30
janeiro

Artigo – Por Adriano Oliveira


A SOMBRA DE BOLSONARO

 

O ministro da Justiça Sérgio Moro deveria ler, caso não tenha lido, o livro Tormenta, da jornalista Thais Oyama. É uma bela obra, pois desmistifica o presidente Bolsonaro e evidencia a sua principal característica: o atual presidente é um homem desconfiado. Segundo a referida obra, para o presidente Bolsonaro inexiste cooperação, ou melhor, política. Existem amigos e inimigos.

Até hoje eu não sei qual foi a intenção de Sergio Moro quando decidiu servir ao atual governo. Uma vaga no STF é uma possibilidade. A conquista da presidência da República outra. Porém, o ex-magistrado deveria saber que ele e Bolsonaro disputam o mesmo eleitorado. Desde o ano passado, neste espaço, revelei, em razão da disputa silenciosa entre Sérgio Moro e o presidente da República, que a estratégia ótima para o ministro da Justiça é sair do governo caso tenha como objetivo principal vencer a próxima eleição presidencial. Se o desejo de Moro é o STF, o melhor é ficar no governo. Assim como a melhor estratégia para Bolsonaro é indicar Moro para a Suprema Corte.

Sérgio Moro pode ser um engodo eleitoral. Popularidade não representa voto. Pois Moro nunca foi político. É visto pelos eleitores como o homem da Lava Jato. Pesquisas do Datafolha divulgadas em dezembro de 2019 e em janeiro deste ano revelam que Moro é o ministro mais popular do governo e que tem alta confiança dos eleitores. Entretanto, pesquisas da Cenário Inteligência em cidades do Nordestes revelam que Moro, neste instante, influencia pouco o voto do eleitor nas eleições municipais. Ao contrário de Bolsonaro e de Lula.

Última pesquisa CNT/MDA revelou o aumento da popularidade do presidente Bolsonaro. A pesquisa também revelou que as expectativas positivas do eleitor para com a economia estão crescendo. Caso esta conjuntura continue estável ou tenha variação positiva, o atual mandatário da República continuará a ser um relevante cabo eleitoral em 2020 e um competitivo candidato em 2022. Portanto, se os eleitores de Moro e Bolsonaro são semelhantes, como bem aponta diversas pesquisas, qual são as chances de Moro em 2022?

Sérgio Moro e Bolsonaro como candidatos em 2022 é o melhor cenário para os candidatos de oposição ao bolsonarismo e ao morismo. Em particular para o candidato do PT. E uma grande oportunidade para um competidor do centro. Existem duas alternativas a Sérgio Moro neste instante: (1) ir para o STF ou (2) caso deseje disputar a próxima eleição presidencial, sair do governo e torcer para a derrocada da popularidade de Bolsonaro.

/

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Um Comentário

  1. Conceição disse:

    Ei ” professor” comunista a função e desejo do Moro foi fazer justiça na política, e desejo que consiga juntamente com o ministro da educação acabar com a pouca vergonha e alienação que é feita na cabeça de nossos jovens e crianças através de uma educação vergonhosa e ineficiente para quem deseja viver dignamente. O Diploma das universidades brasiliras de 30 anos para cá é motivo de vergonha e nao de mérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?