22
novembro

Resumório! A coluna do professor Tenório


RESUMÓRIO

NOTA DE ESCLARECIMENTO – A “euquipe” do Resumório acompanhou atentamente a mais recente peitica da política de Santa Cruz: Teve convite ou não teve convite para o prefeito Edson de Souza Vieira para participar da coletiva de imprensa sobre o lançamento da Operação Têxtil? Para alguns, a inédita operação de segurança para o polo de confecções foi o detalhe… Onde é que vamos parar?

ESQUECERAM DE EDIN – Será que esqueceram mesmo? Creio que não esqueceram de convidar o prefeito Edson Vieira. Seria esquecimento se pretendessem convidá-lo. Principalmente, porque, independentemente, de ser convidado ou não, ele estava em Brasília e não viria para o evento. Uma zuada dessas só se justificaria se o prefeito tivesse uma galeria com todos os convites para eventos emoldurados e pendurados numa parede.

EU NÃO VOU, VOCÊS TAMBÉM NÃO – Há quem diga que o prefeito não autorizou a ida de secretários para o evento que foi aberto ao público. Quanto aos vereadores de situação, uns foram e outros não.

POLITICAMENTE CORRETO – Segundo um companheiro de trabalho, “hoje é politicamente correto falar mal de político”. Um exemplo aqui de perto é que protestaram, pediram, desejaram a duplicação da PE-160. Está em pleno andamento, mas reclamam porque a obra está demorando a ficar pronta. Querem segurança para o Polo de Confecções e quando vem, reclama-se de um não convite para quem não pode ir…

O CONVITE – Se o prefeito Edson Vieira recebeu ou não o convite para coletiva de imprensa sobre a Operação Têxtil, ficou uma interrogação no ar. Só sei que esta semana um vereador de oposição foi fotografado com pessoas ligadas ao deputado estadual Diogo Moraes. É mais fácil ter rolado um convite nessa conversa, já que recentemente ele andou elogiando o Governador Paulo Câmara na tribuna da Câmara.

TROCA DE TAPA – Falam de uma suposta desunião entre o prefeito Edson Vieira e deputado Diogo Moraes. Oficialmente, não existe desunião. O que existe é o distanciamento do prefeito com o governador. Coincidentemente, após essas polêmicas, muitas ações estão sendo direcionadas pelo governo do estado para cidade e região, através do esforço do deputado. Segundo um leitor desta coluna, “se a desunião continuar trazendo benefícios para o povo, eu quero é que eles troquem tapas em praça pública”.

CANDIDATURA – Com esse politicamente correto falar mal de político, eu é que não queria disputar nenhum cargo eletivo. E se um dia mudar de ideia, seria numa cidade que o Advogado André Tadeu da Mota Florêncio não conhecesse.

MAIS UMA – Quando todo mundo pensa que o advogado André Tadeu esgotou o seu “pacote de maldades” para os vereadores de Santa Cruz, ele reaparece como mais uma assombração. A ação da vez quer cancelar o auxílio combustível de mil reais que os parlamentares recebem. E ainda quer a devolução de um monte de dinheiro dos vereadores atuais e dos da legislatura passada que utilizaram o auxílio combustível aprovado, com algum problema no trâmite.

A PRÓXIMA – Como o repertório do advogado é amplo, já se comenta qual seria o próximo benefício a ser questionado. Os créditos dos celulares dos vereadores seriam o próximo alvo? Não tem como sabermos. Depois disso tudo, só restariam as xícaras de café servidas aos parlamentares serem questionadas.

PROTESTO DE RICO E DE POBRE – Pobre protesta queimando pneus na pista. Rico protesta indo a Brasília, com passagem, hospedagem e alimentação pagas pelo povo. Falo dos prefeitos que estão na capital em busca de mais recursos, mais avanços. Eles ainda dizem que se não forem atendidos, acamparão em Brasília. Eu gastaria o orçamento anual do Resumório só para ver os prefeitos uma barraca de camping, fazendo fogueira e comendo feijoada enlatada ou miojo.

PAPAI NOEL – Teria de ser surpresa, mas uma sugestão para o Papai Noel da Polo este ano é o advogado André Tadeu, embora ele só traga presente de grego para os parlamentares. Um nome que muitos querem esquecer, dificilmente seria descoberto.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões e informações aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 





 

error: Copiando nosso texto?