02
setembro

CPI – Ex-secretário municipal e ex-diretor do Calçadão Miguel Arraes devem prestar depoimentos nesta segunda-feira


Dona de boxe também foi intimada para esta noite

A semana começa movimentada nos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calçadão Miguel Arraes de Alencar, que tramita na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. A CPI investiga como foram investidos os valores destinados pelo governo estadual para construção do empreendimento.

O ex-Secretário de Estratégia Urbana e Gestão, Luciano Bezerra e o ex-diretor do Calçadão, Sérgio Colino, foram intimados pelo presidente da CPI, vereador Marlos Melo, para depor nesta segunda -feira (02). Além deles, a popular Maiara Higino, que consta na lista de beneficiados das concessões de espaço, também deverá ser ouvida.

Os depoimentos estão marcados para ter início às 19h. Até o momento, a CPI ouviu apenas Anderson de Souza Silva, o popular ‘Anderson do Calçadão’ que fez a denúncia iniciando as investigações.

Desvio de foco – Na última quinta-feira (29), a líder de governo na Câmara, Jéssyca Cavalcanti, afirmou que oposicionistas estão ‘desviando totalmente o foco do objeto da CPI’. Para ela, a comissão foi protocolada para investigar o uso de verba na construção do empreendimento. Os integrantes da oposição estão empenhados em saber, entre outras coisas, quem são os proprietários de boxes e lojas e se alguém ganhou espaço de forma indevida.

De acordo com Jéssyca, a suposta ‘mudança de foco’ teria sido algo pensado e serviria como ‘cortina de fumaça’. De forma enigmática na tribuna, ela afirmou ainda que os vereadores ‘Marlos Melo e Carlinhos da Coahb saberiam os propósitos’ dessa mudança.

Obra – O Calçadão foi construído por aproximadamente 14 milhões de reais. A verba foi destinada pelo governo do estado e administrada pela prefeitura, que também ficou responsável por uma contrapartida em mão de obra.

Em 2018, parte do teto do Setor Azul cedeu em duas oportunidades, aumentando a desconfiança de irregularidade dos oposicionistas no município e do governo estadual.

A CPI tem a seguinte formação: Marlos Mello (Presidente); Carlinhos da Cohab (Relator); Jéssyca Cavalcanti (Secretária) e Ernesto Maia (Suplente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?