28
abril

Ronaldo Pacas nega manobra para aprovação de projeto polêmico na Câmara de Vereadores


Ronaldo PacasEm entrevista concedida ao blog, o vereador Ronaldo Pacas (PSDC) falou sobre a atitude tomada pela bancada de Oposição em se retirar do plenário.

A bancada se retirou após acusar o presidente da Casa e vereadores situacionistas de colocarem em prática uma manobra para que o Projeto de Lei, que solicita a autorização de parcelamento em 48 parcelas da dívida da prefeitura, superior a R$ 1,7 milhão, com o Santa Cruz Prev, fosse levado a votação e aprovação.

“Na visão regimental, eles teriam todo o direito. Mas achei estranho a forma conduzida pelo próprio líder da bancada em se retirarem, porque o que houve foi a inversão da reunião quando o próprio regimento diz que, primeiramente, devem ser votados os projetos para depois ser usado a tribuna. Culturalmente, sempre se usava (o oposto) e atendendo ao pedido de Junior Gomes, o presidente atendeu, não fugiu o regimento em nada e fica a critério da bancada em ter abandonado. Lamento, até porque iria ser um debate bom” – disse.

Já sobre as declarações da oposição de que houve uma manobra para que o projeto polêmico fosse levado a votação, Ronaldo negou e fez críticas a uma atitude, segundo ele, tomada por Ernesto Maia:

“O projeto estava na pauta. Eles sabiam desde o princípio. O próprio vereador Ernesto Maia começou a tumultuar a reunião logo no princípio quando ele sorteou a ele próprio e não aceitou, disse que não valia, colocou a bola dentro novamente, por infelicidade dele, o sorteei novamente. Quando tem que ser, é e não adianta” – disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores