15
março

Blog nas Ruas


Obras com recursos federais mostram situações opostas em Santa Cruz

 

Em andanças pelas ruas, nossa equipe flagrou dois registros que duas obras, em que recursos federais estão sendo empregados, passam por situações bem opostas em Santa Cruz.

 

O primeiro caso é uma quadra poliesportiva com palco. Orçada em R$ 1,472 milhão (para construção de outras duas),  está sendo construída nas proximidades da Creche Terezinha Figueiroa, no bairro Nova Morada, cuja conclusão está atrasada há três meses.

Apenas um caminhão está no local e nem o telhado ainda foi concluido.

 

Placa sinaliza três meses de atraso na conclusão das obras.

 

Nenhum trabalhador foi avistado no local.

 

O oposto ocorre com a Praça do PEC, também no mesmo bairro e iniciada na atual gestão.

 

Também com recursos federais, vários trabalhadores são avistados no local.

 

Lá, há vários trabalhadores promovendo a construção, que está com previsão de término até o dia 21 de agosto. Tirem suas conclusões.

2 Comentários

  1. marcelo da facçaop disse:

    ney ao lado da frente da escola joao maia os moradores fizerao um quebra mola absurdo de grande se vc poder da uma conferida pois o mesmo e um exagero de alto ok obg

  2. Jânio disse:

    Primeiro perguntar ao ex-prefeito Toinho do Pará onde está o restante da verba para a construção das outras duas quadras, e quanto ao compromisso com a população em anuciar a obra e já iniciar a mesma, no entanto, fica aqui minha opinião, será que o ex-prefeito merece voltar a ALEPE, acho que depedendo de santa cruz ñ, além de afundar a cidade sem ter se que respeito pelo dinheiro público, deixa uma herança maldita de débitos pra, assim quem ñ quer ser prefeito? pega a prefeitura ñ faz nada ou coisa alguma e depois que ver a GRANDE CAGADA (desculpas pela “CAGADA”) entrega ao próximo gestor e se for de uma lado contrário aí sim é que deixa um caos, que belos “políticos” que passaram em gestões anteriores né, Aragãozinho, Ernando Silvestre, Zé Augusto Maia e fechando com chave de ouro de tolo Toinho do Pará, aquele ” coitadinho apontador de frente de emergência, é mole ou quer mais, claro cada um tem suas dificuldades e podem cometer equívocos ou algum erro, o que não se pode é transformar esse erro em vício como foi em gestões do passado, não precisa nem ser relatado aqui que vai o resto da noite, agora é esperar pelo menos esse primeiro ano de gestão do atual prefeito e ao final desse ano cada um que votou ou ñ tire suas conclusões, vejam o antes e o depois. é isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?