11
fevereiro

Perspectiva só para 2019


Vacina preventiva ao Zika Vírus pode estar no mercado em 2019, diz Ministro da Saúde

 

Vírus, que é relacionado ao grande aumento de casos de microcefalia, já foi encontrado em todos os continentes

.

Na manhã desta quinta-feira (11) o Ministro da Saúde, Marcelo Castro, divulgou em coletiva de imprensa que uma vacina preventiva ao Zika Vírus pode estar disponível no mercado até 2019.

 

De acordo com o ministro, uma parceria entre Estados Unidos e o Brasil já foi formada para o desenvolvimento da vacina, que pode levar até um ano para ficar pronta, mas a disponibilidade para o mercado ainda depende de uma série de testes. O desenvolvimento ficará a cargo do Instituto Evandro Chagas (sediado em Belém-PA) e a Universidade do Texas (nos Estados Unidos).

 

Segundo especialistas, durante o desenvolvimento de medicamentos, são necessários que diversos testes sejam realizados em animais como ratos e macacos, até que chegue a fase de testes em humanos.

 

Tais procedimentos podem levar até dois anos, fora o período de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e no FDA, órgão que equivale a Vigilância Sanitária naquele país.

 

Embora atinja principalmente países da América Latina, já há ocorrência do vírus em todos os continentes plenamente habitados. Vale ressaltar que o Zika Vírus está relacionado ao grande aumento de casos de microcefalia (doença que causa problemas neurológicos e motores de forma permanentes em bebês) no país, sendo que Pernambuco continua liderando o ranking de casos já confirmados.

 

No contexto local

 

No auge da epidemia de casos suspeitos, municípios como Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, o distrito de São Domingos (de Brejo da Madre de Deus) e Jataúba enfrentaram unidades de saúde superlotadas de casos de pessoas com sintomas relacionados a dengue, chikungunya e ao próprio zika vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Anteriores