo Governo Estadual, com preço a vista.

 

“Esse juro que estava embutido (quando antes ele seria financiado integralmente pelos comerciantes), não dava para pagar essas bancas?! Isso não é discutido!”, frisou.

.

Luciano Bezerra destaca requerimento que solicita Audiência Pública para discussão da Mobilidade Urbana

.

A mobilidade urbana foi, mais uma vez, pauta no discurso do vereador. Recentemente, Luciano Bezerra teve seu requerimento, que solicita a Prefeitura a implantação de ciclofaixas em avenidas importantes do município, aprovado.

 

O vereador aproveitou para falar de outro requerimento, que solicita que seja realizada uma Audiência Pública que discuta as estratégias voltadas para a melhoria da mobilidade urbana e da acessibilidade.

 

“Isso vai auxiliar a Prefeitura a construir seu Plano de Mobilidade Urbana para que se possa implantar, por exemplo, o transporte de ônibus coletivo”, frisou, completando que vários bairros do município já atendem a essa necessidade.

 

A discussão, segundo Luciano, deve ser levada entre representantes de entidades, associações e população e que a construção desse plano viabilizaria recursos voltados para a área no município, sendo obrigatório estar com esse plano concluído até 2015.

 

Junior Gomes destaca ações realizadas pela Câmara durante sua gestão como presidente da Casa de Leis

.

Em tom quase de despedida, o vereador Junior Gomes (PSB) destacou ações que foram realizadas, segundo ele, pela Câmara de Vereadores durante o biênio de sua gestão.

 

O vereador destacou as parcerias entre a prefeitura e população que renderam calçamentos de 16 ruas, reforma do plenário, implantação da sala de imprensa, ampliação do programa de qualificação profissional CIDATEC e o patrocínio de atletas em várias modalidades esportivas, além da aquisição de veículos e o Portal da Transparência.

 

De acordo com o vereador, a Câmara possui um orçamento mensal de R$ 390 mil e que, segundo ele, estariam sendo bem aplicados.

“Se nós não zelássemos pelos recursos, não estávamos fazendo tudo isso”, completando que “Temos muito orgulho de fazer a gestão que estamos, com muita transparência e responsabilidade, sem deixar dúvidas de nada”, referindo-se que a Câmara tem suas receitas e despesas vigiadas pelo Tribunal de Contas de Pernambuco – TCPE.

.

Zezin Buxin destaca repercussão da troca de acusações entre Ernesto Maia e José Augusto Maia

.

No seu discurso, o líder da bancada de Oposição destacou o recente embate entre o vereador Ernesto Maia (PSL) e o deputado federal José Augusto Maia (PROS).

 

Os dois políticos discutiram forte na emissora Polo FM, depois que o vereador Ernesto trouxe a tribuna um suposto esquema que envolveria Toinho do Pará (PHS), o empresário Tão Figueiroa e José Augusto Maia para prejudicar sua campanha durante as eleições.

 

O vereador não entrou na parte político-familiar de ambos, mas destacou a parte em que José Augusto fez críticas a atual gestão de que o município estaria tendo um esvaziamento populacional, devido ao aumento da quantidade de imóveis para aluguel no município.

 

O vereador citou que tal crítica não procede, que a cidade está prosperando e que as pessoas estão saindo do aluguel, muitas delas através do programa “Minha Casa, Minha Vida”.

 

Outro ponto rebatido pelo vereador foi quanto as declarações de José Augusto sobre a farmácia do LAFEPE, onde, segundo o deputado, esta estaria fechada no município, criticando Oseas Moraes (que é diretor dessas unidades no Estado). A farmácia do LAFEPE não fechou, mas que funciona em outro endereço próximo a PE-160.

 

“O LAFEPE nunca fechou. Eu acho um absurdo, uma insensatez, usar de uma estratégia dessa para atingir uma administração que tem dado certo. É uma inverdade explícita pois é o mesmo que dizer que Santa Cruz não existe. Ele disse uma coisa impensada”, frisou.

 

Klemerson “Pipoca” destaca projeto que torna Orquestra Sanfônica de oito baixos um patrimônio imaterial

.

No seu discurso, o vereador iniciou destacando a aprovação de seu projeto, em segunda votação, que solicita o tombamento histórico da Igreja Matriz, localizada na Avenida Padre Zuzinha.

