26
fevereiro

Estão proibidas a realização das cirurgias eletivas em Pernambuco, a partir de segunda-feira (01)

Secretário Estadual de Saúde, André Longo / Foto: Heudes Regis

 

Devido ao agravamento do número de casos de Covid-19, o governo de Pernambuco anunciou ontem (25), a suspensão de cirurgias eletivas em 63 municípios do interior do estado, que fazem parte das novas medidas restritivas.

O cancelamento das cirurgias eletivas em unidades públicas e privadas nas Regências Regionais de Saúde (Geres) Limoeiro e Caruaru, no Agreste, e Ouricuri, no Sertão se deu pela necessidade de desafogar os hospitais nas três regiões, em decorrência dos altos números de casos de coronavírus. A decisão passar a valer a partir desta segunda-feira (1°) e vai até o dia 12 de março.

De acordo com o Secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, as três regiões tiverem uma maior saturação no número de solicitações de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na região de Limoeiro, as 20 vagas de UTI ficaram lotadas em determinados momentos. Em Caruaru, tem 108 leitos de UTI, com 98% de ocupações, mesma porcentagem de Ouricuri, no Sertão.

Ainda segundo André Longo, a estado vai abrir um edital para contratar novos leitos de UTI’s, junto com a rede privada de saúde, além dos mais de 200 novos leitos que foram contratados nesta quinta-feira (25). Em sequência, o secretário informou o lançamento da plataforma Meu Exame, com site https://meuexame.saude.pe.gov.br/, para que a população tenha acesso aos resultados, sem ter a necessidade de ir ao um dos cinco centros de testagens, sob domínio do estado.

 

 

23
fevereiro

Governo de Pernambuco proíbe atividades econômicas entre 20h e 5h em 63 cidades

Santa Cruz, Brejo, Taquaritinga, Jataúba e Toritama, estão entre os municípios

;

Foto: Pedro Menezes.

Na tarde desta terça-feira (23), o Governo de Pernambuco determinou que, a partir da próxima sexta-feira (26), até o dia 10 de março, todas as atividades econômicas e sociais estarão proibidas, entre 20h e 5h.

Nos próximos dois finais de semana, as atividades estarão proibidas com um tempo maior, entre 17h e 5h, quando apenas serviços essenciais poderão continuar funcionando. A medida vale para os 63 municípios das II, IV e IX Gerências Regionais de Saúde, com sedes em Limoeiro, Caruaru e Ouricuri, respectivamente.

Segundo o Governo, o objetivo é conter o avanço da Covid-19 no Estado. A cidade de Caruaru, uma das sedes de Geres que foram colocadas dentro das restrições, registrou, em um dos principais hospitais da cidade em atendimento para a Covid-19, 100% de ocupação em leitos de UTI nesta semana.

O Governo também prorrogou a proibição de eventos em todo o estado por mais 15 dias, e suspendeu o retorno das aulas presenciais nas escolas publicas municipais até 12 de março.

Confira a lista dos municípios que estão dentro das restrições:

II Geres – Limoeiro, no Agreste

Municípios (20): Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

IV Geres – Caruaru, no Agreste

Municípios (32): Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

IX Geres – Ouricuri, no Sertão

Municípios (11): Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

 

22
fevereiro

Vacinação contra a Covid-19 completa um mês em Santa Cruz do Capibaribe com mais de 1.321 doses aplicadas

 

Imagem retirada da internet

 

Sexta-feira (19), completou um mês do início da vacinação contra a Covid-19 em Santa Cruz do Capibaribe. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até esta segunda-feira (22), 1.321 doses foram aplicadas.
Dentre os vacinados estão profissionais de saúde, do setor público e privado, maiores de 60 anos, além de idosos institucionalizados, idosos acima de 85 anos e profissionais do Lar do Idoso Santa Cruz.

A Prefeitura reforçou que a desde a última sexta-feira (19), as funerárias do município podem enviar a listagem dos profissionais, que realizam o serviço de manuseio de cadáver confirmado ou suspeito da Sindrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), para a secretaria de Saúde realizar o cadastro e posteriormente a convocação para a vacinação.
Os documentos necessários para o cadastro são a carteira de identidade, CPF e comprovante de vínculo profissional com a funerária responsável pelo envio das informações. Dúvidas podem ser tiradas através do (81) 9.8932-2182.

De acordo com os último dados, divulgado no dia 17 de fevereiro, o município contabiliza 10.957 casos notificados, 4.152 confirmados da doença, 84 óbitos, além de 6.808 casos descartados. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, 3.820 pessoas estão recuperadas da Covid-19. Os novos dados devem ser divulgados no decorrer da semana.

02
fevereiro

MPPE recomenda busca ativa de idosos acamados ou com dificuldade de locomoção para garantir direito à vacinação, em Santa Cruz

A recomendação foi direcionada à Secretaria Municipal de Saúde

;

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Santa Cruz do Capibaribe, recomendou à secretária de Saúde do município que mantenha os planos estaduais e municipais de vacinação contra à Covid-19, realize a busca ativa (através dos distritos sanitários) para localizar idosos acamados ou com dificuldade de locomoção e promova a inclusão digital de pessoas idosas sem acesso a aparelhos tecnológicos como computadores ou smartphones, evitando assim a exclusão da imunização de tais indivíduos.

Para que essa inclusão de fato ocorra, o município deverá divulgar amplamente nas mídias disponíveis, a existência de centros de atendimento, 0800, telefones fixos, ou outros mecanismos, no qual os idosos possam receber auxílio para efetivar o agendamento da vacinação contra o novo coronavírus.

Além disso, o MPPE recomendou à secretária de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe que observe a devida preferência no cronograma de vacinação (conforme estabelecido nos planos estaduais e municipais) dos idosos que residem nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), bem como dos funcionários e demais profissionais de saúde que trabalham em tais locais.

A recomendação foi firmada pelo promotor de Justiça Lúcio Carlos Malta Cabral e publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta terça-feira (02).

28
janeiro

Fábio Aragão recebe visita de homem que teve atendimento de filho prejudicado na AME Infantil

Na manhã desta quinta-feira (28), o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão (PP) recebeu em seu gabinete, o popular “Seu Chuchu”, que é o pai da criança que teve o atendimento prejudicado na madrugada da quarta-feira (27), no Ambulatório Médico Especializado (AME) Infantil.

“Reforcei com ele, o compromisso de melhorar o atendimento e manter a unidade com a porta aberta 24h. O filho dele foi atendido na mesma madrugada e graças a Deus está muito bem de saúde” – disse o gestor municipal.

O prefeito reforçou que ainda na tarde de ontem, teria se reunido com o secretário de Defesa Social, Coronel Vareda, para cobrar o reforço na segurança da AME Infantil durante as madrugadas.

Relembre o caso

Na madrugada da quarta-feira (27), um vídeo de um pai com uma criança passando mal, em frente a AME Infantil e a espera de atendimento, ganhou grande repercussão nas redes sociais, onde nele, o pai informa que chamou na unidade e ninguém o atendeu. De acordo com o pai, os profissionais estavam dentro da unidade, só que estavam dormindo.

Durante o dia, a nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, que em nota, a Secretaria de Saúde afirmou que a unidade não fica totalmente aberta durante a madrugada desde um atentado ocorrido na AME Infantil em junho do ano passado, onde criminosos atiraram contra o prédio.

26
janeiro

Furar fila da vacinação pode levar à prisão por peculato, diz MPPE

O Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), por meio do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Justiça Criminais (CAOP Criminal) e a colaboração outros promotores de Justiça, publicou, uma Nota Técnica, em que ficam tipificados os aspectos penais relacionados ao descumprimento da ordem de prioridade e outras diretrizes relacionadas à campanha nacional de vacinação. Além da Nota, também está em elaboração um protocolo de atuação que irá nortear, passo a passo, as ações para coibir os “fura filas”.

“Caso sejam constatados os fatos noticiados, o Ministério Público velará pela restauração da legalidade e responsabilização dos envolvidos”, disse o procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto de Freitas. Ainda segundo ele, a Nota procura uniformizar os procedimentos e entendimentos acerca dos crimes cometidos, respeitando, ainda, o princípio da independência funcional dos membros.

O procurador-geral de Justiça explica, ainda, que imunizar pessoas que não se enquadram “nos parâmetros estabelecidos pelas autoridades sanitárias constitui grave irregularidade, ensejando responsabilização por meio de procedimentos administrativos disciplinares, processos de improbidade administrativa e até mesmo persecução em processos criminais, podendo resultar em aplicação de multas e penas privativas de liberdade”, disse.

O documento orienta, ainda, que caso promotores de Justiça identifiquem servidores públicos, como, por exemplo, secretários de Saúde, que estejam se valendo do cargo para violar a ordem de vacinação prioritária, em interesse próprio ou alheio, que se examine a possibilidade de requerimento de medida cautelar de suspensão do exercício de função pública.

