16
dezembro

Toritama


Ex-prefeito de Toritama é condenado a devolver mais de R$ 600 mil e 20 vezes o salário

 

 

O ex-prefeito de Toritama, Marcelo Andrade, foi condenado pela Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) por improbidade administrativa e terá que devolver R$ 661.245,40 aos cofres públicos e pagar multa de 20 vezes o salário que recebia quando exercia o cargo.

 

De acordo com a denúncia apresentada pela Advocacia-Geral da União (AGU), Marcelo Andrade firmou convênio com a Funasa para receber em 2007 a verba original no valor de R$ 400 mil, a fim de construir melhorias sanitárias em moradias, porém, não prestou contas; e os fiscais da Funasa averiguaram que somente 23% das obras teriam sido executadas.

 

Ainda de acordo com os autos, o ex-prefeito emitia cheques e endossava-os, juntamente com tesoureiro, para que os valores respectivos fossem sacados em espécie diretamente no caixa, despistando assim os destinatários finais. Efetuados os saques, uma parcela dos valores ficava com o prefeito e o tesoureiro e a outra era depositada na conta da secretária de finanças, que, inicialmente, fazia uso de conta própria, mas, posteriormente, passou a utilizar conta aberta em nome da filha, com a finalidade exclusiva de movimentar as verbas desviadas.

 

Em junho de 2008, Marcelo chegou a ser preso pela Polícia Federal junto com outras cinco pessoas que na época eram ligadas a prefeitura de Toritama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores