30
junho

Vice de Oposição em Jataúba deve ser anunciado apenas nas convenções partidárias, sinaliza Mamão


IMG_3587

Fotos: Thonny Hill

No fim da manhã desta quinta-feira (30) o pré-candidato pela Oposição em Jataúba, Fábio Mamão (PSB) realizou uma coletiva de imprensa, em sua residência. Na coletiva, que também teve a presença da ex-vereadora Zilda Moraes (que representou o Ministro interino da Educação, Mendonça Filho – DEM), Mamão apresentou 13 pré-candidatos a vereador, com bases eleitorais focadas em distritos da zona rural do município.

Além das apresentações, foram vários os questionamentos feitos por profissionais de imprensa de Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus e do próprio município, que giraram em torno de quatro pontos principais. Confira:

.

Vice deve ser anunciado somente nas convenções

Durante a coletiva, o político não anunciou quem seria o nome do vice a compor a chapa para disputar a eleição, mas apenas frisou que o nome estaria praticamente definido.

Mamão também destacou que as novas regras postas pela Justiça Eleitoral para as eleições podem fazer atrasar, até a última hora, o anúncio do vice.

“Temos que nos adequar as possibilidades e ver o que é ou o que não é possível. Se hoje ficar travado e não pudermos ir a uma rádio até as convenções e anunciar o nome do vice ou outras coisas… Infelizmente vai ficar para as convenções. Quem não se adequar a essa condição, pode se prejudicar” – disse.

Mamão destacou que o mesmo será escolhido por uma das principais lideranças do quadro de oposição no município.

“O nome do vice será escolhido por Zito Basílio (presidente do Democratas no município) porque ele era o candidato, mas teve um problema de saúde. Ele está pronto para o que der e vier, quando tenho qualquer problema ou qualquer coisa a discutir, eu me tranco com ele. Tenho ele como um parceiro e esse privilégio da escolha é uma decisão dele. Foi uma decisão do próprio grupo” – frisou, completando que o retardamento do anúncio seria também uma posição estratégica adotada por seu grupo.

IMG_3585

Intenções eleitorais de Chico de Irineu voltam a ser alvo de críticas

O nome do vereador Chico de Irineu (PT) também foi posto, em diversos momentos, nas perguntas da maioria dos profissionais de imprensa.

Em uma das respostas, Mamão afirmou que o projeto de chapa majoritária do vereador junto com o ex-vereador Furibinha (PT) só beneficiaria o prefeito Antônio de Roque, assim como descartou a possibilidade de uma nova união entre as duas alas oposicionistas, tendo ele (mamão) como o pré-candidato a vice.

Sobre a possibilidade de uma nova aliança e as intenções de Chico de Irineu, ele foi enfático:

“O que pude fazer eu já fiz, até secretaria eu ofereci. Eu disse a ele: Vamos trabalhar juntos na campanha e você seria um secretário no futuro. Vamos trabalhar juntos na administração”. Para resolver esse problema, eu vou ter que aceitar, o grupo vai ter que aceitar eu ser vice de A ou B?! Política é feita com seriedade e não com brincadeira. Estou apresentando um grupo de pessoas que estão comprometidas e que tem a responsabilidade com suas comunidades. Não estou brincando de ser pré-candidato” – disse.

Questionado se ele achava que o projeto de Chico seria uma brincadeira, ele completou:

“Se você for analisar a situação que está sendo colocada… Eu digo que sou pré-candidato a prefeito, desisto e digo que sou candidato a vereador, mais a frente desisto e digo que não sou nada e depois eu volto e digo que sou candidato a prefeito… Você não entende isso como uma brincadeira?!” – pontuou.

.

Resposta as críticas por suposta falta de ações de Diogo Moraes no município

Mamão foi questionado sobre a suposta falta de ações do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) para os jataubenses nos últimos dois anos. Sobre o assunto, Mamão defendeu o deputado e aproveitou para criticar o prefeito Antônio de Roque:

“Diogo trouxe para Jataúba, junto ao secretário de agricultura, mil horas máquinas, quatro barragens e 12 poços artesianos. Dei comunidade por comunidade, mas isso foi desviado” – disse, citando que o repasse teria sido feito pelo Governo Estadual para beneficiar o prefeito Antônio de Roque.

O fato, segundo Mamão, teria sido o estopim para seu rompimento com o governador Paulo Câmara (PSB).

.

Possibilidade de carreira política ser encerrada em caso de nova derrota nas urnas

Mamão falou sobre seu futuro político caso aconteça uma nova derrota nas eleições.

Segundo ele, caso o fato aconteça, uma reunião será feita nos moldes de outra que, de acordo com o político, houve após as eleições de 2012, mas na presença da imprensa.

“Na última eleição que disputei, o resultado foi negativo no domingo e, na segunda-feira, o grupo estava reunido e eu coloquei a disposição de quem quisesse tomar conta (da liderança da Oposição). Ninguém se propôs a carregar o barco. Vou fazer diferente, com a imprensa. A pessoa que for carregar o barco… Mas isso não vai acontecer porque vamos seremos vitoriosos, tenham convicção do que vou dizendo. Já vou visitando 60% da zona rural e a população mostra que quer mudança. Mas se isso vier, porque jogo é jogo, temos que respeitar, mas vou mostrar que também sei ganhar, mas caso isso aconteça, vou colocar a situação interna do grupo e vou expor. Esse cara tem que aparecer e tomar conta, tem que resolver. Vou colocar à disposição como fiz em 2012, mas não vai ficar no oculto, como fiz aqui em casa” – frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores