15
maio

Toritama – Pré-candidatos e prefeito falam sobre votação de contas de Odon Ferreira


O comunicador Wendell Galdino coletou, em Toritama, o posicionamento de pré-candidatos a prefeito e do atual gestor municipal, sobre a votação na Câmara de Vereadores na Capital do Jeans, realizada nessa terça-feira (14). Na ocasião, os vereadores se posicionaram contra o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) e aprovaram as contas do ex-prefeito Odon Fereira, referentes ao ano de 2014.

Falaram sobre a votação, Diego Souza (vereador entre 2009 e 2012), Lucinha Pereira (ex vice-prefeita), Adgelson Chagas, Professora Irenilda (devem disputar pela primeira vez) e Edilson Tavares (prefeito).

Confira:

Diego Souza

“O julgamento da Câmara Municipal, como é de conhecimento de todos, é um julgamento político-administrativo. O que prevalece nesse julgamento, em TORITAMA e em qualquer outra cidade do Brasil, é o viés político

Assim, sendo, considerando que a grande maioria dos vereadores que votaram favoravelmente ao ex-prefeito, e amigo pessoal, Odon Ferreira, estiveram em sua base política na gestão sob análise, penso que politicamente, fizeram sua parte

Pois, se houveram erros, e existiram, eles participaram, uns tentando ajudar, outras tentando prejudicar, uns pensando no povo, e outros pensando em si mesmos. Entretanto, se houve erro, foi coletivo. Assim como os acertos. Como disse, é um julgamento político!

Há fundamento para a rejeição. Há sim! Agora, o que se julgou na Câmara foi o viés político.

Mas, certamente, os vereadores analisaram a fundo.

Na verdade, enquanto esta forma constitucional estiver vigorando, o tema permanecerá polêmico. Bom seria que o julgamento dos prefeitos fosse como é o dos Presidentes da Câmara, só técnico. Este seria o ideal”.

Lucinha Pereira

“Achei muito importante para a cidade. Na minha opinião, vi que cada um votou conforme sua opinião e merece respeito. Vi que os vereadores que votaram a favor do parecer do Tribunal de Contas estão certos, pois, todas as decisões de um tribunal merecem respeito. Se viu um descumprimento de lei e, todo descumprimento deve ser penalizado em conformidade com as leis.

Respeito, também, a posição de quem se mostrou contrário ao que foi indicado pelo tribunal, mas, não concordo, pois como vamos acabar a impunidade, tendo pessoas que encontra justificativas a causas não justificáveis, pra defender uma situação?

Também sei que é difícil condenar alguém, mas, infelizmente, não se pode ter dois pesos e duas medidas.

Com todo respeito aos contrários à decisão do tribunal, acredito que se não fizermos fazer valer as leis, não teremos um país justo para todos.

Lamento por Odon e por qualquer um que passou, ou tenha que passar, por isso. Mas, pra mim, agiram corretamente os vereadores que votaram em conformidade com o parecer do tribunal”.

Adgelson Chagas

“Infelizmente, não posso opinar já que não tive acesso ao parecer técnico do Tribunal de Contas. Mas, acredito que cada vereador teve acesso ao parecer e votou conforme sua consciência. Sendo assim, quem deverá julga-los é quem os colocou naquela cadeira, que foi o povo.

Professora Irenilda

“Segundo informações que busquei com o Vereador Eduardo, trata-se de infração à LRF, por inchaço da folha de pagamentos. Nesse caso, achei correta a votação da Câmara de Vereadores, porque foi realmente para dar emprego ao povo de Toritama, gerando fluxo de dinheiro, negócios e renda para a cidade, e o próprio atual gestor já infringiu essa mesma Lei em 2017, 2018, e atualmente ainda não tá conseguindo o limite recomendado.

No caso dele (Edilson) é pior, uma vez que tirou os empregos de Toritama e mesmo assim está infringindo à LRF. Nesse caso, com os altos salários dos privilegiados.

Então, eu concordo com a votação dos Vereadores contra o Parecer do Tribunal de Contas. Até porque, a Câmara é um poder independente. Eles podem fazer isso, sem sofrer sanções”.

Prefeito Edilson Tavares 

“Dentro das previsões”.

 

Com informações de Wendell Galdino. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores