19
outubro

“Fizemos nada ilegal”, diz prefeito Lero sobre ação que pede redução salarial


Foto: Arquivo Janielson Santos.

O prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Lero (PR), disse estar tranquilo, em relação à ação popular que pode provocar uma grande redução nos seus salários. O processo é de autoria do advogado André Tadeu da Mota Florêncio, e pede redução também dos vencimentos do vice-prefeito, Gena Lins (PSB), vereadores e secretários de governo.

Lero falou, pela primeira vez, sobre o assunto, na manhã desta quinta-feira (19), no Programa Rádio Debate.

Diretamente de Brasília, onde participa de evento com vários prefeitos pernambucanos, ele afirmou que o corpo jurídico prepara a defesa. O gestor conversou com o presidente da Câmara, Eraldo da Pedra Preta e com o ex-presidente, Geovane Cezar, e sustenta que todos os projetos de aumento salarial, seguiram os trâmites legais.

“Nosso jurídico está ciente e estamos preparando a defesa para mostrar ao povo de Taquaritinga e a toda sociedade, que não fizemos nada ilegal”, disse.

Caso a justiça aceite o pedido, os vencimentos do prefeito cairão de R$ 20 mil para R$ 10 mil. Dos secretários pode ser proporcionalmente ainda maior, caindo dos atuais R$ 6.500,00 para R$ 2.500,00. Já dos vereadores pode diminuir de R$ 7,5 mil para R$ 4,5 mil.

O pedido tem por fundamento atos que foram aprovados pelos vereadores entre os anos de 2012 e 2016. De acordo com André Tadeu, os parlamentares não atenderam aos dispositivos previstos na Lei de Responsabilidades Fiscal e aprovaram o aumento fora do tempo permitido por lei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


error: Copiando nosso texto?