21
agosto

Especial Eleições


Especial Eleições tem participação de Fernando Aragão sobre a Eleição de 2000

 

(Foto: Monicky Araújo)

 

Nesta quarta-feira (21), o Rádio Debate teve a participação do vereador Fernando Aragão (PTB), no quadro “Especial Eleições” sobre a Eleição de 2000, quando foi candidato a prefeito por uma terceira via.

 

 

As brigas internas de 1998

 

 

Aragão lembrou que, em 1998, houve uma disputa interna pela vaga de deputado estadual entre Edson Vieira, Oseas Moraes e Zé Augusto. “Oseas não tinha condição nenhuma de sair para Federal, porque até em outras cidades que ele tinha apoiado também não teve sucesso, ficava difícil ele sair como Federal. Então ele quer voltar para deputado estadual para isso teria que desmanchar o grande acordo dele com Edson Vieira. Tiveram que trazer a figura de Zé Augusto, dizer que ele sairia para deputado estadual, com isso se formaria uma pequena confusão dentro do grupo para que Oseas fosse o salvador da pátria e dissesse que seria o estadual para manter o consenso no grupo. (…) Mas Zé Augusto já tinha crescido muito”, lembrou Fernando.

 

 

A oportunidade

 

 

As brigas internas levaram Fernando Aragão a tentar disputar, sem os grupos tradicionais, a prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe. De acordo com o vereador, o grupo da 3ª via começou com 15% das intenções de voto. “Eu fui de fato fazer aquilo que eu sempre tive vontade de fazer, que era tentar ser prefeito de Santa Cruz do Capibaribe e eu achei que era a oportunidade”, disse.

 

 

O discurso

 

 

Fernando disse ainda que fazia um discurso afirmando que era necessário que a população não deixasse o então prefeito, Ernando Silvestre, voltar à Prefeitura e que, acredita que esse discurso acabou ajudando Zé Augusto a ganhar a eleição já que, as pessoas temiam que Ernando fosse reeleito. “Acredito que até eu acabei pedindo voto para Zé Augusto, indiretamente, dizendo ao povo que não votasse e que não permitisse que Ernando voltasse para a Prefeitura”, enfatizou.

 

 

O discurso de Zé Augusto

 

 

Por sua vez, Zé Augusto dizia para as pessoas que queria Fernando Aragão ao seu lado e que ele não estava, mostrando para as pessoas que Aragão não queria estar no seu palanque. “Zé Augusto foi mais ousado. Zé Augusto tem o dom, que Deus lhe deu de voz, de saber transmitir para as pessoas, de saber fazer campanhas eleitorais (…) Zé é um bocado de coisas que faz com que ele crie”, classificou.

 

 

As propostas para a atualidade

 

 

Sobre as questões atuais, como a possível saída de Toinho do Pará do PTB, Fernando disse acreditar que essa é a solução para qualquer pessoa do grupo que queira disputar um cargo eletivo, hoje, já que o PTB precisa de uma grande demanda de votos.

 

 

“Eu acredito que qualquer candidatura do nosso bloco político que tiver de fatos às intenções de chegar à Assembleia Legislativa eu acho que passa pela saída do PTB, não que vá deixar o grupo político como um todo”, esclareceu dando alguns exemplos de futuros candidatos em 2014.

 

 

Fernando falou ainda sobre as suas próprias pretensões, informando que já está conversando com Luciana Santos, do PCdoB, para uma eventual mudança e que está tentando uma conversa com Armando Monteiro Neto para que tivesse a liberação para mudar de partido. Caso não tenha a liberação há a possibilidade de ir para um parido novo.

 

 

“Digo ao povo de Santa Cruz, principalmente aos chamados Taboquinhas, não tenham raiva de mim, não. Eu só quero bem à Santa Cruz. Se tudo o que eu fiz, eu fiz e faço pensando em Santa Cruz. Eu não penso em outra coisa na minha vida”, finalizou Fernando.

 

Se você não ouviu o programa de hoje, clique no link à seguir e escute agora:>>>> Rádio Debate 21.08.2013

 

Um Comentário

  1. IVEL disse:

    QUEM NASCEU PRA SER CAPACHO, CAPACHO SERÁ PARA O RESTO DA VIDA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


error: Copiando nosso texto?