29
setembro

Editais da Lei Aldir Blanc 2021 contam com novidades para a classe cultural, em Pernambuco


A nova rodada de editais lançados pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) com recursos da Lei Aldir Blanc em Pernambuco, trouxe este ano algumas inovações para a classe artística e cultural, em relação ao ano passado. Além da renovação dos editais promovidos em 2020, há recortes para coletivos de periferia, premiação para técnicos, salvaguarda para circo, artesanato, cultura popular, gastronomia e povos e comunidades tradicionais. Este ano, as inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo Mapa Cultural de Pernambuco (www.mapacultural.pe.gov.br) até o dia 11 de outubro deste ano. Clique AQUI e confira os editais e seus anexos.

Este ano, a Secult-PE vai investir R$ 26,5 milhões em oito editais voltados para o financiamento de projetos culturais ou para premiar a trajetória de artistas, grupos e profissionais ligados ao setor no Estado por meio dos seguintes editais: (1) Edital de Criação, Fruição e Difusão; (2) Edital de Formação e Pesquisa; (3) Edital Prêmio de Registro Audiovisual de Saberes Tradicionais e da Cultura Popular; (4) Edital de Festivais, Mostras e Celebrações; (5) Edital Prêmio de Salvaguarda Emergencial do Artesanato, das Artes Circenses, da Cultura Popular, da Gastronomia e dos Povos e Comunidades Tradicionais; (6) Edital Técnicos da Cultura e Artes (7) Edital do Prêmio Para Iniciativas Culturais Nas Comunidades/Periferias; e (8) Aquisição de Bens e Contratação de Serviços Culturais.

Em comparação aos editais lançados ano passado pela Secult-PE, há três novidades: (1) Edital Técnicos da Cultura e Artes LAB PE 2021; (2) Edital Prêmio de Salvaguarda e Sustentabilidade Emergencial do Artesanato, das Artes Circenses, da Cultura Popular, da Gastronomia e dos Povos e Comunidades Tradicionais LAB PE 2021; e (3) Edital do Prêmio Para Iniciativas Culturais nas Comunidades/Periferias LAB PE 2021. Outro destaque é o Edital de Festivais, Mostras e Celebrações, que foi atualizado com a inclusão de celebrações artístico-culturais.

A nova rodada de editais da Lei Aldir Blanc em Pernambuco tem como um dos objetivos possibilitar a continuidade das atividades artístico-culturais, incentivando a sustentabilidade dos trabalhadores da cultura, bem como reconhecer e premiar grupos, mestres e profissionais da classe artística.

Ao todo, serão investidos R$ 26,5 milhões em oito editais promovidos pela Secult-PE e voltados para o financiamento de projetos culturais ou para premiar a trajetória de artistas, grupos, empresas e profissionais ligados ao setor no Estado. Os recursos vêm da Lei Aldir Blanc, aprovada ano passado como apoio emergencial para a classe que sofreu muito com a paralisação das atividades econômicas por conta da pandemia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 


Meses Anteriores

error: Copiando nosso texto?