 

“Agora vamos começar os encaminhamentos junto com Gilberto (Diretor de Cultura), Junto com a Prefeitura e a Igreja para que esse projeto de tombamento da Igreja Matriz possa dar continuidade e, ai sim, valer essa Lei e ele sair do papel”, frisou.

 

Em seguida, o vereador falou sobre outro projeto, dessa vez voltada para a Orquestra Sanfônica de Oito Baixos, que solicita que a mesma se torne patrimônio imaterial do município.

 

“Ela é a única em nosso país e esse projeto tem o intuito para que ela fique como patrimônio imaterial de nossa cultura e que mostre o quanto ela é importante para a cidade e para quando os jovens que, estão juntos com essa Orquestra Sanfônica e até crianças que estão aprendendo, que ela tenha o seu determinado valor no município”, frisou.

,

Afrânio Marques destaca vitória da Chapa de continuidade no Moda Center e ampliação das discussões da LDO

.

Dois pontos nortearam o discurso do vereador pedetista. O primeiro deles foram os elogios a vitória da chapa encabeçada pelo empresário Allan Carneiro,  que pregou a continuidade dos trabalhos deixados pela antiga composição de diretores do Parque.

 

Em seguida, Afrânio (PDT) falou sobre a ampliação das discussões com a população da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que contempla os três pilares de funcionamento das leis financeiras que regem o município.

 

O vereador também aproveitou para rebater o discurso de Fernando Aragão sobre o novo pedido de crédito suplementar pela prefeitura, fazendo sua defesa para aprovação do projeto para a liberação de recursos que viabilizem, segundo ele, a implantação do Centro de Iniciação aos Esportes e a finalização da Central de Abastecimento.

 

De acordo com Afrânio, a implantação da Central de Abastecimento fará com que espaços públicos como o Mercado Público e o Açougue Público sejam liberados para construção de novas áreas.

 

Carlinhos da Cohab destaca continuidade de problemas na Casa de Apoio em Recife

.

Um dos principais pontos do seu discurso foram os problemas, segundo ele, existentes na Casa de Apoio mantida pelo município na Capital Pernambucana.

 

Para Carlinhos da Cohab (PSL), cidades de menor porte como Brejo da Madre de Deus disponibilizam uma estrutura melhor para os pacientes que buscam atendimentos médicos fora da sua cidade, inclusive com a manutenção de uma cozinheira para auxiliar na alimentação dessas pessoas.

“Vemos essa casa sucateada, esse ônibus sucateado e mais sucateado ainda está este povo, que precisa de uma saúde que não tem em Santa Cruz do Capibaribe e que está deixando a desejar”, frisou.

 

Carlinhos também fez críticas secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Bezerra e ao diretor de Feiras e Mercados, Sérgio Colino.

 

O vereador falou que solicitou ao Ministério Público para que veja o problema das mudanças de local dos pontos de comércio a feirantes do Calçadão e que irá as emissoras como estará essa questão para que, segundo ele, não aconteça a retirada de nomes como, supostamente, teria acontecido nas casas populares do Jaçanã.

.

.

Ernesto Maia denuncia excesso de gastos em estruturas usadas para realização de eventos públicos

.

O vereador enfatizou a manobra política que foi feita para engavetar a CPI dos Eventos Públicos.

 

Pedida pela bancada de Oposição, ela serviria para investigar um suposto esquema de propina para que estruturas em eventos (grids, iluminação e montagem de palcos) fossem utilizadas, além de suposto uso de dinheiro público no pagamento do aniversário solidário promovido pela primeira dama, Alessandra Vieira (PSB).

 

“Alguns fatos nos fazem refletir que, depois que eu descobri que aqui em Santa Cruz do Capibaribe, foi feita uma licitação esse ano para a contratação de empresas de execução dos serviços de locação, montagem e desmontagem de equipamentos de iluminação, sonorização, geradores e cabines sanitárias para os festejos”, destacou.

 

De acordo com Ernesto (PSL), a licitação tem valor superior a R$ 3 milhões ao longo do ano, mas que esse gasto, segundo ele, deveria ser de apenas R$ 625 mil em um total de para 50 eventos / ano.

 

Ernesto citou que não pode ter acesso ao processo licitatório porque, segundo ele, o projeto não se encontra no departamento responsável para esse fim e que a empresa ganhadora seria a mesma que foi denunciada por esquema fraudulento de eventos: Wagner Correia de Moura-ME.

 

Ernesto Maia (PSL) falou sobre as adequações que foram feitas no projeto original de duplicação da PE-160 que, segundo ele, retiraram as ciclovias que estavam previstas para o perímetro urbano e rural do município.

 

O vereador fez críticas ao vereador situacionista Luciano Bezerra (PR), que solicitou que ciclofaixas fossem implantadas nas principais avenidas do município. Para Ernesto, Luciano não teria se posicionado contra o governo pela retirada das ciclovias do projeto de duplicação da rodovia.

 

Dida de Nan faz críticas a Dimas Dantas pela iniciativa de criar um gabinete da vice-prefeitura

.

Cotado para ser um dos candidatos a presidência pelo grupo de Situação, Dida citou que o trabalho desempenhado por Junior Gomes (PSB) na presidência da Câmara esteve a contento e fez sua defesa ao mesmo em um tema polêmico: o engavetamento da CPI da Farra das Locações.

 

Para essa defesa, Dida fez menção aos supostos desvios de quase R$ 50 milhões foram apontados na auditoria realizada logo no início da gestão.

 

Dida continuou a fazer sua defesa do governo, citando as obras do calçadão. Segundo ele, os integrantes da Oposição, que estavam no Poder, não se preocuparam em melhorar as condições daquele povo nos últimos 12 anos e disse que era difícil de aceitar a denúncia de Carlinhos sobre a não manutenção dos locais dos pontos no novo Calçadão.

 

Na ultima parte, Dida fez críticas a ideia do vice-prefeito Dimas Dantas (PP) de criar um gabinete da vice-prefeitura para escutar problemas da população. O vereador insinuou que Dimas estaria querendo se promover à custa do governo, citando que ele não teria poder para resolver os problemas do município, mas que tudo teria que passar pela prefeitura.

 

“Como é que o cabra estuda e quer fazer o povo de besta?!”, frisou. Já sobre a briga entre José Augusto, Ernesto Maia e Dimas Dantas na Polo FM, o vereador citou que faltavam trabalho para os três e indagou quem dos três mentiriam mais em suas palavras.

.

Vânio Vieira revela que entregou novas gravações ao MP que atestavam manobra para engavetar as CPIs da KMC e Eventos Públicos

.

O vereador tucano partiu para o ataque contra o presidente da Câmara, o vereador Junior Gomes (PSB).

 

Vânio fez sua defesa as inciativas de Dimas Dantas em criar o gabinete da vice-prefeitura, desafiou integrantes da bancada de situação a confrontar o vice-prefeito quanto às ideias e propostas e dirigiu as palavras ao presidente da Câmara.

 

“Vossa excelência disse que eu não teria um voto… Está aqui, esse é meu título e que vota por ele sou eu. Eu tenho um voto e vossa excelência só tem um porque se tiver mais de um é trambique e digo mais: se fosse para votar em político que engaveta CPI e faz manobra, eu rasgo ele aqui agora”, frisou.

 

Continuando no ataque, Vânio citou que Junior Gomes deveria analisar suas palavras, citando que, quando era na época do pedido da CPI da Farra das Locações, teria dito que iria fazer o impossível para engavetá-la.

 

“O senhor se estressou lá na sala quando eu falei que não aceitava a questão da CPI. O senhor vem tanto falar de transparência, então porque engavetou as CPIs?!”, frisou.

 

Vânio também citou que levou suas gravações que atestavam a manobra para evitar a CPI dos Eventos ao Ministério Público e sinalizou que o caso seria investigado pelo MP.

“Um novo inquérito vai ser instaurado para se investigar tudo isso pode ter certeza que vendo essa gravação, e a outra da zoação que teve aqui dentro desta Casa, pode ter certeza que muita gente vai sentir o peso da caneta do Ministério Público”, frisou.

 

Helinho Aragão destaca necessidade de implantação do distrito industrial em Santa Cruz do Capibaribe

.

No seu discurso, o vereador Helinho Aragão (PTB) citou a necessidade de construção do Distrito Industrial no município.

 

Helinho citou que um determinado empresário do ramo de mármores e granitos do município levou sua fábrica de galpões para a cidade de Monteiro (PB) pela falta de um terreno adequado no município.

 

“Temos que lutar por uma área apropriada, que no caso é o nosso distrito industrial”, frisou.

 

Em seguida, Helinho citou a necessidade da melhoria nas políticas de mobilidade urbana como a implantação de ônibus coletivo que, segundo ele, diversos bairros no município já atendem a essa necessidade.

 

Helinho aproveitou para pedir que o nível das discussões se eleve e que os vereadores passem a discutir mais os problemas do município.

.

Galego de Mourinha enfatiza problemas com muriçocas em Santa Cruz do Capibaribe

.

No seu discurso, o vereador citou o aumento na quantidade de muriçocas nas residências, fator que incomoda a população.

 

O vereador fez um paralelo delas ao sucesso do Moda Center, citando que o parque precisa de iniciativas que partam do poder Público, especialmente nesse caso.

 

“Tudo isso também ajuda aos compradores que vem ao Moda Center, automaticamente ajudando a sua diretoria. Quando nós criticamos é porque queremos que as coisas sejam resolvidas”, frisou.

 

Em seguida, o vereador citou problemas que estão acontecendo com a Agência do Trabalho no município, citando que faltou material para emissão das carteiras de trabalho por dois ou três dias, causando transtornos aos usuários dos serviços.

 

Em seguida, o candidato parabenizou as candidaturas de João Alfredo (PT), Dimas Dantas (PP), Toinho do Pará (PHS) e Ernesto Maia (PSL).

.

“Eu quero parabenizar a todos, pois eles entraram para a história política de Santa Cruz pela sua história, coragem e bravura”, frisou.

 

Zé Minhoca faz duras críticas ao PT e rebate críticas de Ernesto Maia quanto ao funcionamento do Portal da Transparência da Prefeitura

.

Nos principais pontos de seu discurso, o vereador iniciou falando sobre as críticas de Ernesto Maia, que citou que o Portal da Transparência municipal não estaria funcionando.

 

Zé Minhoca chamou Ernesto de “equivocado” e, em um aparte, Luciano Bezerra (PR) disse que todo o portal estava com os relatórios atualizados, fator rebatido por Ernesto que buscava as licitações.

 

Em seguida, Zé Minhoca fez duras críticas ao PT, citando que o partido menosprezou a categoria dos professores, com baixos salários.

 

“Tivemos avanços extraordinários, não estou dizendo que não; mas só que PT só pôs os olhos e sua voracidade, para desviar o dinheiro público em obras faraônicas e inacabadas. Cometeu a insensatez em construir um porto em Mariel, em Cuba”, frisou.

 

Zé Minhoca citou que a saúde chegou ao fundo do poço e que a segurança seguiu pelo mesmo caminho, fazendo referências aos recentes escândalos atribuídos ao partido.

 

Deomedes Brito faz sua defesa aos governos petistas e fala sobre o problema das bancas no novo Calçadão

.

Último orador da noite, o vereador Deomedes Brito rebateu as afirmações do vereador Zé Minhoca (PSDB).

 

O petista citou que políticas para valorizar a categoria foram feitas e programas de incentivo a educação e também o acesso as universidades foi ampliado, assim como a construção de novos Campus.

 

Deomedes citou que a melhoria do padrão de vida do brasileiro melhorou, inclusive com a entrada de milhares de brasileiros na nova Classe Média.

 

“Quem mais valorizou os professores no Brasil foram Lula e Dilma, que através de programas como o FUNDEB, melhoraram e muito a vida dos professores de todo o nosso país. Lula e Dilma deram valor aos pobres. Antigamente existiam muitos mendigos pelas ruas, coisa que não existe mais”, frisou.

 

Já sobre o Calçadão, Deomedes citou que fez um requerimento citando sua preocupação com os comerciantes que não teriam condições financeiras para pagar pelas bancas de ferro do novo espaço comercial.

 

O vereador também aproveitou para cobrar reformas em quadras das escolas da rede municipal nos bairros do Santo Agostinho e Dona Lica.

2 Comentários

  1. Cezar Augusto disse:

    A Nara tem medo de ir para rádio Zilda, ela fala de voce na tribuna porque voce não tem como se defender, correu, correu, correu, nara traidora

  2. celia arruda disse:

    Parabénsssssssssssss
    Vânio Vieira, você arrazouuuuuuu, bota quente nesse ridiculo desse junior gomes, esse bebarrão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?