22
janeiro

Moda Center será mais rigoroso com o protocolo de segurança e distanciamento social para a realização de feiras

A partir da próxima segunda-feira (25/01), o Moda Center Santa Cruz passa a ser mais rigoroso na cobrança e fiscalização do protocolo geral e específico de segurança baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. O cenário de crescimento do número de casos no Agreste e em todo o país, o alerta das autoridades quanto à possibilidade de novo fechamento do empreendimento e a falta de colaboração das pessoas no respeito aos protocolos levaram o centro atacadista a tomar essa decisão.

Entre as medidas que serão tomadas estão a volta das barreiras de controle de acesso do público à área dos boxes e lojas; aplicação de álcool 70% nas mãos e aferição de temperatura na entrada (só será permitida a entrada de quem estiver com a temperatura em até 37.4°C). Também haverá ainda mais rigor na fiscalização para que se evitem aglomerações, especialmente no interior dos pontos comerciais. Só será permitida a entrada, a circulação e a permanência dentro do centro atacadista comerciantes e clientes que estiverem usando máscara.

Para o síndico do Moda Center Santa Cruz, se cada um não fizer a sua parte, as medidas precisarão ser ainda mais drásticas, podendo levar a um novo período de incalculáveis prejuízos econômicos para todos caso haja um novo fechamento do empreendimento.

“Pedimos a todos os frequentadores do Moda Center que continuem se tornando agentes de proteção contra a Covid-19. Vamos ser cada vez mais cuidadosos conosco e com os outros. A pandemia não acabou e ainda não temos previsão de quando haverá vacinação em massa. Clientes, condôminos, vendedores, organizadores de viagens, entregadores: todos que estão aqui no dia a dia precisam colaborar para manter o distanciamento e usar máscara rigorosamente”, alerta José Gomes Filho, síndico do Moda Center.

Desde a reabertura, em agosto de 2020, 20 pias com sabão e toalhas de papel estão instaladas ao longo das laterais e nos corredores principais para que os clientes possam realizar a higienização das mãos. As lojas e boxes foram orientados a disponibilizar álcool em gel para os clientes. O centro atacadista já disponibilizava álcool em gel nos locais onde recebe o público, como o Serviço de Atendimento ao Condômino (SAC) e recepção do Centro Administrativo. As medidas previstas podem ser complementadas e/ou alteradas a qualquer momento se houverem novas orientações dos órgãos competentes.

;

Informações da Assessoria.

31
dezembro

Ex-atleta toritamense inicia campanha em busca de valores para realização de cirurgia dentária

Foto: Elivaldo Araújo (Arquivo).

Natural da cidade de Toritama, o zagueiro Freitas “Time Grande”, Josenildo Soares Barbosa (48 anos) foi destaque no futebol português entre os anos de 1994/95 defendendo o Famalicão, e atuou também em clubes do estado de Pernambuco como Santa Cruz, Central, Porto e o Ypiranga, além do futebol paraibano e mineiro.

Freitas iniciou nesta quarta-feira (30) uma campanha para arrecadar valores em prol de uma cirurgia que o mesmo realizará nos próximos meses. Desta vez, ele terá que colocar uma placa de metal no maxilar, e para isso terá que tirar uma óssea da costela e fazer o enxerto dentário.

Segundo o ex-atleta, a cirurgia custa em torno de R$ 20 mil, e devido a urgência terá que fazê-la em um consultório particular.

“Estou pedindo a ajuda a vocês meus amigos, por que mais uma vez irei fazer uma cirurgia na boca. O valor dela é mais ou menos R$ 20 mil, tenho que fazer particular porque pelo SUS vai demorar muito e tenho que fazer essa cirurgia urgente. Como vocês me conhecem e sabem que não tenho condições de arcar com essas despesas e venho pedir essa ajuda aos amigos” – disse.

Para os que queiram realizar a doação, Freitas disponibilizou uma conta da Caixa Econômica Federal. Ele destaca que pela conta acima citada está sendo o único meio neste momento para a fazer a doação, e alerta que caso alguém queira tentar solicitar algum valor em nome dele, que não repasse. Mais informações entre em contato com o Freitas através do (81) 9.9290-3707.

Dados da conta

Agência: 2551

Operação: 001

Conta Corrente: 00023263-7

CPF: 847.566.404-00

Nome: Josenildo Soares Barbosa

14
dezembro

Profissionais da saúde de Santa Cruz enfrentam problema com o pagamento de salário, apesar da aprovação do PL de suplementação

Prefeitura informou, em nota, que situação será resolvida o mais rápido possível

Imagem: Reprodução das redes sociais

Profissionais da área da saúde de Santa Cruz do Capibaribe estão enfrentando um atraso no pagamento de parte dos salários, além da falta de materiais básicos de atendimento, como o exemplo de luvas e máscara de proteção individual. Na manhã desta segunda-feira (14), servidores protestaram em frente à Secretaria de Saúde e se deslocaram até a prefeitura e procuradoria de Santa Cruz do Capibaribe na tentativa de uma resposta pela situação enfrentada.

UPA 24 horas / Imagens: Gilvan Alves

Segundo Karine Gomes, enfermeira efetiva do município, a UPA de Santa Cruz está atendendo apenas extrema urgência e emergência, a população que deseja atendimento por outro tipo de situação está sendo orientada a retornar para casa. De acordo com a enfermeira, após o período eleitoral o quadro de funcionários da unidade de saúde foi reduzido e nesta segunda-feira ao chegarem para trabalhar não havia equipamentos básicos para atendimento, como máscaras e produtos de higiene pessoal.

Em nota a prefeitura de Santa Cruz, através da Secretaria de Saúde, informou que a situação dos salários será normalizada o mais rápido possível. De acordo com a prefeitura, não há motivo justificáveis para a paralisação no atendimento da UPA 24 horas, visto que, segundo a prefeitura, os servidores da unidade de saúde receberam os vencimentos na última sexta-feira (11). Segundo informações repassadas para a equipe de reportagem do Blog do Ney Lima, os servidores contratados não haviam recebido os salários até o momento, porém, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, essa situação foi resolvida durante a tarde.

Confira a nota na íntegra:

Nota – Situação da Saúde de Santa Cruz do Capibaribe

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretaria de Saúde informa nesta segunda-feira (14), sobre a situação da saúde pública no município.
De acordo com a secretária Pollyane Siqueira, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do município não foi desativado, porém as ambulâncias estão em manutenção e logo estarão atendendo à população.
Sobre a redução de atendimentos na UPA 24 horas (Unidade de Pronto Atendimento) devido a questões salariais, informamos que não há motivos justificáveis para a eventual paralisação, pois desde a última sexta-feira (11), os servidores desta unidade de saúde receberam seus vencimentos.
Já sobre descontos nos salários comunicamos que houve um equívoco no programa de pagamentos, com relação a gratificações legais, esta falha já está sendo corrigida e o mais rápido possível os profissionais vão receber o complemento dos seus salários.
No tocante a problemas existentes no interior da UPA de Santa Cruz do Capibaribe, ressaltamos que a unidade está passando por reforma e ampliação, inclusive nas áreas mencionadas, com zelo pelo bem público, as dificuldades estão sendo superadas.

04
dezembro

Secretário estadual de saúde revela caso suspeito de reinfecção em Santa Cruz e adia flexibilização para eventos em Pernambuco

Fotos: Heudes Regis

Em entrevista coletiva transmitida pela internet, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, falou sobre novos casos suspeitos de reinfecção no estado, mas pontuou que não há necessidade de abertura de novos hospitais de campanha em Pernambuco.

Ainda segundo o secretário, a grande parte das novas contaminações estão sendo causadas em decorrência de reuniões e encontros entre amigos, mas ressaltou que os números ainda não configuram em uma expansão no número de casos graves.

No tocante à possíveis casos de reinfecção entre pacientes do estado, o secretário afirmou que as amostras colhidas seguem no Instituto Evandro Chagas (IEC). atualmente, material de cinco pacientes pernambucanos se encontram em análise, e que nos próximos dias mais nove podem ser encaminhadas ao IEC, caso atendam aos requisitos.

Entre esses novos casos suspeitos de reinfecção, três são de pacientes de Olinda; um do Recife; um de Paulista; um de Fernando de Noronha; um de Santa Cruz do Capibaribe; um de São José do Egito; e um de Petrolina. O resultado das análises deverá ser divulgado pelo Ministério da Saúde nas próximas semanas.

Outro ponto em destaque na coletiva, foi a fala do secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, ao afirmar que a flexibilização para a realização de eventos, prevista para a próxima segunda-feira (7), foi adiada, e com isso, eventos com mais de 300 pessoas permanecem proibidos no estado.

Schwambach reforçou que a decisão foi tomada para evitar que o Estado tenha que retomar medidas mais restritivas em relação ao funcionamento das atividades.

Notícias Anteriores


 

error: Copiando nosso texto?