03
maio

Os discursos do Bregaribe


O Blog Sulanca News publicou ontem (03), uma matéria sobre o constrangimento público causado pelo uso de discursos políticos durante o evento “Bregaribe”.

 

A matéria cita que “A presença da “Senhora de Engenho” era nítida”, fazendo uma alusão que alguns políticos poderiam estar “alcoolizados”.

 

O Blog do Ney Lima teve acesso, através da Rádio Polo FM, às gravações dos discursos do deputado federal José Augusto Maia (PTB), do presidente da Câmara de Vereadores Francisco Ricardo (PSDB), do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) e por fim, do prefeito Toinho do Pará (PTB).

 

Ouça os discursos, clicando nos links abaixo, e tire suas conclusões:

 

francisquinho

 

joseaugusto

 

diogomoraes

 

toinhodopara

 

.

 

 

2 Comentários

  1. Janielson (J'son) disse:

    1. Não entedi, que foi por ‘vaias’ que DIogo parou seu Discurso(Como disse Marcondes.Talvez no video veja isso…) Entedi mais que por Toinho e a incapacidade de Diogo de falar naquele estado.

    2.Assim como bem disse Toinho, o Bregaribe TEM QUE CONTINUAR, INDEPEMDENTEMENTE DO PREFEITO.

    E para que falou…

    Para Zé >>>> Nada d+. O mesmo ”político poeta”…

    Para Diogo >>>> Sem nessecidade…Nunca Vi Diogo com idéias tão desarticuladas.

    Para Toinho >>>> Parabéns!!!

    Para Xiquinho* >>>> Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeitxa Bixeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeega !!! ( Deixa um pouco prá mim , danado..)

  2. Pensando Em Santa Cruz disse:

    Assistindo o vídeo da tal festa, o que foi aquilo? Senhor José Augusto, tenha mais etiqueta, compostura, [já lhe dei alguns votos e senti vergonha alheia como seu eleitor ao me deparar com sua entrada desconcertante e sem educação para com seus colegas políticos] como é que se invade a frente de um palco, onde tem gente falando? E toma a dianteira como se fosse a única pessoa ali em cima? Respeito sua história, mas definitivamente, o senhor “pisou na boa” e mostrou mais uma vez que não mede esforços para chamar a atenção. Defino sua entrada no palco como uma verdadeira deselegância. Comece a trabalhar boas maneiras no senhor, pois o senhor não só tem votos do povão, mas também há uma minoria que tem um maior entendimento e vota no senhor. O povo não liga pra isso, mas o senhor deve ter compostura e saber o momento exato de aparecer, declamar, interpretar o quanto mais artifícios achar necessário. Todos os políticos que se fizeram presente no palco, é claro, usaram a festa, não para o trabalhador, mas como uma maneira de postularem sua imagem em pré campanha. Uma pena que o povo santa-cruzense ,presente no evento, aceite isso de forma natural. O político é tão somente o reflexo do povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?